ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Geraldo critica secretário que defende auditoria nas mortes por coronavírus

Declaração sobre auditoria foi dada pelo secretário do Ministério da Saúde, Carlos Wizard

Por Leonardo Rocha | 06/06/2020 11:15
Secretário Geraldo Resende durante live neste sábado (Foto: Reprodução - Facebook)
Secretário Geraldo Resende durante live neste sábado (Foto: Reprodução - Facebook)

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, endossou a nota de repúdio do Conass (Conselho Estadual de Secretários de Saúde) ao secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, Carlos Wizard, que questionou o número de  mortes por coronavírus no Brasil, ao sugerir até uma auditoria nos dados apresentados pelos estados.

“Ele mostra que desconhece os procedimentos do SUS (Sistema Único de Saúde) e espero que este cidadão se retrate em relação a esta declaração. Ao invés do Ministério (Saúde) apresentar uma direção única, fica criando factoides, em vez de atacar o inimigo principal que é o coronavírus”, disse Resende, durante a divulgação do boletim de hoje (06).

O Conass repudiou as declarações de Wizard que declarou que os estados “falseiam os dados” referente aos óbitos relacionados ao covid-19, em busca de mais “orçamento”. O órgão se mostrou indignado com o que chamou de “afirmações levianas”, que insulta a memórias das pessoas que morreram em função da doença.

“A tentativa autoritária, insensível, desumana e antiética de dar invisibilidade aos mortos pela Covid-19, não prosperará. Ofende secretários, médicos e todos os profissionais da saúde que têm se dedicado incansavelmente a salvar vidas”, diz a nota.

Geraldo também lembrou que o Brasil hoje é o “epicentro” da doença no mundo. “Em Mato Grosso do Sul precisamos da participação de cada um, porque pelas projeções que temos o pior ainda está por vir. Nas próximas semanas podemos repetir o colapso que já ocorreu em outros estados”.