A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

15/02/2017 12:36

“Só veio prestar esclarecimentos”, diz advogado de suspeito de desvios

Viviane Oliveira e Marcus Moura
Advogado Danilo diz que o cliente dele foi apenas prestar esclarecimentos na sede da PF (Foto: André Bittar)Advogado Danilo diz que o cliente dele foi apenas prestar esclarecimentos na sede da PF (Foto: André Bittar)

O advogado Danilo Cristofaro, que representa um dos suspeitos conduzidos à sede da Polícia Federal, em Campo Grande, durante operação que investiga desvio de verbas públicas em bolsas de pesquisas da UFPR (Universidade Federal do Paraná), disse que o cliente dele foi apenas prestar esclarecimentos. “Não tem ninguém acusado ainda”, afirma. Ele não quis dar mais declaração sobre o caso. 

A Polícia Federal prendeu quatro pessoas em Mato Grosso do Sul, sendo três em Campo Grande e uma no município de Maracaju, distante 160 quilômetros da Capital, durante a Operação Research (pesquisa, em inglês), desencadeada na manhã desta quarta-feira (15). Os nomes dos envolvidos não foram divulgados. 

Segundo as investigações, elas eram beneficiárias de um esquema que desviou cerca de R$ 7,5 milhões em bolsas de pesquisas da UFPR. O montante foi desviado no período de três anos.

Investigação conduzida pela Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas da União, apurou que 27 beneficiários não tinham nenhum vínculo com a universidade.

Muitos deles sequer têm nível superior. O esquema envolvia a Pró-reitoria de Planejamento e Orçamento da universidade, instância que figura em posição logo abaixo da Reitoria.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions