A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/06/2008 11:26

Ação da Receita contra sonegadores deve durar 2 meses

Redação

Deve durar, no mínimo, dois meses a investigação que a Receita Federal começou hoje para punir sonegadores da Previdência Social. Ao contrário da direção nacional do órgão, em Mato Grosso do Sul a Receita omite números regionais.

Uma das poucas informações repassadas é a repetição de dados divulgados nacionalmente: no País são 6.455 empresas na mira da fiscalização. A Delegacia em Campo Grande justifica o silêncio sobre os números locais dizendo ainda não saber quantos empresários daqui passarão pelo pente-fino.

Segundo o delegado adjunto do órgão na Capital, Flávio de Barros Cunha, o trabalho começou com divergências verificadas no confronto entre os dados declarados na Guia de Recolhimento do FGTS e na Guia de Informações à Previdência Social, com dados informados na Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte, ou na Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica.

Na prática, a apuração levantou contribuintes que apresentaram divergências nos dados de pagamento de salários contidos nas declarações entregues à Receita e nas informações sobre recolhimento de contribuições.

Nesta nova etapa, a estimativa é de primeiro intimar no País 1,7 mil empresários para dar explicações. Auditores fiscais também farão visitas para verificar o número real de funcionários e se bate com o declarado.

Novamente, o representante da Receita em Campo Grande se ateve aos números nacionais para mostrar o tamanho do rombo causado pelos sonegadores: R$ 15 bilhões.

De olho - Na região Centro-Oeste, a operação vai envolver mil auditores. Antes da equipe

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions