A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

04/11/2008 18:39

Aluno da PM não morreu por causa de doença, indica laudo

Redação

O laudo médico emitido pelo laboratório Histolab, de Campo Grande, sobre a morte de Sidney Henrique Ribeiro, de 27 anos, reforça a suspeita de que excessos de atividades físicas provocaram a morte do aluno a soldado da Polícia Militar de Coxim.

Ribeiro morreu na Santa Casa da Capital, no dia 2 de outubro. Ele participava de uma corrida, durante curso de formação da PM, quando passou mal. Ele recebeu os primeiros socorros dos monitores do curso, foi encaminhado pelos bombeiros até o hospital da cidade e depois transferido para a Capital.

Segundo a assessoria de comunicação da Santa Casa, o relatório médico, assinado pela médica Mirela Fontão, foi entregue à família que não autorizou a divulgação.

Conforme o jornal Edição Notícias, no laudo´, a médica Mirella Fontão considerou Ribeiro uma pessoa "saudável". Segundo o documento, ele teve "choque refratário" e ainda apresentou aumento da temperatura, convulsão, enrijecimento dos músculos e membros e sangramento no nariz. 

Na época, o relações públicas da PM em Coxim, Nelson Correia Júnior, disse que Ribeiro não apresentava um quadro que pudesse levar a alguma associação aos exercícios do curso. O rapaz vomitou e teve convulsões. O médico do hospital de Coxim o examinou e não identificou a causa. (Com informaçãoes do Edição Notícias)

STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
UFGD oferece vagas em 36 cursos de graduação pelo Sisu
A UFGD (Universidade da Grande Dourados) está ofertando 944 vagas em 36 cursos de graduação para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As inscrições...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions