A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/09/2010 14:30

Amamsul sai em defesa de juiz citado em gravações

Redação

Uma semana depois de divulgadas gravações com conversas comprometedoras entre o 1º secretário da Assembléia Legislativa, Ary Rigo (PSDB) e o ex-secretário de Governo de Dourados, Eleandro Passaia, a Amamsul (Associação de Magistrados de Mato Grosso do Sul) resolveu se manifestar com "indignação, surpresa, perplexidade", define.

A entidade cobra a lista de juízes e desembargadores que tenham participado de esquema e, caso a relação não exista, ameaça ação por medidas de compensação por danos causados a magistratura.

"As afirmações abalaram a reputação funcional e ofenderam a dignidade e a honra de todos os Desembargadores do Tribunal de Justiça e, por extensão, toda Magistratura Estadual", resume.

A Associação sai em defesa do desembargador Claudionor Abss Duarte, citado nas gravações como membro do Tribunal de Justiça que teria beneficiado Ary Artuzi. A Amamsul avalia o magsitrado como um "dos profissionais mais experientes e respeitados no meio jurídico" e lembra do currículo do ex-Corregedor e Presidente do Tribunal de Justiça do Estado, "de reconhecido saber e refinada técnica jurídica solidamente retratada em seus votos e decisões, sempre se pautou pela lisura e independência no exercício de suas funções".

A entidade segue com a nota oficial que não aceita "justificativas posteriores apresentadas, por quem quer que seja visando o prevalecimento do dito pelo não dito", por considerar "insuficientes para impedir que haja uma apuração rigorosa, independente e imparcial sobre a veracidade desse manancial de supostas ilegalidades que afloraram em toda a imprensa nos últimos dias".

A Associação também cita entrevistas concedidas pelas partes envolvidas, inclusive do delegado da Polícia Federal em Dourados, Bráulio Galloni, publicada no dia 26 de setembro em que defende o papel do Judiciário depois da Operação Uragano, que revelou esquema de corrupção em Dourados.

A entidade destaca o trecho em que o delegado diz que "... foi o Judiciário o responsável por botar na cadeia 60 pessoas, e rápido. Foi o próprio Tribunal da Justiça o responsável por prender o prefeito. A população não pode esquecer isso. Essas pessoas todas estão sendo responsabilizadas através de ações firmes, tanto do Judiciário aqui como do próprio Tribunal de Justiça".

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions