A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

11/03/2010 09:51

Anvisa suspende venda de produtos que contêm sibutramina

Redação

A fábrica de alimentos Ledal Química do Brasil Ltda, em Goiânia, foi interditada numa operação conjunta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Polícia Federal.

Investigação realizada pelos dois órgãos identificou a presença de sibutramina (medicamento controlado, utilizado para o tratamento de obesidade) em três produtos: Fibra Regi e Sliminus em cápsulas e Sliminus em comprimidos. Mais de 600 mil comprimidos de alimentos ficaram retidos no local.

A Anvisa também suspendeu a distribuição e a comercialização, em todo território nacional, de todos os lotes que apresentaram sibutramina na perícia. A resolução foi publicada na edição de hoje (11) do Diário Oficial da União.

A interdição da fábrica é valida por 90 dias, prazo em que a empresa poderá apresentar recursos e contraprovas. Caso as irregularidades sejam confirmadas, a empresa pode ser punida com multas que variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão.

A investigação começou no ano passado, a partir de denúncia de irregularidades com relação ao alimento Affinato. Em dezembro de 2009, fiscais da Anvisa realizaram inspeção na fábrica da Ledal Química do Brasil Ltda. e coletaram amostras de diversos produtos da empresa. As amostras foram encaminhadas para a perícia da Polícia Federal, que constatou a sibutramina nos três alimentos.

A sibutramina é uma substância de uso controlado, cujo uso foi motivo de alerta da Anvisa aos profissionais de saúde, depois que um estudo, denominado Sibutramine Cardiovascular Outcomes (Scout), demonstrou aumento do risco cardiovascular não fatal nos pacientes tratados com a substância.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions