A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

26/07/2018 09:01

Após 14h de sumiço, força-tarefa acha destroços de avião que levava ministro

Aeronave foi achada em uma área alagada de pelo menos três metros de profundidade

Danielle Valentim
Movimento é registrado no Aeroporto de Ayolas Foto: Miguel Rodriguez/ABC ColorMovimento é registrado no Aeroporto de Ayolas Foto: Miguel Rodriguez/ABC Color

Quatorze horas após desaparecimento de um avião, que transportava o ministro da agricultura do Paraguai, Luis Gneiting - da cidade de Ayolas à Assunção -, grupos de buscas localizaram destroços da aeronave e quatro tripulantes por volta das 8h, desta quinta-feira (26). A informação foi confirmada por autoridades da Dinac, ao ABC Color.

Os destroços estavam a cerca de 6 km da pista do aeroporto de Ayolas, de onde o avião decolou na tarde de ontem, confirmou ao cardeal ABC Luis Aguirre, presidente da Dinac. A aeronave foi achada em uma área alagada de pelo menos três metros de profundidade.

Câmeras de segurança gravaram os primeiros três minutos do voo da aeronave “Beechcraft Baron 58”, de pequeno porte. As imagens mostram flashes de luz ao redor do avião e em seguida um apagão.

Logo após levantar voo, a aeronave se direcionou a um rumo incomum, seguindo viagem até desaparecer.

Além de Luiz, estavam a bordo o vice-ministro da Pecuária, Vicente Rigoberto Ramírez Imas, de 49 anos, o piloto Gerardo Cayetano López Zárate, de 71 anos, e o co-piloto oficial Luis Eladio Charotti Barquinero, de 35 anos.

Uma força-tarefa para a busca à aeronave foi montada. Os integrantes do grupo usaram drones, tratores, caminhões, cavalos e até busca a pé. Até o início da manhã desta quinta, a procura não tinha resultados positivos.

Desaparecimento - Avião em que estavam quatro pessoas, dentre eles o ministro da Agricultura do Paraguai Luís Gneiting, desapareceu por volta das 18h30 da noite desta quarta-feira (25) no país vizinho.

A aeronave “Beechcraft Baron 58” de pequeno porte tinha decolado do aeroporto de Ayolas, PY, às 18h22 com destino a capital Assunção, mas desapareceu do radar, cerca de 15 minutos depois.

Ontem à tarde, o ministro tinha ido visitar a mãe Irene Dichtiar, que sofria de uma doença terminal. O encontro foi uma despedida, já que segundo o prefeito da cidade de Carmen del Paraná, no Paraguai, Germán Gneiting, que também é irmão do ministro, a genitora faleceu na madrugada desta quinta.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions