A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/05/2013 10:00

Após morte em roda de tereré, Kemp quer proibir competições em MS

Edivaldo Bitencourt e Luciana Brazil

Após a morte de Luana Priscyla Fernandes Soares, de 21 anos, após passar mal em uma roda de tereré no dia 29 de abril deste ano, o deputado estadual Pedro Kemp (PT) quer proibir a realização de competições de quem bebe ou come mais em Mato Grosso do Sul. O responsável pelo evento pode ser multado em R$ 53,1 mil.

O petista apresentou projeto de lei que proíbe as competições realizadas no Estado, como quem come mais sobá, toma mais tereré ou ingere mais ovos.

A polêmica começou no dia 28 de abril, quando Luana participava de uma competição, promovida pela Rádio Blink, de quem tomava mais tereré. Ela passou mal durante a competição e foi encaminhada para uma unidade de saúde do município. No entanto, houve demora no encaminhamento para a Santa Casa e a jovem morreu, segundo familiares, em decorrência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Kemp disse que uma técnica da área de saúde encaminhou a sugestão por meio da rede social Facebook. Ela se mostrou indignada com competições deste tipo porque fazem mal para o organismo.

“Não foi só a menina que morreu, outras 10 pessoas passaram mal (durante a roda de tereré”, afirmou Kemp. Ele espera a aprovação do projeto em 30 dias.

Polêmica – A morte de Luana causou polêmica e teve repercussão nacional. A fatalidade causou polêmica porque muitas pessoas associaram a fatalidade com o fato de ela ter bebido muito tereré, o que pode causar hiponatremia, ou seja, um desequilíbrio no organismo por ingerir grande quantidade de água em um curto período, sobrecarregando os rins que não conseguem funcionar normalmente.

Após mais ou menos uma hora do início da competição, Luana passou mal e foi encaminhada ao posto de saúde Coronel Antonino, porém o estado de saúde dela era bastante grave e a jovem precisou ser transferida para a Santa Casa, onde deu entrada no pronto socorro às 23h19.

Segundo o marido dela, Welton Godoy Miranda, 29 anos, Luana teve o AVC e ficou muito tempo no posto de saúde, pois não havia vaga no CTI da Santa Casa, o que agravou ainda mais o quadro clínico dela. Ele enfatiza que no laudo médico não está confirmada nehuma relação da morte com o consumo de água.



Lá vem mais uma proibição pra Campo Grande! E esse oportunista querendo aparecer! Vamos fazer jus ao salário e vamos trabalhar cambada! Campo Grande está virando uma cidade sem leis (ou com excesso delas!), onde manda quem quer e obedece quem tem juízo (ou receio de ter que dar mais dinheiro pra essa corja!). Política no Brasil é uma coisa que dá NOJO! Tanta coisa importante (e necessária) pra se preocupar e esses babacas querendo PROIBIR, PROIBIR e PROIBIR! Aff! Hospital do Câncer e toda essa palhaçada que tá envergonhando o estado a nivel nacional, e NINGUÉM PROIBE A ROUBALHEIRA e o DESRESPEITO com os enfermos! FALASTRÕES!
 
Ricardo Franco em 08/05/2013 01:04:16
Ano que vem é ano de reeleiçao...Depois que uma pessoa morre é que querem acabar com esse torneio ridiculo?
 
Sidnei Meneses de Aquino em 07/05/2013 13:36:04
Esse "Carinha" Gilson Giordano Aí Falou Um Monte de Besteira Que Não Ajudou em Nada.
 
Gilberto Bras em 07/05/2013 11:29:52
Pessoal , Faz Mais de Um Mes Que Tem Uma Vereadora Aí de CG Tentando Criar Uma CPI para Investigar o HC e Nao Consegue Assinaturas dos Vereadores. E Agora Vem Esse Oportuinista , Usando a Tragédia da Moça Para Aparecer. Tanta Coisa Séria , Importante Mesmo Pra Esses Vereadores Cuidarem e Sai Um Desarrumado Desse Pra Proibir Diversão da Juventude. Tá Querendo é Aparecer Isso Sim. Ele Tem Que Investigar o Porque Que o Posto de Saude Demorou Pra Prestar Socorro Pra Moça , Isso Sim.
 
Gildo Cordeiro em 07/05/2013 11:28:02
Ohhh nobre deputado, vá se preocupar com coisas mais importantes!
Deixe de ser só mais um inútil sugador das divisas produzidas pelos
trabalhadores que o elegeram. Faça valer essa fortuna que Vossa Excelência
recebe como "representante" do povo. Leia o noticiário diariamente, quem sabe assim
ficará inteirado de assuntos relevantes e importantes para a sociedade.
 
JOSE BALBINO em 07/05/2013 11:19:05
Parabéns, deputado. Apoio irrestritamente seu projeto.
 
Anita Ramos em 07/05/2013 11:16:03
Este deputado estadual precisa se informar melhor buscando assessoria técnica na área médica, pois esta garota já deveria ter problema de predisposição ao AVC e lógico que em qualquer situação estressante poderia ter se manifestado. O problema não é uma competição em si, é a falta de acompanhamento médico e a falta de estrutura adequada da rede pública de saúde. Deveria ter proposto projeto de lei que multasse o prefeito, governador, secretário de saúde ou outro dirigente, se ocorresse algum problema no atendimento de um cidadão em posto de saúde ou hospital.
 
Edmur Lavezo Gomes em 07/05/2013 11:10:06
Essas competições nos remetem a idade media quando as pessoas se comportavam como animais, comendo e depois forçando o vomito para comer novamente, outra imbecilidade é essa da feira central que premia quem come mais sobá, uma competição patrocinada ate pela prefeitura em comum acordo com a presidencia da feira central. Nos podemos muito bem viver sem essas demonstrações de ignorancia e mal gosto. O mundo é para evoluir não para regredir ao tempo das cavernas.
 
Horlando P. de Mattos em 07/05/2013 11:09:42
Apoio o Deputado Pedro Kemp totalmente na criação desta lei, pois estas competições infundadas não trazem benefício algum às pessoas, pelo contrário, trazem apenas "sofrimento e dor", como no caso da família da Luana, que morreu tão jovem e de forma tão banal.
 
Gustavo Souza em 07/05/2013 11:08:39
Porque esse deputado não vai se preocupar com o salário dos professores ou do transito!
 
Rene Andrade em 07/05/2013 11:05:41
Acredito que só proibir esse tipo de campeonato não será suficiente,penso que criar um projeto que seja capaz de suprir a falta de lazer da população campograndense,pois a diversão aqui e comer ou beber em demasia sua maioria,criar condição onde o esporte não seja suprimir os limites do corpo e o que falta ,quem sabe fará uma populçao pensante, jovens convicendo com outro tipo de cultura.
 
marcia cristina hipólito em 07/05/2013 11:02:07
vai procurar o que fazer...tem tantas outras coisa que tem que ser proibido....faz uma lei que obriga atendimento de qualidade em postos de saude e hospitais.....
 
marcos antonio em 07/05/2013 10:54:58
Senhor deputado por acaso o senhor sabe mais que o medico que assinou o atestado de obito causa da morte AVC. Ou não le os noticiarios, antes de causar qualquer problema sobre a cultura de um local procure se enformar, se não tem tempo para isso, tem tantos acessores pago com o NOSSO DINHEIRO coloque eles para ler as noticias para o senhor. Apresente projetos que melhorem os POSTOS DE SAUDE, HOSPITAIS, MELHORES SALARIOS. Nao sabe que informação e CULTURA.
 
MARIA DA C Q RODRIGUES em 07/05/2013 10:54:14
É animalesco esse tipo de "brincadeira" que incentiva o consumo exagerado, seja lá do que for!
Maior comedor de Sobá, maior bebedor de tereré, maior isso, maior aquilo... Sejamos maiores nas nossas ações altruístas!
Gostei dessa frase, e cabe para tudo: "a mediocridade é amiga da barbárie"!
 
JESSICA MACHADO em 07/05/2013 10:53:17
E os jogadores de futebol que morreram em campo?...também vão proibir os jogos??...não é competição também?
 
Paulenir de Barros em 07/05/2013 10:48:28
Pois é...a prefeitura queria aumentar indices em competições...tal e coisa...e acabou por aumentar indices de morte...Isso que dá organizar sem planejamento. É a mesma coisa que está acontecendo com sua gestão...daqui a pouco teremos os "efeitos".
 
Gilda Pinheiro em 07/05/2013 10:43:14
Não creio que o Estado deva interferir no que as pessoas bebem ou comem!!!!
 
nilton penzo em 07/05/2013 10:41:30
APOIADO!!!!NADA CONTRA TERERE,POIS TBEM TOMO, MAS TUDO QUE É DEMAIS FAL MAL.TUDO.
 
Ruth Antunes em 07/05/2013 10:39:20
Primeiro, além dela, se não me engano teve um "carinha" eu acho que la de São Gabriel do Oeste, que após o ato animalesco de ingerir não sei quantos litros desse troço, foi internado às pressas, mas infelizmente escapou. Segundo, eu sou contra a criação de uma lei proibitiva pra conhecer os campeões da falta de educação tipo: que come mais sobá...que toma mais litros de tereré.. quem como mais ovos.. quem come mais macarrão.... quer beber? Beba! Quer comer? Coma.. beba e coma até passal mal e morrer! Ora se sabemos que tudo em excesso é prejudicial, porque fazer essas gracinhas então? E outra... eles são jovens e DEVEM fazer tudo que dá na "telha" rsrsrsrsrsr
 
Gilson Giordano em 07/05/2013 10:38:36
É uma brincadeira? Propor CPI na saude no ambito estadual nem pensar, não é mesmo?
Tanta coisa util para se fazer, vamos propor algo assim. Ta certo, o jeito e fazer o limpa nas proximas eleiçoes.
 
Orivaldo Mundim em 07/05/2013 10:31:35
Não precisa proibir. Basta ter acompanhamento médico (não sei se houve) durante a competição: passou mal, ta fora.
 
Ronaldo Castor em 07/05/2013 10:28:14
Deveriam se preocupar com coisas mais relevantes como a saúde publica que esta indo de mau a pior e não com uma eventualidade que serve como distração para a comunidade.
 
Marcondes Correia em 07/05/2013 10:27:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions