ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Aquário do Pantanal deve aumentar em 30% turismo de Campo Grande

Por Fabiano Arruda | 12/04/2011 13:38

Informação é da Associação Brasileira das Agencias de Viagens em MS

Arquiteto mostra novas projeções do Aquário do Pantanal em apresentação nesta terça. (Foto: Divulgação)
Arquiteto mostra novas projeções do Aquário do Pantanal em apresentação nesta terça. (Foto: Divulgação)

Com padrões e dimensões internacionais, o Aquário do Pantanal, que será construído no Parque das Nações Indígenas, deve aumentar em pelo menos 30% o turismo de Campo Grande, segundo informações do presidente da ABAV/MS (Associação Brasileira das Agencias de Viagens), Ney Gonçalves.

A ABAV e outras entidades voltadas ao turismo em Mato Grosso do Sul participaram, na manhã desta terça-feira, na Governadoria, de apresentação técnica do Aquário do Pantanal.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, Ciência e Tecnologia, Carlos Alberto Menezes, considera o projeto de suma importância para o desenvolvimento turístico do Estado, sobretudo, levando em conta que Campo Grande é uma cidade de “passagem” dos turistas.

“O projeto vai alavancar o turismo da Capital e melhorar as condições de infra-estrutura”, disse o secretário, sobre a necessidade de melhorar as condições da cidade para receber os turistas, tanto do País, quanto do exterior.

Menezes também garantiu que os R$ 84 milhões que serão investidos na construção são recursos oriundos exclusivamente do tesouro estadual.

A apresentação de hoje não englobou cronograma de obras. O projeto está em fase de execução e haverá um pré-lançamento que deve ocorrer na primeira semana de maio. As obras podem começar no mesmo mês.

Sobre o prazo de execução, que é de 900 dias, o secretário ressaltou que a obra é grandiosa e cheia de detalhes técnicos, mas será possível antecipar o cronograma em até dois anos.

“Em breve o governador vai autorizar a ordem de serviço”, comentou o titular da pasta de Meio Ambiente.

“O Aquário também tem projeções científicas. Servirá de ponto de encontro e referência para o desenvolvimento da política de biodiversidade, e como local em que será depositado o conhecimento científico, teses, projetos e estudos”, completou.

O arquiteto responsável pelo projeto é Ruy Ohtake, que proferiu palestra no encontro nesta manhã. “O Aquário deve ser visto de forma regional e nacional, com projeções turísticas e científicas internacionais”, afirmou Ohtake, segundo informações do governo do Estado.

Aquário - Carlos Alberto Menezes revelou, em entrevista, que, pelos dados do governo, o aquário será o maior do mundo. Com 6 milhões de litros de água, 263 espécies e 7 mil animais, deve entrar em operação no início de 2012 e terá capacidade para receber 20 mil visitantes por dia.

O espaço irá abrigar um centro de conferências, laboratórios e biblioteca para livros e teses sobre o Pantanal, instalações que foram desenhadas lado a lado com os 25 tanques de peixes, jacarés, sucuris, entre outras espécies.

O secretário comentou ainda que outros projetos semelhantes no setor do turismo serão desenvolvidos no Estado, como o Parque dos Ervais, em Ponta Porã.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário