A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/08/2013 15:23

Artigo sobre evangélicos causa polêmica e reverendo pode adiar culto

Edivaldo Bitencourt
Artigo sobre Marcha para Jesus causa polêmica (Foto: Marcos Ermínio)Artigo sobre Marcha para Jesus causa polêmica (Foto: Marcos Ermínio)

A repercussão do artigo “Fundamentalismo evangélico – ameaça à democracia”, que critica o radicalismo de algumas lideranças evangélicas, pode levar o reverendo Carlos Eduardo Calvani a suspender o culto na Igreja Anglicana da Inclusão em Campo Grande. Leitores do Campo Grande News se dividiram sobre a opinião do padre.

Ele contou, por e-mail, que recebeu duas ligações anônimas de pessoas ofegantes na manhã de hoje. Como não dispõe de binas no aparelho telefônico, o reverendo, que está há três anos em Campo Grande, ficou assustado com a repercussão. Ele contou que sua esposa está preocupada com os filhos do casal, que são pequenos.

O reverendo só manifestou sua opinião com o objetivo de contribuir com o debate sobre o fundamentalismo de alguns evangélicos, como o pastor Silas Malafaia, que condenou os gays e defendeu a conquista dos meios de comunicação.

“Não esperava essa repercussão”, contou o reverendo, que pediu para o Campo Grande News retirar o artigo do ar.
“Tenho vários familiares evangélicos, não estou generalizando”, justificou-se. Ele disse que o problema não é a crença protestante, mas o fundamentalismo religioso. “Nem todos concordam com esse grupo que controla os meios de comunicação”, frisou.

 

Reverendo condenou fundamentalistas como Malafaia (Foto: Marcos Ermínio)Reverendo condenou fundamentalistas como Malafaia (Foto: Marcos Ermínio)

Favoráveis – A opinião do reverendo repercutiu entre os leitores do Campo Grande News. “Finalmente, alguém disse alguma coisa sobre estes fanáticos, donos da verdade, depois que as pessoas menos esclarecidas passam por uma lavagem cerebral, fazem tudo que estes pregam, e até dão dinheiro para eles, vendem objetos da família para dar a igreja (pastores), causando até separação entre as famílias que não concordam que seus membros entre numa fria destas”, comentou o leitor Jorge F. dos Santos.

“Não seria exagerou dizer que, no futuro, poderemos ter um fundamentalismo cristão tão radical quanto o islâmico, inclusive, podendo chegar a se militarizarem”, afirmou Luciano Bandeira. “Estamos cercados, de um lado, os evangélicos, donos da verdade absoluta, do outro, políticos corruptos em busca de poder e grana. E o pior, os dois estão se tornando um só”, frisou Roberto Silva Pereira.

“Infelizmente, reverendo, esse futuro sombrio nos espera. A história é ciclíca”, alertou outro leitor, Ricardo Rodrigues. “Esses fanáticos buscam o retorno da idade das trevas, visando, lógico, unicamente, o poder e riqueza que vários deles já detém a custa da ignorância dos analfabetos funcionais”, concluiu.

“Há 10 anos venho vivendo a penitencia de denunciar esses por conta das mais variadas entidades religiosas que se alastram por nossa cidade e estado”, comentou Cláudio Moreira. “Um pouco exagerado o texto, porém olhos abertos, pois a bancada evangélica quer dinheiro e poder e nada melhor que o cenário político para unir o ‘útil ao agradável’”, disse Jonas Tralli.

“Parabéns ao reverendo pela coragem de postar esse artigo. Acho que todas as formas de fé têm o seu valor para o indivíduo, mas gostaria de saber por que sempre vejo motoristas de carros com adesivos de igrejas diversas estacionando em vagas para deficientes, bloqueando rampas de acesso de cadeiras de rodas, estacionando em local proibido, avançando sinal vermelho”, alertou Cláudio Fernandes.

Outro leitor, Raphael Victor, que se diz fiel da Congregação Cristã no Brasil, diz que religião e política “são coisas totalmente diferentes, e não deveriam jamais ser misturadas”.

Evangélicos participam de marcha pelo centro da Capital  (Foto: Marcos Ermínio)Evangélicos participam de marcha pelo centro da Capital (Foto: Marcos Ermínio)

Revolta – Mas o artigo do reverendo Calvani também causou revolta e protestos de alguns leitores. “Prefiro ser um fundamentalista religioso que tem sua esperança pautada em um Cristo restaurador e curador, do que viver uma fé relacionada em meus próprios meios, sendo escravo da bebida e do fumo e de um mundanismo que compara Cristo com Raul Seixas”, criticou Reginaldo Paiva.

“Artigo totalmente desnecessário, ao meu ponto de vista. Acho que o reverendo deveria ler mais a bíblia, estudar mais Deus e menos religião”, protestou Edson Bobadilha. “Artigo eivado de sandices. Coloca todos os evangélicos no mesmo saco. Não sei é da mesma igreja, mas que saudades das palavras honestas, abalizadas, sem rancor”, afirmou Alcenair Nobre, citando Dom Robinson Cavalcante.

“Infeliz entendimento! O que dizer do autor dessa matéria, que Deus tenha misericórdia de tuda vida! O Brasil vai sim se tornar um país de maioria evangélica!”, brada Israel dos Santos.

“Senhor reverendo, como pode dizer que os evangélicos são um perigo para o estado laico, se o senhor não reconhece e não respeita isso, como deixou muito claro nas bobagens que escreveu”, afirmou Alfredo Sandim.

“Esse reverendo pode ir a um presídio entrevista os encarcerados, que poderá comprovar que a maioria deles são católicos. Nós evangélicos fomos libertos da idolatria da qual os católicos ainda estão presos, por isso seus líderes são contra o verdadeiro evangelho de Cristo”, condena Olice Trelha.

“Fico muito entristecido com este comentário deste dito Reverendo, uma vez que suas palavras demostram que ele defende a bandeira LGBT e não uma opinião livre de ideologias pessoais, penso ainda Reverendo que o Sr. Está tão envolvido com o movimento LGBT que é legitimo e respeitado por nos Evangélicos”, comenta outro leitor, Sandro Martinez.

O Campo Grande News mantém o artigo no ar.



Lamento pela "santa ignorância" dos pseudo-intelectuais que continuam afirmando que o movimento evangélico é uma ameaça à democracia!
Vão estudar e ler na História que a democracia SURGIU com movimentos evangélicos.
Além disso, leiam a resposta pública do Bispo da Igreja Anglicana Reformada ao artigo absurdo do incauto reverendo:

http://cafecomobispo.blogspot.com.br/2013/08/resposta-publica-ao-artigo.html
 
Alex Bruno Cáceres em 30/08/2013 19:23:58
Reverendo ao ler seu artigo, pensei que o senhor imprimia um certo exagero em suas palavras, embora concordando que hoje no Brasil, o maior risco a democracia não é a corrupção, e sim o fundamentalismo evangélico. No entanto ao ler os comentários raivosos dos internautas evangélicos e a reação dos Aiatolás evangélicos penso que o Senhor estava sendo extremamente coerente. E lhe dou um conselho, solicite proteção ao Estado, porque esse povo é capaz de cometer as mais horríveis atrocidades em nome do bezerro de ouro que eles adoram.
Um abraço.
Que Deus tenha misericórdia do Brasil.
 
Nivaldo Machado de Lima em 30/08/2013 08:26:22
Não sei porque tanto medo, tanto alarde, pra nada... juntando todos os evangélicos e os que se "dizem" evangélicos, me parece que, segundo o último censo, não chegam aos 25% da população brasileira... fiquem tranquilos, portanto... "o que tiver que ser será, só Deus (seja lá qual for o seu Deus) muda as coisas de lugar", diz uma canção... por favor, considerem-se... se degladiar a troco de nada, ora vamos... "nossa luta não é contra carne ou sangue" ou ainda: "cada um com o seu cada um, deixe o cada um dos outros"... pregue sua fé sim, com palavras, por que é assim que se faz... mas "viva" realmente a sua fé, "fazendo aos homens como se fizesse ao próprio Deus", a quem todos irão prestar contas, quem sejam bons, quer sejam maus... Deus os abençoe a todos... acorda Brasil!!!
 
Alexandre Araujo em 29/08/2013 13:40:08
Eu achava que a religião era muito importante para a sociedade, porém nos últimos tempos em tenho pensado diferente. Não são todos, mais grande parte dos representantes das religiões não estão representando o amor de Deus, manchando os mandamentos sagrados, Jesus disse "amai vos uns aos outros", e isso não está sendo representado por esses evangélicos políticos que aí estão.
UM SENTIMENTO:
VERGONHA
 
Bárbara Franco em 29/08/2013 10:10:24
é fácil criticar os evangélicos, afinal, estamos em um pais democrático, podemos sim expressar o que pensamos, agora, o que não pode acontecer é se um padre fala algo sobre os gays, ninguem fala nada, o PAPA falou que é contra!!! e ninguém falou nada, agora se um pastor fala que é contra... pronto vira um falatório, eu sou contra o casamento gay, mais sei respeitar as pessoas, na bíblia fala que devemos amar até nossos inimigos... agora isso é fora dos princípios da palavra de Deus, Deus condena isso. isso é fato, agora em relação ao "fanatismo"... nós adoramos a um Deus, o único que pode fazer o que quiser, ele é o principio o meio e o fim.. alguém perguntou o que será do mundo com esse fanatismo? na palavra de Deus diz: conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.
 
Mauricio Junior em 29/08/2013 09:53:07
eu acho que o Reverendo apenas comentou o que muitas pessoas não tem coragem de dizer, não importa que religião somos evangélico, católico- O Deus que invocamos, que louvamos e adoramos é um só! eu não entendo desde muito tempo porque existe essa separação. Eu frequento a igreja evangélica mas não concordo com algumas coisas, frequento a igreja católica porque me sinto bem cresci nela ... mais minha religião é Deus, tem pessoas ignorantes que não compreendem a palavra de Deus! não é só porque uma pessoa que toma a frente fala "que DEUS disse" o errado e o certo é a opinião dele a interpretação dele ... cada um de nos interpreta e entedie diferente cada um tem a sua própria opinião a não ser que tenha mente fraca - leem a bíblia e entenda ... porque Deus faz a gente senti ...
 
tycianne pereira em 29/08/2013 09:44:28
inclusive para época que estamos vivendo.
As pessoas, preocupam com o quintal do outro, enquanto o seu esta imundo de sujeira.
NENHUMA religião é superior a nada, só Deus é o maior. Se os "falsos entendidos", conhecessem realmente a Bíblia, dariam BONS exemplos e seguiriam os 10 Mandamentos.
 
Neyde de Oliveira em 29/08/2013 09:38:26
A Bíblia diz: Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte.
2 Coríntios 12:10 - Sempre haverá estes "insultos e perseguições" pois é Bíblico! Mas somos fortes nas fraquezas!
 
Israel dos Santos em 29/08/2013 09:14:19
Triste ver que as pessoas criticam sem nem mesmo intender as diferenças entre as denominações o Reverendo é um membro da Igreja Anglicana e não da Igreja Católica como alguns disseram. E sendo ele radical ou não no seu texto tem todo direito de expor sua ideia.

 
Cleverson Morais em 29/08/2013 09:08:27
Como não esperava essa repercussão? O sr. Calvani, em nome da democracia, quis intimidar 40 mil pessoas tachando-as de fanáticas e analfabetas funcionais e "só manifestou sua opinião com o objetivo de contribuir com o debate sobre o fundamentalismo de alguns evangélicos". A que debate se referiu? Quem o incitou? Ao que me parece, toda essa polêmica começou com a publicação do seu artigo e, ao perceber a dimensão do problema que causou com a divulgação de tantas sandices, tentou tirá-lo do ar, justificando-se com um "não estou generalizando"... pode não estar agora mas quando citou “o movimento evangélico” e “os evangélicos”, generalizou sim e independente de manifestações radicais, as quais reprovo, recomendo maior cautela e embasamento em futuras publicações sobre teorias conspiratórias.
 
Sylvana Alves em 29/08/2013 09:07:19
Penso que toda religião prega o bem, o ruim é o fanatismo em todos os segmentos.
Abraços.
 
Juracy Ribeiro em 29/08/2013 09:04:04
...foram 40 mil pessoas orando e pedindo a Deus a benção, paz, pelas famílias e de nossa amada cidade de Campo Grande e todo estado...e tenho certeza que Deus ouviu nosso clamor...no mais o respeito é de todos para com todos.
 
Ester Menacho em 29/08/2013 08:53:17
Na verdade, estamos tendo uma leva de pastores presos por estupro, assassinato, formação de quadrinha e políticos evangélicos condenados. Nos morros do Rio, muitos traficantes se dizem evangélicos e andam armados. Em Campo Grande se unem para derrubar o prefeito e assumir a prefeitura e mais, fazem a FUNDAC pagar show gospel todo mês, ainda não vi show espirita, católico, muçulmano, umbandista ou budista pago com recursos públicos... só olhar o diário oficial...
 
sebastião antonio em 29/08/2013 08:49:39
É lamentável, comparar os fundamentalistas islâmicos com os evangélicos no Brasil, estudem a palavra de Deus, a Bíblia, e verão que é ela a verdade que liberta, não o infeliz comentário do reverendo.
Militarizarmos futuramente, outro exagero.
Entendo que os excessos são erros, como os fundamentalistas islâmicos, a santa inquisição no passado, enfim é bom pararmos por aí.
Temos que ter a liberdade de expressão, porém devemos pensar para falar, para não nos tornarmos escravos de nossas palavras.
 
Meire Santos em 29/08/2013 08:24:30
Apoio o Campo Grande News em manter a matéria no ar, apoio o Reverendo e digo: não temas nem que passe pelo vale das sombras e da morte, apoio a todas as pessoas que estão no seu juízo perfeito e acreditam na coerência e nas evidencias científicas, romance é bom, mas deve ficar na categoria ROMANCE.
 
CLAUDIO MOREIRA em 29/08/2013 08:17:11
Como todos estão falando que temos que nos basear nas escrituras Sagradas então porque levantar o dedo para falar de quem seja. Esses homens não estão ocupando esses lugares e sendo tao vistos atoa. Como todos dizem a proposito a tudo debaixo da terra. Tudo o que esta acontecendo para quem realmente conhece a bíblia já esta escrito a milhares de anos, então achar que fazer manifestações e cancelar cultos públicos vão calar a boca do povo de Deus, me desculpe mais se encana quem acha que comentários sórdidos e ameaças vão parar o Deus tem nos ordenados. Ide e pregai o evangelho a todo a criatura - Marcos 16:15. Pois quem nos sustenta é o Senhor, não são palavras nem pessoas é Deus. Então se são falsos profetas não somos nos que iremos jugar mais sim Deus.
 
Fernanda Santos em 29/08/2013 08:16:39
Para quem não sabe porque os povos do oriente médio se degladeiam, usam mísseis transformando cidades em escombros e agora matam crianças com armas químicas, tudo porque um não aceita a opinião e o Deus do outro. Parece familiar????
 
cristiana rosa em 29/08/2013 08:01:16
É a primeira vez que posto um comentário sobre matéria publicada neste bem conceituado jornal. Consciente de que a mídia tem poder social sim, podemos refletir que tal artigo de um reverendo daqui tenha causado grande repercussão e até polêmica por falta de se viver uma verdadeira reforma religiosa e um constante repensar de nossas atitudes supostamente cristãs... Ninguém é realmente dono de uma verdade religiosa absoluta, para ser sincero em minhas palavras nem temos acesso direto a Fé, temos acesso a uma representação e expectativas de direitos de exercícios religiosos. Claro, minha opinião é baseada num modelo fenomenológico de interpretação da realidade. Numa democracia, em geral, todo cidadão tem plenos direitos de se expressar, respeitando os limites do respeito e boa educação, claro
 
Daniel Cordeiro Calado em 29/08/2013 07:59:19
Fico chateado em ler matérias como essas, pois todos somos filhos de DEUS, e de unirmos em uma força maior que a força divina, fica criando inimizade entre os povos e religiões. Mas um item que não concordo e protesto, falar que os presidiários são católicos, onde pode uma pessoa afirmar uma berração dessa, ai eu pergunto a este pastor, todos os evangélicos são realmente homens de DEUS, não cometem pecados e não cometem crimes? E me digam, quase todo evangélico um dia foi católico, é a mesma coisa, muitos deles são pessoas que não se encontram consigo mesmo e ficam mudando de religião, tentando se esconder suas frustrações de identidade. Eu respeito todos, pois tenho muitos amigos e famílias evangélicos e católicos, que pra mim, somos todos iguais. Temos muito que aprender. DEUS é tudo.
 
Thiago da Silva em 29/08/2013 07:47:40
Acho que os protestantes tem direito de professar sua fé, mas, misturar política e religião, aí já é demais, não podemos voltar ao tempo da inquisição onde que não concordava com a igreja era queimado na fogueira, acorda povo, isso não pode virar uma guerra, faça igual as outras religiões deem sua opiniões, mas, sem querer o poder, religião e poder juntos, desde os primórdios, só tende a dar caca.
 
junior bandeira em 29/08/2013 07:20:58
AS PESSOAS HOJE EM DIA NÃO CREEM EM NADA, NÃO PRATICA NENHUM TIPO DE RELIGIÃO E NEM SEGUE SUAS DOUTRINAS ,E MUITO MENOS ACREDITAM NA BÍBLIA COMO DEVE SER,SABEM SOMENTE CRITICAR,POR QUE QUEM AMA A DEUS LÊ A BÍBLIA E OBEDECE SEUS MANDAMENTOS, O PRINCIPAL QUE É AMAR AO PRÓXIMO NINGUÉM LEMBRA,POR FIM TEMOS QUE LER COMENTÁRIOS IGNORANTES DE PESSOAS QUE NÃO TEM NENHUM CONHECIMENTO DA PALAVRA DE DEUS.
 
JOICE SOUZA em 29/08/2013 07:13:19
Srs, é sabido que o homossexualismo e abominado na Bíblia, la diz que homem e feito para a mulher e a mulher para o homem! eles tem lugares próprios para se multiplicarem e isso por si só não e descriminação é fato! então concordo com o Silas, porém poderia ser menos radical. Quanto ao reverendo, se posicionou muito mal, pois quando se fala de "conquistar" querem dizer "alcançar um espaço digno" isso não é revolução! creio que temos que respeitar e orar pelas pessoas, eu particularmente tenho 2 faculdades, e não tenho problema nenhum em discutir assuntos desse nível com ninguém. leio e acredito na Bíblia, sou evangélico Batista, e não tenho medo de dizer o que sinto, quanto sinto e como sinto. a Bíblia diz: Conhecereis a verdades e esta vos libertará!" e a Verdade é JESUS CRISTO!!
 
marcio barbosa em 29/08/2013 00:38:38
Só acho que quando se louva a Deus, quando se caminha pra Jesus, tem que estar certo que tudo pra Jesus, independentemente de religião, somos todos filhos de Deus. Quem ataca ou desfaz da religião do outro são pessoas pobres de espírito merecedoras de pena, principalmente quem conhece a PALAVRA.
 
Cibele maria franco em 28/08/2013 22:12:02
Lembrei desse versículo:

Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós.
Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós.
Mateus 5:11-12;
Ow Glórias!
 
Débora Cavalcanti em 28/08/2013 21:03:10
Alguns esclarecimentos:
1. A questão central não é a fé que cada um tem o direito de seguir, mas a tentativa de fazer a sociedade compartilhar dos mesmos comportamentos. O fundamentalismo religioso, está na raiz de todos os totalitarismos e, em todos lugares nos quais alcançou poder, acabou com as liberdades democráticas; afirmar publicamente o desejo de controlar os meios de comunicação é algo muito perigoso;
2. É óbvio que nem todos os evangélicos são iguais. Prova disso está no próprio sermão do pastor Malafaia alertando para que votassem nos "evangélicos certos". Ele sabe que em muitas igrejas históricas há movimentos que não o engolem;
3. Finalmente, aceito todas as críticas. As agressões que vêem juntas apenas comprovam a tese central de que o fundamentalismo não aceita oposição.
 
Carlos Eduardo Calvani em 28/08/2013 20:58:06
que tal estudar? pelo menos um pouco de história? e que tal ler a Bíblia? e ver que lá não tem nada sobre condenação aos homossexuais. É preciso entender sobre os conflitos no Oriente Médio e entender que "intolerância" pode levar a uma guerra sangrenta e interminável.
 
marcia santos em 28/08/2013 20:56:04
Simples. Creio que quando professamos a fé, é porque acreditamos nela. Falar e depois se arrepender, subentende que não temos certeza do que acreditamos.
Eu estava lá, falamos de tudo e o foco principal sempre foi Cristo. Usarei sim todos os meios cabíveis para dizer que Cristo me libertou e mudou minha história.
 
Gabriela Garcia em 28/08/2013 20:44:01
O mais engraçado é que no artigo o reverendo fala que há uma relação de "promiscuidade" entre o movimento evangélico e o Estado.
Por que então ele não conta aqui em público a todos os leitores como foi que a Igreja Anglicana surgiu?
Pesquise a história do surgimento da Igreja Anglicana e tire suas próprias conclusões se o propósito da existência dessa igreja é tão nobre como parece!
 
Alex Bruno Cáceres em 28/08/2013 20:28:39
Triste fico eu de ver tanta gente que se diz religiosa atacando religiões como se Deus não fosse um só para todos, sejam eles católicos ou evangélicos, Jesus pregava que somos todos irmãos, iguais e cada um tem suas escolhas, quem nos jugará será Ele e mais ninguém, portanto, guardem suas armas e coloquem-se no lugar a que pertencem, cada um tem direito de fazer o que quiser da vida, os que jugam hoje serão jugados com perseverança ao adentrarem o reino do céu, se é que vocês vão chegar até lá, não há vício pior do que o vício de cuidar da vida alheia. Boa sorte a todos vocês!!!
 
Maximiliano Nahas em 28/08/2013 20:23:32
sr Carlos Eduardo Cavalcante mantenha sua calma.

toda pessoa que quer esclarecer é atacada como o senhor.

para enviar os comentários, devemos ser criteriosos e respeitar sete recomendações

do Campo Grande News.

porque essas pessoas podem ser tão grosseiras e não respeitar a sua liberdade de pensar diferente?

será que as pessoas tem medo de quem pensa?
 
Mirella Forti Cossignani em 28/08/2013 19:20:50
Infelizmente é isso mesmo que esta acontecendo, tenho experiencia dentro da minha própria casa , somos em quatro pessoas felizes, foi quando minha esposa começou a frequentar essas igrejolas, que fazem até chover, dando dinheiro ,dinheiro , dinheiro. HOJE posso dizer minha vida virou um inferno, fizeram a cabeça dela e não ha ninguém que consegue tirar da cabeça dela malandragem. Digo a todos pais de família, cuide da sua, olhe onde elas vão, amanhã pode ser tarde de mais.
 
Emidio de souza em 28/08/2013 18:42:20
DEUS SEM O HOMEM É DEUS, E O HOMEM SEM DEUS NÃO É NADA, TODOS OS SEGUIDORES DE DEUS E JESUS, QUE SE APROFUNDEM, NA PALAVRA DE DEUS ¨BÍBLIA¨, A ÚNICA LEI DO PASSADO, PRESENTE E FUTURO, E JAMAIS O HOMEM, DEVE DESRESPEITAR, DEUS E JESUS, SÃO OS GENERAIS DO EXÉRCITOS, FELIZ DE QUEM É SEUS SOLDADOS, ELES DEIXARAM O LIVRE ARBÍTRIO, E AS COISAS LÍCITAS, SÃO AS DE DEUS E JESUS, AS QUE O HOMEM TERRENO, FAZ, NEM TODAS SÃO LÍCITAS, PORÉM, DEVEM RESPEITAR AS LICITUDES DE DEUS, AMÉM, E DEUS ABENÇOE OS SEGUIDORES DE DEUS, E SOBRE DEUS SÓ SE APRENDE, DENTRO DE UMA IGREJA, UM ALTAR DE DEUS, ABENÇOADO, FELIZ, DE QUEM A ACHA.
 
PEDRO BRAGA em 28/08/2013 18:30:06
Continuando: é uma pena, porque tanto o lado de Malafaia e a vergonha que é ter esse ser infiltrado tentando representar qualquer coisa que seja ligada a Deus, quanto o lado do Reverendo e sua visão deturpada de que o movimento evangélico é ou é dominado por essas pessoas são lástimas equivocadas do que o homem por aqui tornou o que é seguir a Deus. São enganos violentos do que poderíamos ter de melhor.
São os fundamentalismos fundados no único lugar do mundo onde não cabe um único ismo. Porque o caminho é simples e não é feito dessas coisas.
Tristes palavras (Reverendo), triste ato na praça (Malafaia), tristes respostas de ódio (ataques ao Reverendo), triste situação...
 
Mirian Costa em 28/08/2013 18:17:31
Li o artigo na parte da manhã e fiquei pensando que tinha sido escrito projetando o fundamentalismo do autor no outro (o movimento). Foi um texto que, pessoalmente, senti como vazio, agressivo, generalista (generalizou sim, ao colocar que o movimento evangélico era um dos maiores perigos) e tão incitador de ódio quanto as próprias palavras do Malafaia, de quem também não sou partidária. Evangélico é todo aquele que segue o evangelho e Malafaia e sua curriola nada tem a ver com isso, mas as palavras do Reverendo também não. Mas cada um somente dá aquilo que tem. Lamento pela raiva que retornaram a ele fungando ao telefone e espero que isso não dê em nada, mas que ao menos sirva para aprender o velho ditado: "quem fala demais, dá bom dia a cavalo". Como dizia meu pai: embundou-se. Uma pena.
 
Mirian Costa em 28/08/2013 18:12:02
Não se compara RAUL SEIXAS com Cristo!!!! O primeiro existiu e é história..já o segundo não é um fato é uma Estória
 
Tasso Guerra Junior em 28/08/2013 17:58:33
Hoje em dia estou vendo as religiões mais pelo lado positivo do que negativo. Por exemplo: milhares de jovens participaram Jornada mundial da juventude, quando poderiam estar se drogando por aí, viu referendo Carlos? Do mesmo jeito, quando vejo marchas para Jesus chego a mesma conclusão. Então, antes de escrever o que não deve, reflita sobre o que é realmente importante, e incentivar os jovens a participarem desses eventos, seja qual for a religião, pois isso é uma das saídas para se evitar a peste das drogas.
 
Jorge Souza em 28/08/2013 17:52:49
Pessoal parem de criticar os evangélicos e vão ler a Bíblia, pois a palavra do Senhor é unica e verdadeira, outra coisa vivemos num pais democrático ou seja cada um tem sua opinião, o que você pensa você não tem o direito de criticar a opinião do outro, somos obrigados a respeitar uns aos outros, amar o próximo como a palavra de Deus fala, mas isso não significa que você concorde com tudo que o que a pessoa fale ou faça. Pessoal vão ler a palavra e medite nela dia e e noite, assim você terá sua opinião bíblica, é claro isso para quem acredita em Deus, que é o único e verdadeiro. Essa é minha opinião .
 
Bruna Lemes em 28/08/2013 17:28:15
Seria tão simples alguns acontecimentos não tomarem proporções gigantescas, quando deveria apenas ser encaradas como simples modo de enxergar a vida, mas infelizmente, nós seres humanos somos pretenciosos em demasia e achamos que a nossa verdade é soberana. Se cada um respeitasse o direito do outro, nem haveria esse tipo de discussão. Se todas as pessoas que se dizem libertas, realmente assim estivessem, minimamente teriam entendido que não são juízes entre o Céu e a Terra.
 
Marcilene Dutra em 28/08/2013 17:06:04
eu estava na marcha,ouvi o pastor silas e em momento nenhum ele atacou alguém ou algum grupo de pessoas, é mto fácil pegar frases e montarem o que quiserem,sem contexto nenhum sou evangélica e ninguém fez uma lavagem cerebral em mim,sei discernir mto bem as coisas,tenho minhas convicções e não preciso esfregar nada na cara de ninguém,respeito o direito de escolha dos outros,assim como gosto q respeitem o meu,o maior problema da sociedade hj é dar mto credito somente ao q convém,causar polemica,tá ficando chato já se um padre falar não acontece nada mas se um pastor falar nosssa caem de pau...gostaria de saber qual bíblia andam lendo por aí.....existe mta gente pilantra por aí sim em todo lugar em todas as religiões mas a palavra de DEUS É UMA SÓ! seja qual for sua religião....
 
juliana gonzales em 28/08/2013 16:59:05
Percebo que não importa o tempo que passe, sempre terá pessoas com mentes pequenas. Antes queimavam as bruxas pq elas cultuavam a natureza e o seu Deus interior. Agora como não podem queimar gays e pessoas que não pensam como eles, usam da sua ignorância para julgar e reprimir as pessoas que são mais evoluídas que eles... Como se diz: sempre terão muitos operários para um louco administrar.
 
Cleyton Fernandes em 28/08/2013 16:50:24
A distância entre os fundamentalista islâmicos e esses evangélicos é muito pequena. Eles acham que todo mundo que não segue sua crença vai pro inferno. Imagina para onde irão depois de morrer o resto dos 3 bilhões de pessoas que nem conhecem sua crença. Tem que ser muito bitolado para acreditar neles.
 
Carlos Magno em 28/08/2013 16:44:49
Olice Trelha, será que você tem ido frequentemente ao presídio fazer visitas? Será que ao invés de ficar nessa mesmice de católico e idolatria já parou pra pensar em quem é você para julgar alguém? Por que eu não sou ninguém. Nem eu nem ninguém, nem Malafaia, nem o Santo Padre o Papa, acreditamos nos santos sim, e eles nos inspiram a mudar de vida, pelo simples fato de acreditar em Deus que é infinito em misericórdia! haa a santa palavra também fala algo sobre respeito. fica a dica!
 
Paulo Luiz em 28/08/2013 16:38:45
Gostei muito do artigo, acredito que estamos no caminho certo, pois se deixarmos que o estado volte a ser religioso, ele não será mais um Estado e sim um capitania Hereditária, voltaremos muitos séculos atrás e deixaríamos a religião mais uma vez governar o mundo, assim como foi por milhares de anos, vivemos um estado moderno, as pessoas e suas escolhas devem ser respeitadas, não devemos permitir que o Estado, que está aqui para promover os direitos iguais, entre homens e mulheres, crianças e idosos, jovens e adolescentes, façam diferença entre eles, julgando o ser com tal, e o que pode e o que não pode dentro do espaço da liberdade sexual...isso é simplesmente inadmissível.
 
Roberto Fernandes Ferreira em 28/08/2013 16:31:36
Quando eu digo que essas seitas podem se militarizar, assim como ocorreu com os islâmicos, não é nenhum exagero.

Não consigo compreender como as pessoas querem enfiar suas "verdades" goela abaixo baseado em um livro arcaico, recheado de contradições, que não bate com a realidade dos fatos e nem consigo mesmo, escrito por um monte de nômades ignorantes da idade do bronze, como se fosse a verdade absoluta.

O que deve ser seguido são as leis de nosso país, e respeitar o espaço e direito de cada um, se não gostam de gays, não se casem ou não se envolvam com eles, é simples...
 
Luciano Bandeira em 28/08/2013 16:25:13
A paz de Cristo em cada coração. A minha pergunta a este Reverendo e se ele conhece a Bíblia e qual o livro que ele usa para celebrar a sua missa, porque e de se admirar, que ele tenha essas convicções, diabólicas que não condiz com uma conduta conhecedora da palavra de Deus. Que Deus abençoe a vida deste padre.
 
Sérgio Gomes de Souza em 28/08/2013 16:08:49
Dá pra entender ??? em pleno século XXI o povo ainda procura ou segue PASTORES !!!!!! como se fossem eles os donos da verdade absoluta, submetendo-se como cordeiros analfabetos e incautos carentes de orientação. Enquanto isso os espertos vão ganhando terreno e dinheiro, muito muito dinheiro.
 
Pedro de Turvo em 28/08/2013 16:08:44
Não sou religioso, não apoio grupo de homossexuais, mas acredito na liberdade de expressão e igualdade entre as pessoas. O reverendo, autor do artigo, consegue ser leal a sua fé, a sua inteligência e aos preceitos de fraternidade e igualdade. Evangélicos? A expressão virou sinônimo de intolerância, de falta de educação e cultura. Aliás, vão aos cultos, mas não têm qualquer discernimento para avaliar a própria palavra que recepcionam ou a moral e ética de seus líderes. O Brasil precisa de educação, de cultura, de senso crítico e não dos boçais pastores. Se os tais apaixonados por religião fossem de fato seguidores da palavra seriam batistas, presbeterianos, católicos, qualquer denominação que não se utilize de falcatruas para existir, mas preferem essas seitas
 
Renato Rios Fane em 28/08/2013 16:07:13
Agradeço ao CG News aproveito p/ esclarecer:

1. O q está em questão não é a fé que alguém deseje seguir. A questão é a ameaça explicita de "tomar os meios de comunicação" a fim de moldar uma sociedade que renuncia à diversidade e impõe modelos únicos de comportamento; O fundamentalismo já deu provas suficientes de que deseja isso. Em todos os países onde o fundamentalismo religioso se impôs, os direitos democráticos cederam ao totalitarismo.
2. É óbvio que nem todos os evangélicos pensam do mesmo modo. Há fortes movimentos nas Ig. Protestantes p/ combater o fundamentalismo, a ponto de, no sermão do feriado, o pastor alertar p/ a necessidade de votar nos "evangélicos certos";
3. As críticas recebidas apenas comprovam a tese central de q o fundamentalismo não aceita oposição.
 
Carlos Eduardo Calvani em 28/08/2013 16:01:21
A regra de fé de todos cristãos são as ESCRITURA SAGRADAS, qualquer colocação fora da bíblia não deve ser levada em consideração por estar maculada com interesses pessoais.Ninguém tem o direito de imergir de sua individualidade pra prescrever um dever a terceiros.
Isso baliza o certo do errado e nos a oportunidade de fazer aquilo que é agradável aos olhos de Deus. Esse pensamento vale para todo cristão independente de denominação espiritual,
 
Israel de Macedo Vianna em 28/08/2013 15:54:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions