A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/04/2015 12:05

Atacadista foi vítima de 21 golpes em nove cidades, informa polícia

Filipe Prado

A Dedfaz (Delegacia Especializada de Repreensão a Crimes de Defraudações, Falsificações) está investigando o esquema de compras em nove cidades de Mato Grosso do Sul denunciado pelo Atacadão. O “atacarejo” registrou 21 boletins de ocorrência no dia 8 deste mês alegando que empresas falsas haviam feito compras utilizando o seu CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).

De acordo com a delegada titular Ariene de Souza Cury, os boletins de ocorrência serão encaminhados para a delegacia, onde serão analisados, mas a principio a investigação será de crime contra a ordem tributária.

Segundo os registros policiais, a comunicante compareceu a delegacia e informou que o Atacadão foi notificado pelo Fisco por não recolher ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) de várias mercadorias compradas.

O caso ocorreu em nove municípios do Estado, sendo 10 em Campo Grande, quatro em Três Lagoas, e um em Aquidauana, Três Lagoas, Ponta Porã, Anastácio, Nova Andradina, São Gabriel e Costa Rica.

Ao verificar as notas emitidas, o “atacarejo” constatou que cada uma delas havia sido emitida por uma empresa diferente, sempre utilizando o CNPJ do Atacadão. O caso foi registrado como falsidade ideológica na 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions