A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

27/08/2010 15:30

Campo Grande é 3ª Capital com mais estudantes obesos

Redação

Uma pesquisa do IBGE divulgada hoje revelou um dado preocupante sobre os adolescentes em Campo Grande. A cidade foi a terceira com o maior percentual de estudantes obesos na edição de 2009 da PeNse (Pesquisa Nacional de Saúde Escolar) que mediu o peso e a altura de quase 60 mil adolescentes da 9ª série, em todas as capitais brasileiras.

Em Campo Grande, o estudo identificou 8,8% de adolescentes obesos, ou seja, muito acima de seu peso ideal. Índice maior que este só foi alcançado em Porto Alegre, com 10,5% e no Rio de Janeiro, 8,9%.

Em Campo Grande, a amostra foi de 10 mil estudantes. Além dos obesos, foram identificados 16,8% que estão com sobrepeso e, na outra ponta, 2,4% que estão magros demais.

Esses números indicam que, do universo pesquisado, 28% estão em estado nutrional inadequado.

Meninos e meninas- Conforme o levantamento, há um pouco mais de meninos obesos do que meninas nas escolas campo-grandenses. Entre eles, 7% estão bem acima do peso considerado ideal, enquanto entre elas, 6,6% encontram-se nessa condição.

Em contrapartida, há mais meninas com sobrepeso do que meninos. O índice é de 17,4% para elas é de 14,6% para os estudantes do sexo masculino.

Quando estraficado por escola pública e privada, a PenSe mostra que os estudantes dos estabelecimentos particulares são mais gordos. Entre eles, o índice de obesos é de 13,7% e o de sobrepeso é de 19,9%.

Nas escolas públicas, foi constatado que 7,9% dos estudantes estão obesos e 16,3% com sobrepeso.

Imagem - A pesquisa também consultou os estudantes sobre como se vêem em relação ao peso e indicou uma distorção. Os índices nacionais mostram que 35,8% das estudantes que se achavam muito gordas estavam, na verdade, dentro do peso adequado.

Do mesmo modo, 51,5% das adolescentes entrevistadas que informaram ter tentado emagrecer estavam dentro do peso normal. Por outro lado, quase 90% dos adolescentes que tentaram ganhar peso estavam no estado nutricional adequado.

Em 2009, a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) avaliou o estado nutricional dos escolares que estavam freqüentando o 9º ano do ensino fundamental nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions