A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

13/01/2012 15:15

Campo Grande terá ações contra a dengue em sete microrregiões a partir de segunda

Fernando da Mata

Segundo a Sesau, cerca de 400 agentes de saúde e 96 militares do Exército trabalharão no mutirão contra a doença

Bairro Guanandi é um dos prioritários na ação (Foto: Simão Nogueira)Bairro Guanandi é um dos prioritários na ação (Foto: Simão Nogueira)

As ações de combate à dengue em Campo Grande serão intensificadas em sete microrregiões suscetíveis à doença, a partir de segunda-feira (16). Dentre os principais alvos, estão os bairros Guanandi, Aero Rancho, São Conrado, Mata do Jacinto e Coronel Antonino.

Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), cerca de 400 agentes de saúde e 96 militares do Exército estão envolvidos no mutirão contra a doença, que foi lançado, nesta sexta-feira (13), no auditório do 18º Batalhão Logístico do Exército.

A secretária em exercício da Sesau, Ana Lúcia Lyrio de Oliveira, afirmou que “a meta é acabar com focos e larvas do mosquito da dengue nesses locais”.

A ação lançada nesta sexta-feira resulta de parceria entre a prefeitura de Campo Grande e o Exército brasileiro e está na segunda fase. A primeira foi realizada entre os meses de novembro e dezembro do ano passado.

Durante a apresentação formal das ações na cidade, o prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) pediu atitude para a população.

“Consciência e sabedoria do que é dengue as pessoas têm. O que falta é arregaçar as mangas e fazer o dever de casa. Com certeza a epidemia pode ser afastada se tivermos o auxílio da população. Não adianta colocar responsabilidade apenas nos ombros das autoridades”, declarou o prefeito.

Para o chefe de operações do CMO (Comando Militar do Oeste), general Amauri Pereira Leite, o apoio da população é muito importante.

“[A dengue] é um inimigo difícil de combater, que causa grande mal. Por isso, contamos com apoio da população para vencer a guerra contra o mosquito e a doença”, destacou o general.

Números da dengue – O número de casos de dengue neste início de ano é considerado baixo pela Sesau. Até o dia 10 de janeiro, foram registrados 91. No primeiro mês do ano de 2011, foram 1,1 mil casos, e no mesmo período de 2010, 11 mil.

O chefe do serviço de controle de vetores do CCZ (Centro de Controle de Zoonozes), Alcides Ferreira, destacou que 85% dos focos do mosquito transmissor da doença são encontrados nas casas. “Em terrenos baldios, que geralmente chamam atenção, o índice não chega a 5%”, lembrou Ferreira.

População em alerta – O bairro Guanandi é uma das regiões mais suscetíveis para se contrair a doença. O Índice de Infestação Predial do bairro, divulgado pela Sesau, chegou a 4,8 na primeira semana de janeiro. Com o mesmo índice, estão os bairros Taquarussu e Jacy.

Morador do Guanandi, o auxiliar de serviços gerais Nivaldo Ortiz, 36 anos, tem medo de contrair a doença pela terceira vez. “Medo qualquer um tem. Por mais que você cuida, às vezes os vizinhos não cuidam”, reclamou Ortiz.

A balconista Elizete de Lima, 48 anos, também mora no bairro e faz o dever de casa. “Minha casa procuro manter sempre em ordem. Não deixo ‘vazinhos’ com água e a água do cachorro eu troco duas vezes por dia”, explicou Elizete.

Militares recebendo instruções para a ação no bairro São Conrado (Foto: Simão Nogueira)Militares recebendo instruções para a ação no bairro São Conrado (Foto: Simão Nogueira)
Apresentação formal no 18° Batalhão de Logística do Exército das ações contra a dengue (Foto: Simão Nogueira)Apresentação formal no 18° Batalhão de Logística do Exército das ações contra a dengue (Foto: Simão Nogueira)
Último sorteio da Mega-Sena na semana pode pagar até R$ 23 milhões
Neste sábado (18) o último dos três sorteios da semana da “Mega-Sena dos Pais) pode pagar para um ou mais acertadores até R$ 23 milhões. Durante os o...
Gabaritos do Enceja já estão disponíveis no site do Inep
O Ministério da Educação (MEC) divulgou no final da tarde de hoje (17) gabarito oficial do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens...
Capes torna mais rígida avaliação de cursos de pós-graduação
A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) tornou mais rígida a avaliação dos cursos de pós-graduação no país. De acordo c...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions