ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Após motim na Máxima, preso manda avisar que cadeia 'vai cair'

Por Viviane Oliveira | 15/12/2016 11:15
(Foto: arquivo/Fernando Antunes)
(Foto: arquivo/Fernando Antunes)

Após motim realizado na noite de ontem (14), o clima continua tenso no Estabelecimento Penal de Segurança Máxima Jair Ferreira de Carvalho, que fica na Rua Indianópolis, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

Segundo informação apurada pelo Campo Grande News, um interno teria alertado os agentes penitenciários dizendo que a cadeia 'vai cair'. Segundo o preso, o PCC (Primeiro Comando da Capital) vai buscar os internos que estão jurados de morte no presídio.

Os detentos ameaçados em questão são integrantes da facção carioca Comando Vermelho, ex-aliada dos paulistas do PCC, mas que recentemente romperam a parceria. O motivo do fim do acordo é a disputa pelo controle da fronteira entre o Brasil e o Paraguai, local fundamental para o crime organizado.

Segundo o diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Airton Stropa, os internos que têm problema de convivência com os demais presos já foram realocados para outros pavilhões e que o órgão ainda analisa a transferência deles para outras unidades.

Nas últimas semanas, várias ocorrências têm sido registradas na penitenciária como, por exemplo, tentativa de fuga de presos com medo de morrer e suicídios com suspeita de homicídio. Na noite de domingo (13), Fernando Costa Sucker e Carlos Eduardo de Oliveira da Silva, ambos de 28 anos, tentaram fugir da penitenciária. Eles disseram que queriam escapar porque foram ameaçados de morte por detentos de facções rivais. 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário