ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, TERÇA  31    CAMPO GRANDE 21º

Direto das ruas

Abandono da praça e do centro comunitário do Guanandi I revolta moradores

Por Luciana Brazil | 19/08/2012 14:00
As rachaduras no chão são armadilhas para quem anda pela praça. (Foto:Minamar Júnior)
As rachaduras no chão são armadilhas para quem anda pela praça. (Foto:Minamar Júnior)

A revolta é justificável. O que deveria servir como um espaço para lazer está mais para um cenário de abandono. Um leitor do Campo Grande News denunciou a situação da praça e do centro comunitário, que está trancado há anos, no bairro Guanandi I, em Campo Grande.

O estudante Rafael Alves, 17 anos, lembra que a falta de manutenção sempre foi comum e os frequentadores do local precisam conviver com o lixo que se espalha pela praça. Duas quadras de esporte não são exatamente um exemplo de lugar desejável para a prática de atividades.

Segundo Rafael, uma das quadras é de terra e a outra está calçada, mas de acordo com o morador, tem vários buracos que podem até machucar. das duas tabelas de basquete, uma já não existe mais e só sobrou o suporte, no outro lado a tabela já está apodrecida.

Quase todos os dias cerca de 10 a 15 amigos se reúnem na praça para tomar tereré. Mas o encontro poderia ser melhor, se a quantidade de lixo fosse menor. “Não tem lixeira na praça, além de estar sempre muito suja”.

Além de uma praça bem cuidada, com lixeiras e quadras bem estruturadas, o sonho é que o centro comunitário pudesse oferecer cursos e aulas para a população.

Crianças brincam mesmo sem a tabela de basquete.
Crianças brincam mesmo sem a tabela de basquete.
Na terra moradores jogam a "pelada" de domingo.
Na terra moradores jogam a "pelada" de domingo.

“Poderia ter aula de capoeira, cursos e poderíamos usar o espaço do centro comunitário”, frisou o jovem.

O local onde será feita uma academia ao ar livre já recebeu o contra-piso, mas isso foi há quase dois meses, segundo Rafael,. “Até agora não fizeram nada, só o piso”.

A iluminação pública e a segurança do local também deixam a desejar como destaca o estudante. Apesar das reclamações a população usa o espaço e na manhã deste domingo (19) a praça estava cheia de moradores.

Os frequentadores fazem contantes contatos com a prefeitura solicitando a limpeza da praça e do centro comunitário, mas segundo Rafael, as respostas são sempre de que ações serão realizadas em breve. “Mas eles só falam, nunca acontece nada”.

A equipe do Campo grande News não teve conseguiu ouvir a resposta da prefeitura, já que a matéria foi escrita no domingo.