A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

07/04/2011 10:13

Acadêmico ganha indenização de R$ 10 mil por ter nome inserido no SPC

Angela Kempfer

A Anhanguera/Uniderp recorreu, mas não se livrou de indenização a aluno que foi inserido de forma indevida nos cadastros do SPC por suposta dívida com a univeridades. A instituição terá de pagar R$ 10 mil por reparos por danos morais, foram correção.

Em razão de falha do sistema interno de cobrança da empresa, o nome do acadêmico André Germano foi inserido no cadastro de restrição ao crédito.

Apesar de conseguir na Justiça a retirada nome da lista suja, ele foi posteriormente barrado na catraca de entrada, em dia de aula.

Como se sentiu duplamente constrangido, ele entrou com pedido de revisão dos valores por danos morais e conseguiu que fosse reajustado de 6 para 10 mil reais.

Em seu voto, o relator do processo , desembargador João Maria Lós, explicou que “como se sabe, a reparação do dano moral, nesses casos, tem finalidade educativa, como forma de incentivar o respeito ao consumidor e evitar que o ofensor reincida no mesmo erro por considerar a sanção civil leve demais, sanção essa que também visa a restabelecer o equilíbrio nas relações privadas, realizando-se, assim, a função inibidora da teoria da responsabilidade”.



Preciso saber qual o numero do processo e qual tribunal e instancia foi julgado.
 
RADAMES OLIVEIRA em 11/01/2013 22:39:42
Falha em sistema??? Ja estamos no 3º semestre, e não temos nem carteirinha, pois a instituição diz que não tem "dinheiro" para confecciona-las. Mais tem dinheiro para adquirir escolas e idiomas e ainda fazer parcerias com o Google. Imeginem se tivessem dinheiro. Isso é falta de gerenciamento. Falta de pura GESTÃO!
 
Marcelo Max em 07/04/2011 02:41:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions