ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Açougue é fechado por vender 452 kg de carne com moscas

Supermercado estava com alvará vencido; padaria também foi lacrada

Natália Olliver | 04/05/2023 14:20
Moscas ficavam presas dentro de balcões dos açougue (Foto: Procon MS)
Moscas ficavam presas dentro de balcões dos açougue (Foto: Procon MS)

O Supermercado Pinheiro, localizado na Rua Paulo Pedra, Bairro Bosque Santa Mônica, em Campo Grande, teve o açougue fechado na manhã desta quinta-feira (4), por vender 452 kg de carne com moscas. Os insetos ficavam nos balcões do local devido à falta de telas de proteção.

Além do açougue, a padaria também foi lacrada. Ambos não tinham alvará da vigilância sanitária e o supermercado está com a licença para exercício do serviço vencida.

O delegado da Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), Reginaldo Salomão, ressaltou que a operação foi uma ação conjunta entre o departamento, a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e o Procon-MS.

O dono, de 41 anos, foi preso no local. Entre as carnes vendidas estavam a bovina, linguiças, charque e outras.

A reportagem tentou falar com algum representante da empresa, pelos dois números disponíveis para contato, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta.

Decon, Iagro e Procon-MS atuaram na fiscalização do estabelecimento (Foto: Decon)
Decon, Iagro e Procon-MS atuaram na fiscalização do estabelecimento (Foto: Decon)

Outro caso - Na quarta-feira passada (26), o empresário Diorgenes Michene Vilela Farias, de 32 anos, foi preso por armazenar carnes de maneira irregular. Ele manipulava e guardava a proteína animal de charque e linguiça caseira em um espaço que está com obra inacabada e acumula entulhos. Os alimentos estavam com mosca e expostas a bactérias e germes.

Diorgenes é dono do Supermercado Prime, localizado na na Rua Vanderlei Pavão, no Jardim Aeroporto. O homem passou por audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida em liberdade provisória.

Depósito com resto de entulho onde carne era armazenada e produzida (Foto: Divulgação)
Depósito com resto de entulho onde carne era armazenada e produzida (Foto: Divulgação)


Nos siga no Google Notícias