A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

10/04/2016 16:35

Agentes da saúde se mobilizam para protestar contra a greve

A categoria se reunirá nesta segunda-feira (11), com a presença do prefeito Alcides Bernal

Alberto Dias

Servidores ligados à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) se mobilizam para um ato de repúdio ao indicativo de greve, anunciado pelo Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande). A assembleia acontece nesta segunda-feira (11), a partir das 7h30, e deve reunir agentes de saúde pública; de combate às endemias, e também os comunitários.

O objetivo, segundo eles, é demonstrar que a paralisação não é uma vontade geral, e que o reajuste proposto pelo Executivo, de 9,57%, já foi aceito por diversas categorias, como enfermeiros e guardas municipais. Alegam ainda que os protestos e paralisações ocorridos na Capital "têm sido induzidos por interesses políticos e pessoais".

Na convocação aos agentes, a comissão temporária que avalia as condições de trabalho da categoria, confirmou a presença do prefeito Alcides Bernal (PP) e do secretário de Saúde, Ivandro Corrêa, que devem se pronunciar sobre as propostas relativas à equiparação de produtividade e também o aumento na bolsa alimentação.

O encontro acontecerá na sede da Selecta, na rua Pedro Celestino, 3283. Procurada pelo Campo Grande News, a assessoria de imprensa da Prefeitura confirmou a presença do secretário Ivan e aguarda a confirmação final do prefeito. A reportagem também procurou a presidência do Sisem, que não atendeu as ligações.

Greve da Educação - Por hora, continuam em greve parte do administrativo da Educação, também representados pelo Sisem. Conforme o sindicato, a paralisação abrange cerca de 40% do quadro, o equivalente a 750 servidores que vão de auxiliar de secretaria até merendeiras, parados desde 31 de março.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions