A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/06/2011 12:48

Agetran instala lombada eletrônica no meio da calçada na Avenida Mascarenhas

Francisco Júnior

Pedestre tem que desviar pela avenida ao passar pelo local

Lombada impede passagem de pedestres que transitam pela calçada. (Foto: Francisco Júnior)Lombada impede passagem de pedestres que transitam pela calçada. (Foto: Francisco Júnior)

Pedestres tem dificuldade de passar por trecho de calçada na avenida Mascarenhas de Moraes, quase esquina com a rua 14 de Julho, no bairro São Francisco, em Campo Grande, depois que a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) instalou uma lombada eletrônica no local.

O equipamento de controle do trânsito foi instalado recentemente no meio da calçada obrigando as pessoas a desviarem pela avenida, que tem um fluxo intenso de veículos. “A gente não pode nem colocar a moto na calçada que é multada e a Agetran vem e faz uma coisa dessas”, disse um morador indignado, que preferiu não se identificar.

A lombada não é o único problema enfrentado pelas pessoas que passam pelo local.

Parte da calçada foi destruída para a instalação do encanamento nas residências localizadas as margens da via. “Os funcionários da Águas vieram aqui e destruíram a calçada para colocar o encanamento que não tinha e deixaram desse jeito”, reclamou Marcelo Francis Sores, que mora na região.

Calçada completamente destruída na 14 de julho.Calçada completamente destruída na 14 de julho.

De acordo com ele, a obra foi realizada há mais de um ano e nada ainda foi feito para a reconstrução da calçada. “Os moradores aqui ligaram um monte de vezes para a empresa que ainda não tomou nenhuma providência”, reclamou.

No outro lado da avenida, o trecho do cruzamento com a rua 14 de Julho, próximo a rotatória, não tem calçada e está tomado por restos de asfalto e pedra. Marcelo conta que se machucou depois que sofreu uma queda ao caminhar sobre o local. “Eu fiquei duas semanas sem trabalhar. Aqui bem ali. Acabei fraturando três costelas, o queixo e o joelho”, disse.

Os trechos das calçadas localizadas nos dois lados da avenida Mascarenhas são caminho para quem frequenta o Funcraf (Fundação para Estudo e Tratamento das Deformidades Crânio e Faciais). “Esses dias dois velhinhos cegos quase caíram quando iam para a Funcraf”, relatou o morador.



Calçada????Que calçada???
 
Edson Sobrinho em 09/06/2011 09:33:03
Vai precisar morrer quantos pedestres atropelados para tirarem essa maquina de dinheiro do caminho é só em Campo Grande mesmo, Parabéns Agetran ... "Vai faltar tinta para pintar estrelinha nesta região"
 
Divaldo Junior em 09/06/2011 04:26:32
a responsabilidade de fiscalizar esta lobada no trajeto dos pedestre e de quem?
 
carlos marques em 09/06/2011 04:03:24
Parece que a agetran está promovendo o seguinte: Acessibilidade ZERO! só pode.
 
Márcio Andreotti em 09/06/2011 03:39:32
O povo nao precisa passar por tanta humilhação!! Esse realmente é o Brasil que vivemos, além das pessoas nao terem por onde andar , pois as calçadas estao arruinadas, agora a Agetran coloca lombadas nas poucas calçadas que se tem!! isso é um absurdo Tem é que construir calçadas ,reforma-las e nao colocar lombadas eletronicas para que um cidadão que nao tem por onde passar seje atropelado!!
 
janaína de souza em 09/06/2011 02:51:20
Kd a lei de acessibilidade pra os orgãos público isso não exite, somente pra o cidadão de bem, quem deveria dar exemplo é o que mais desrespeita, acoradam meu povo, já se passaram 30 anos de democracia, até quando vcs irão se calar?
 
Felipe Salinas em 09/06/2011 02:16:40
deve ser pra multar pedestres por alta velocidade..., isto que dá essa fabrica de multas, não tem respeito com ninguem, apenas pensam nos cofres cheios.
 
Clauber Dallamico em 09/06/2011 01:58:18
A responsabilidade de arrumar a calçada não seria do proprietário do imóvel? Afinal todos os cidadãos estão tendo que adequar as calçadas para cumprir a lei da acessibilidade e pelo que é possivel ver na foto, os funcionários da Águas Guariroba não estragaram tanto assim o local, pois a calçada já estava semi destruida.
Discordo de matérias como esta que só fazem "denúncia" da população e não colocam a resposta de quem é considerado responsável. Então que tal ouvir a Prefeitura de Campo Grande e a Águas Guariroba?
 
Clarisse Nantes em 09/06/2011 01:53:55
Parabéns pela matéria!!!Eu trafego por este local todo dia e é um absurdo as pessoas ter que dividir o espaço da rua com os carros etc.. por falta de calçada,ai depois se fala em acessibilidade onde???
 
teresa armanda em 09/06/2011 01:35:51
Não justifica a prefeitura fazer isto, mas vejam bem a imagem parece que o entalhador tem um monte de placa do lado de fora trapalhando os pedestre e além do mais a pessoa para não conseguir passar aí tem que ser muito grande hemm. Passa aí até um boi. Acho que é intriga do entalhador, me mande um destes redutores pra porta de casa que é uma loucura e não vou nem ligar se pedestre consegue passar.
 
Jorge Antônio Dias em 09/06/2011 01:32:58
que absurdo!!!
falta de respeito com os contribuintes!
 
Hazzen Willians em 09/06/2011 01:29:30
O SENHORES NÃO ENTENDERAM ELES NÃO ESTÃO NEM AI COM O CIDADÃO, SÓ QUEREM ARRECADAR.
QUE O CIDADÃO DESVIA PELA RUA E MORRA ATROPELADO, MAS QUE NÃO ATRAPALHE A FONTE DE ARRECADAÇÃO
 
JOÃO SIMOES em 09/06/2011 01:28:08
que legal a agetran fazendo isto com tanta discução na camara dos vereadores sobre a acessibilidade ela tirou a acessibilidade dos cadeirantes e deficienrtes visuais multa na agetra cade os vereadores para obrigar a agetran a tirar da calçada, cade a lei de acessibilidade.
 
josé roberto em 09/06/2011 01:27:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions