A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

22/12/2010 13:08

Antes de ser inaugurada, Orla Morena já sofre com ação de vândalos

Ana Maria Assis
Morador da região há mais de 60 anos, aponta usuário de drogas e pichação, reclamando das ações de vandalismo na Orla Morena. (Foto: Simão Nogueira)Morador da região há mais de 60 anos, aponta usuário de drogas e pichação, reclamando das ações de vandalismo na Orla Morena. (Foto: Simão Nogueira)

A paisagem bonita e limpa proporcionada pelas obras que deram origem à Orla Morena já é alvo da ação de vândalos que vão ao local para pichar e suja o lugar. Não só as pistas de skate, como também os bancos e muros da estrutura da Orla e também dos imóveis ao redor dela estão sendo pintados durante a noite. Segundo moradores da região, usuários de drogas também estão tomando conta do local à noite e outros jovens estão utilizando o espaço para beber e ouvir música alta em dia de semana.

O secretário de governo, Rodrigo Aquino, afirma que a prefeitura está ciente do problema, e que já viabiliza recursos para, pelo menos, diminuir este tipo de ação no local. “O policiamento está sendo feito pela Guarda Municipal, com homens de motocicleta. Está sendo criada a Associação de Amigos da Orla, que é um movimento espontâneo do cidadão para ajudar a cuidar do local. Estamos em busca de empresas, para que sejam parceiras e ajudem a cuidar do espaço com paisagismo e limpeza. É uma série de ações por parte do município, para que o cidadão tenha condições usufruir do espaço com tranqüilidade”.

Estas ações, conforme moradores da região, terão apoio dos cidadãos conscientes pelo respeito necessário a obra em que foi aplicado dinheiro público. Júlio Cezar de Moraes, 31 anos, professor e advogado, mora em frente a Orla Morena. Ele afirma que “em termos de obras, é uma maravilha. A prefeitura está de parabéns. No entanto, é preciso mesmo oferecer segurança e impor as regras, pois há usuários de drogas, bebidas e pessoas que vêm ouvir música alta vindo aqui no período noturno. Ele justifica a preocupação lembrando que há pessoas de idade na região. “Muitas pessoas moram aqui há cerca de 30 anos, são mais velhos, e não vão gostar desse convívio”.

Uma das pessoas a quem Júlio se referiu, estava caminhando na Orla nesta manhã. Orlando Humberto Costa, 68 anos, mora há mais de 60 na região. Ele foi mais radical chegando a acusar “os meninos do skate” de praticar o vandalismo, no entanto, Júlio não acredita nesta hipótese. “Isto aqui a noite virou o quartel general da bandidagem. Meia dúzia de maloqueiros viram donos do lugar. Não tem 15 dias que está pronto, e já está cheio de pichação. Eles vêm a noite, sujam deixando garrafas e só dá pra vir aqui de manhã”, reclamou o idoso.

Abordado pela equipe do Campo Grande News enquanto brincava, um menino de 8 anos soube explicar bem o que está acontecendo desde que a obra ficou pronta. Ele estava se divertindo andando de skate com meninos da sua idade e mais velhos. “Aqui é assim: os drogados vem usar drogas, fumar maconha e também dormir. Aí tem os maloqueiros que vem pichar tudo, eles só vem, picham e vão embora a noite. E aí tem a gente, que vem brincar aqui e andar de skate de manhã e a tarde”.

O menino chegou a contar uma travessura que foi reprovada pelo irmão. “Esses dias eu pichei, vim aqui e escrevi meu nome de lápis, mas meu irmão ficou bravo e mandou eu apagar. Também não acho que fica bonito assim, e apaguei mesmo”, disse o garoto cercado pelos amigos.

Usuário de drogas acorda pela manhã na escadaria da Orla Morena. (Foto: Simão Nogueira)Usuário de drogas acorda pela manhã na escadaria da Orla Morena. (Foto: Simão Nogueira)

Usuários de drogas

Na escadaria que leva até a pista de skate, ao mesmo tempo em que as crianças brincavam nesta manhã, um rapaz dormia com o cachimbo que sobrou das drogas que deve ter utilizado na noite anterior. Quando viu a equipe do Campo Grande News, escondeu rapidamente o objeto entre as mãos. Ele acordou, brincou com a reportagem, e dormiu novamente.

Vitor Rafael Vivegini, 16 anos, é estudante do segundo ano, e evita passar pelo local quando anoitece, dizendo que o clima fica “tenso”. “Acabaram as provas e só agora eu pude vir aqui. Mas também só venho de manhã e a tarde porque a noite é tenso. É um pessoal que nem anda de skate, um monte de maloqueiro que fica aqui bebendo e usando drogas”. Em novembro, cerca de um mês antes da inauguração (que está marcada para amanhã), guardas municipais prenderam dois vândalos por pichação, que é um crime contra o patrimônio público.

Pistas de skate, mesmo antes da inauguração da obra, já estão pichadas com apologia às drogas. (Foto: Simão Nogueira)Pistas de skate, mesmo antes da inauguração da obra, já estão pichadas com apologia às drogas. (Foto: Simão Nogueira)
Pichação toma conta das pistas de skate. (Foto: Simão Nogueira)Pichação toma conta das pistas de skate. (Foto: Simão Nogueira)
Moradores prendem suspeito de assaltar mulher com criança no colo
Armado com uma faca, Igor Mateus Lima da Costa, 19 anos, assaltou uma mulher que estava com o filho no colo e acabou preso por moradores. O caso acon...
Homem de 30 anos é esfaqueado e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (12), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


Aos invés de pegar essas pessoas que estão pichando e levar para a cadeia, devia ser internado, e obrigado a ir, quer queira quer não, pois quem tem que decidir se ele vai fazer o tratamento é a sociedade e não ele (o drogado) pois quem sofre as consequencias somos nós e não eles. Essa é minha opinião.
 
solange aparecida carvalho em 22/12/2010 02:10:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions