A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

06/02/2018 12:13

Após 10 anos, Justiça manda tirar comerciantes da frente de UPA

Prazo de retirada da estrutura se estendeu até a próxima sexta-feira

Danielle Valentim
Vamos esperar alguma solução, afinal temos até sexta-feira para retirar a estrutura”, disse a comerciante. (Foto: Danielle Valentim)"Vamos esperar alguma solução, afinal temos até sexta-feira para retirar a estrutura”, disse a comerciante. (Foto: Danielle Valentim)

Os comerciantes - donos de dois trailers -, instalados em frente à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, especificamente, no muro da sede administrativa da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) foram retirados do local, no início da manhã desta terça-feira (6). A ação de equipes da Prefeitura municipal ocorreu sob determinação judicial. Os trabalhadores já ocupavam o local há cerca de dez anos.

A ação começou às 5h e os comerciantes nem iniciaram os atendimentos. A dona de um dos trailers, de 50 anos, explicou ao Campo Grande News, que a determinação de saída já era esperada, mas que acreditava em um prazo. “Estamos saindo iguais cachorros. Aqui tudo funciona com autorização, pagamos água, luz, esgoto. Temos dois advogados trabalhando no caso e vamos esperar alguma solução, afinal temos até sexta-feira para retirar a estrutura”, disse a comerciante.

Os dois estabelecimentos atuam no muro da Agepen e em frente à UPA há cerca de dez anos. Equipe da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), informou que a base da ação do Ministério Público Estadual (MPE) foi o uso de área pública.

Móveis dos estabelecimentos foram retirados nesta terça-feira. (Foto: Danielle Valentim)Móveis dos estabelecimentos foram retirados nesta terça-feira. (Foto: Danielle Valentim)

Nesta terça-feira, os trabalhadores retiraram freezers, alimentos, mesas e cadeiras do local. Máquinas e caminhões da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) se deslocaram para o local, mas prazo de retirada da estrutura se estendeu até a próxima sexta-feira (9).

A ação de reintegração de posse contou com equipes da Guarda Municipal, Semadur, Sisep, Procuradoria Jurídica do Município e Agetran (Agência Municipal de Trânsito), que fechou a rua, caso fosse necessário a derrubada das estruturas.

O Campo Grande News indagou a prefeitura que explicou que trata-se de cumprimento de decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, que determina o cumprimento da reintegração de posse e demolição das construções existentes no passeio público.

Os dois trailers foram interditados. (Foto: Danielle Valentim)Os dois trailers foram interditados. (Foto: Danielle Valentim)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions