ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Após denúncia anônima, idoso relata ser agredido pela filha com "pedaço de pau"

Supostas agressões partiram da filha que mora com o idoso

Por Gabrielle Tavares | 16/05/2022 16:12
Boletim de ocorrência foi registrado na Depac Cepol. (Foto: Arquivo/Paulo Francis)
Boletim de ocorrência foi registrado na Depac Cepol. (Foto: Arquivo/Paulo Francis)

Após denúncia anônima, equipe da Polícia Militar atendeu um idoso, de 81 anos, que afirmou ser vítima de maus-tratos e relatou agressões físicas de sua filha, no Jardim Campo Nobre, em Campo Grande.

O idoso estava com uma ferida em fase de cicatrização no braço direito e hematomas com coloração roxa. Ele afirmou que as marcas foram causadas na semana passada por uma de suas filhas, de 55 anos, com quem mora, com um “um pedaço de pau”.

A vítima também afirmou que é constantemente maltratada por ela e que não possui uma alimentação adequada, e precisou pedir comida aos vizinhos diversas vezes.

Os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram que as condições de higiene da residência são precárias e que havia restos de comidas em cima do fogão, aparentando ser do dia anterior, mas na geladeira, não tinha nenhum alimento.

Além disso, o homem também afirmou que é aposentado, mas que há três meses, não recebe a aposentadoria. Ele tem outra filha que é responsável por receber o dinheiro, que o disse que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) havia cortado o benefício dele.

A equipe policial não conseguiu contato com familiares ou vizinhos para confirmar a versão apresentada pela vítima. O idoso foi encaminhado para a Depac Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada), onde foi registrado boletim de ocorrência por maus-tratos.

A filha com quem o idoso mora foi contatada por telefone, que por sua vez, negou os fatos à polícia e disse que a vítima “reclama de tudo”. Foi solicitado que ela o buscasse na delegacia, mas ela disse que não podia.

Ele também tem um filho, de 38 anos, que a polícia procurou para buscar o homem na delegacia, mas ele também relatou que não tinha condições de ir.

Nos siga no Google Notícias