ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Após denúncias de aglomeração, agência é autuada na Afonso Pena

Fiscais da Semadur, Vigilância Sanitária e Guarda Municipal foram acionados para verificar irregularidades

Por Gabriel Neris e Liniker Ribeiro | 06/04/2020 15:37
Clientes aguaram atendimento em fila dentro da agência (Foto: Kísie Ainoã)
Clientes aguaram atendimento em fila dentro da agência (Foto: Kísie Ainoã)


Fiscais foram acionados no início da tarde desta segunda-feira (6) para apurar irregularidades dentro da agência do Banco do Brasil da Avenida Afonso Pena com a 13 de Maio, no Centro de Campo Grande, como aglomeração de clientes e falta de itens de higienização.

Foram ao local equipes da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Vigilância Sanitária e Guarda Municipal. A denúncia foi de que havia pessoas acima do permitido e muito próximas às outras.

A professora Ana Tiago, de 47 anos, contou que estava esperando há pelo menos uma hora e que “não respeitavam idosos, gestantes, [acompanhados com] crianças. Tem gente tossindo e espirrando”, disse.

Ela informou que uma funcionária do banco apareceu somente para “dar bronca” nos clientes devido a distância de uma pessoa para outra, mas que não havia ninguém para organizar os atendimentos e orientar os clientes.

O advogado Edson Fossati, de 64 anos, comentou que estava cumprindo o isolamento social nos últimos 15 dias e saiu de casa hoje para ir ao caixa eletrônico. Disse ainda que surpreendido com a quantidade de pessoas na agência.

“Fico triste que ninguém está usando máscara. Marca esse dia, porque desse jeito será o de maior índice de infecção [por coronavírus]. No meio de uma pandemia e as pessoas conversando muito perto de uma das outras. Os hospitais não vão dar conta”, reclamou.

A professora Rosalva Silva disse que chegou ao banco de máscara, mas acabou desistindo de entrar quando viu a aglomeração de pessoas. “Vou fazer minha, se eles não têm medo, eu tenho. Acompanho as notícias, sei que estamos no pico da pandemia”, reclamou.

O Campo Grande News questionou o Banco do Brasil sobre as denúncias dos clientes, mas não houve resposta até o momento. A reportagem apurou que a agência foi autuada e que se o problema persistir nos próximos dias poderá ser fechada pela fiscalização.