A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/09/2013 08:27

Após protesto, mirins são alvos de perseguições e humilhações

Lidiane Kober
No desfile de 26 de agosto, Mirins teriam sido obrigados a desfilar sem casaco e enfrentar a sensação térmica de três graus (Foto: Divulgação)No desfile de 26 de agosto, Mirins teriam sido obrigados a desfilar sem casaco e enfrentar a sensação térmica de três graus (Foto: Divulgação)

Após protesto, no início de julho, em frente à Prefeitura de Campo Grande pela permanência do quadro de professores, alunos do Instituto Mirim da Unidade II estão sendo alvos de perseguições e humilhações. A coordenação da entidade nega as acusações e alega que “um ou dois tentam colocar coisas onde não tem”.

Segundo ex-educadores e relatos dos próprios jovens, a coordenação lhes cobra retratação pela manifestação e rumores indicam que eles serão castigados com a falta de encaminhamento para o mercado de trabalho na conclusão do curso. Uma aluna teria sido trancada por uma hora “para refrescar a memória” e delatar os colegas que a acompanharam no protesto.

O clima começou a esquentar na unidade ainda no início do ano, com a troca da equipe de coordenação. Segundo professores, que foram demitidos em julho, e pediram sigilo do nome para evitar mais retaliações aos alunos, a nova direção mudou os conceitos pedagógicos e passou a entrar em confronto com nove dos 11 educadores.

Formada em Ciências Sociais, a ex-professora da oficina de Filosofia, Cidadania e Direitos Humanos contou que as aulas sempre foram focadas em “formar cidadãos e trabalhadores”. “O problema é que a nova direção adotou o sistema de formar jovens dispostos a obedecer tudo e a aparecer na imprensa”, comentou. Contrários à didática, os educadores passaram a entrar em choque com a atual gestão.

“Esse sistema é coisa ultrapassada, da época da ditadura”, avaliou a ex-professora da oficina de Preparação Básica, formada em Comunicação, com pós-graduação em Comunicação Empresarial. Ela foi substituída por uma professora de Geografia, responsável, agora, em transmitir aos alunos as atribuições de um auxiliar administrativo.

“Quando fui buscar meu holerite no Instituto, os alunos correram para me contar que a atual educadora os humilha. Ela diz: vocês são pobres, pobres, pobres, tem que fazer o que a gente manda”, relatou. “Os alunos me contaram ainda que ela diz que o Mirim não precisa aprender muita coisa para limpar geladeira e recolher lixo dos banheiros. Isso é um absurdo”, avaliou a pós-graduada em Comunicação Empresarial.

Professoras não aceitaram novos métodos pedagógicos e acabaram demitidas (Foto: Cleber Gellio)Professoras não aceitaram novos métodos pedagógicos e acabaram demitidas (Foto: Cleber Gellio)

Demissões – Diante dos contrapontos, cinco dias antes de encerrar o contrato semestral, nove dos 11 professores receberam ligação da prefeitura com o anúncio da demissão, apesar de, no início do ano letivo, a madrinha do Instituto, a primeira-dama Mirian Gonçalves, prometer que não mexeria na equipe.

A informação da demissão se espalhou pela unidade e, no final da aula, às 16h40, os jovens anunciaram aos professores o protesto. Eles se mobilizaram por meio das redes sociais e, no início da tarde do dia 3 de julho, cerca de 50 alunos foram para frente da prefeitura. O prefeito Alcides Bernal (PP) recebeu uma comissão e prometeu não demitir professores com licenciatura e se comprometeu a promover capacitação para quem não tivesse.

Na volta das aulas, a surpresa, os alunos foram surpreendidos com novos educadores e outra coordenação. Dos 11 professores, nove foram demitidos, dos quais seis, mesmo com licenciatura, ficaram sem o emprego “da noite para o dia”.

Retaliações – Além de se adaptar com o novo quadro de educadores, os líderes do protesto passaram a ser alvos de perseguição. Conforme as duas ex-professoras, uma delas, inclusive, já empregada, os jovens as procuram para desabafar e relatar o drama.

“Fiquei chocada com o caso de uma menina que a coordenadora deixou uma hora trancada em uma sala para refrescar a memória e delatar lista dos colegas que participaram do protesto”, contou a professora, formada em Ciências Sociais.

Outros alunos foram chamados para a mesma sala e obrigados e pedir desculpas pela manifestação. Um deles relatou as ex-professoras o caso por meio do Facebook.

No Facebook, Mirins relatam perseguição da coordenadora por causa de protesto em frente a prefeituraNo Facebook, Mirins relatam perseguição da coordenadora por causa de protesto em frente a prefeitura

“Terça ou quarta-feira, a mulher me chamou na sala dela p (para) falar sobre o protesto, ela queria que eu pedisse desculpas para ela, ela gritou cmg (comigo) dentro da sala dela, falou um monte de coisas, era p (para) eu pedir para sair porque a Mirim naum (não) qr (quer) ninguém que possa manchar o nome dela, falou que tdo (tudo) aquilo n (não) foi atitude de mirim e sim de criança boba”, relatou um jovem em conversa no Facebook.

A mesma coordenadora teria ameaçado “desligar” o mirim do Instituto. Indignadas, a ex-professoras frisaram que a “família dos jovens deposita confiança neles” e sofreria muito com a possibilidade de eles perderem a chance de ter um trabalho. “Todos são de famílias muito humilde”, completaram.

No dia 26 de agosto, mais um capítulo da insensibilidade da direção do Instituto. Apesar da sensação térmica de 3ºC, os alunos foram obrigados a desfilar, em homenagem aos 114 anos de Campo Grande, apenas de camiseta “para mostrar o símbolo do Instituto”.

Na frente, os professores bem agasalhados puxavam o desfile, atrás, os jovens, apenas de camisetas, seguiam corajosos.

Outro lado - Coordenadora dos dois Institutos Mirins da Capital, a pedagoga Luciana Ângela Bazotti negou todas as acusações. “É tudo mentira, tem gente que quer colocar coisa onde não tem”, declarou. “Sou pedagoga há 27 anos, jamais iria permitir uma coisa dessas”, emendou sobre as supostas perseguições e humilhações.

Ela frisou que “procura fazer o melhor possível pelos alunos e inserir todos no mercado de trabalho”. Em relação ao desfile, ela disse que “ninguém obrigou nada” e que os alunos foram apenas de camiseta “porque queriam”. “Um ou dois ficam agitando e insuflando a discórdia”, finalizou.



eu estava lendo os comentários, para mim isso tudo é uma surpresa, sei que meu comentário sera inútil por que não estou sabendo desse protesto. fui mirim da unidade 1 ao lado do horto florestal no ano de 2012 e já trabalho ha 9 meses e os professores sempre foram bem competentes, rígidos e disposto a ensinar o melhor pra nos, para que também possamos ser competentes ao ser encaminhado para o mercado de trabalho.
 
fabiana dos santos carneiro em 21/01/2014 16:19:33
Bom eu sou mirim, já estou trabalhando ha 3 meses, fui no protesto para a recontratação dos professores, e o infelizmente prefeito Alcides Bernal prometeu a assinar o contrato dos professores demitidos que tinha a autorização para dar aula, e os que não tinham ele iria capacita-los.
E em relação a nova coordenadora da unidade 2, é verdade ela é muito estressadinha...
Eu já tinha acabado o meu curso e fui la na unidade 2 pra pegar minha carteira de trabalho, e fui sem o uniforme do instituto, e "ela falou que eu deveria ir uniformizado" eu disse pra ela "que já tinha encerrado o curso e que estava esperando para ser encaminhado" e ela me disse "não interessa tem que vir uniformizado" e eu disse "eu não estou em curso" e ela falou você deveria tomar uma advertência por isso.
 
Douglas Freitas em 03/10/2013 09:51:53
Dá para o povo da unidade I comentar? esse e o problema da mossa Unidade, Unidade II.
 
Bruno Fernando Morais em 17/09/2013 08:33:14
Isto é um ABSURDO!!!
 
Jadson Soares em 16/09/2013 16:17:28
Se as denuncias são ou não verdade eu não sei , eu só sei que é um ABSURDO falarem mal da unidade II eu fiz o curso la ano passado e lá não é uma feira como certas pessoas estão dizendo , inclusive la tem muito mais regras do que na unidades I , lá eu aprende muito tanto como aluna como pessoa , os professores antigos são super profissionais e merecem o melhor !
 
Natália Ferreira em 13/09/2013 12:23:59
sou mirim da unidade do Carandá vou falar a verdade,os professores de agora não é melhor do que os outros,falaram que ia ser melhor ,mas é ao contrario são bem piores.
preferia os antigos professores eles sabiam o que agente precisava.Eu mesmo não to gostando deles mas vou aguentar eles até o final do meu curso,quem tiver lendo to nem ai é só uma coisa que a maioria ta falando..
 
Claudiney leandro em 13/09/2013 09:55:24
Humilhação a gente não está passando, mas que foi uma falta de respeito quando tiraram os outros professores isso foi. Eu estava no protesto, fomos bem atendido pelo prefeito, mas ele MENTIU pra gente, e os professores antigos eram bem melhores porque eles sabiam do que precisávamos.
 
Bruno Fernando Morais em 13/09/2013 09:46:07
Já fiz curso na unidade hoje estou trabalhando não posso dizer se isso é verdade ou não acho que tudo deve ser apurado ver os dois lados da moeda mais um conselho aos mirins não vai adiantar nada ficar revoltado e fazendo protestos usem esse tempo para aprender o máximo com os novos professores e serem encaminhados ao mercado de trabalho dediquem seu tempo com seu futuro.
 
Nathalia Motta em 12/09/2013 12:53:43
eu estudo na unidade 2 e o q estão falando é mentira as únicas coisa de cabelo isso e aqui quando entram na mirim ja avisam eles sabem q isso é norma!
 
gaby lima em 12/09/2013 09:46:16
tudo o que tao dizendo do protesto e mentira por que eu fui e não estou sofrendo nada nem uma perseguição a sofre o desfile foi muito legal minguem mandou tirar nada nem um casaco tirarão por que quiseram e agente se divertirão de mais
 
renata ferreira em 12/09/2013 08:40:53
Um absurdo esses ''mirins'' da unidade 2 fizerem e falarem tudo isso....sei que é tudo mentira,jamais professores,coordenadores,diretora fariam isso!!!!!
Todos vão pagar pelas suas mentiras,td na vida tem sua consequencia...
Aprendi muito no IMCG e ainda estou aprendendo,o ensino é ótimo!!! qm nao estiver satisfeito q saia...! e nao fike inventando historinhas!!!!!
 
Rafaela Oliveira em 12/09/2013 08:39:08
Isso é uma pouca vergonha ! eu também sou mirim, e no dia 26 de agosto, os professores PEDIRAM para gente tirar os casacos para mostrar o nome da instituição... Pessoas que não sabem a verdade ficam difamando o nome da instituição.
 
keci jhones em 12/09/2013 08:19:40
Olha eu não compareci ao protesto por problemas pessoais mas pelo oque eu ouvi e li acima a mirim não funciona mais como antigamente pois eles ligam muito para aparência e em termos esquecem a inteligencia.
não sei porque essa palhaçada de demitirem os professores.
apos a troca dos professores um deles seguraram alguns alunos na sala e começou a trata-los com grosseria.
mas a mirim não é tudo isso que falam acima pois não sofremos perseguição, humilhação e muito menos retalhação, então prestem bem atenção antes de falar, e sobre o menino que desistiu e não foi desligado como fala acima por causa do cabelo ele foi avisado e não foram poucas vezes.
 
Dalbert de oliveira em 12/09/2013 08:03:57
Os alunos da unidade 2 estavam mal acustumados tavam achando que era feira, dai quando chegaram para impor uma postura profissional acham que é perseguiçao! isso sim que é absurdo... tanto é que o indice de devoluçao de mirins trabalhadores entre 10, 9 sao da unidade 2... instituto mirim sao para jovens responsaveis e nao para baderneiros... estamos sendo preparados para o mercado de trabalho e nao para a feira...
Existe uma rivalidade muito grade entre unidade o povo nao entende que é tudo uma unica instituiçao... Dor de cutuvelo de professores... vao procurar emprego e deixem seus colegas de profissao trabalharem em paz
 
Lucio Martins em 12/09/2013 07:59:29
Sou aluna da unidade 2, e isso que estão falando não esta acontecendo. Falaram nos comentários que um aluno foi desligado, por causa do cabelo, e isso não ocorreu o mirim saio por que quis. E isso que estão falando apenas esta queimando a instituição, e agora por causa de 1 ou 2 mais de 500 alunos vão pagar. E tem muitos alunos da minha turma que foram no protesto e não estão sofrendo nada de perseguição.
 
Yara Rafaela em 12/09/2013 07:58:04
fui mirim em 1999 foi muito bom para mim me ajudou muito ,hoje sou assistente de expedição.A formação quando jovem é muito importante para trabalho.
 
Adriano silveira em 12/09/2013 00:08:18
eu só acho assim, se fazem essas calúnias, com certeza o campo grande news vai querer ouvir o outro lado. Já está virando uma briguinha interna que não leva a lugar algum. quem se sentiu ofendido com as calúnias,façam como eu e uma amiga minha fizemos:apresentamos nossa versão. Sou cursando do instituto e não tenho vergonha de dizer isso. Eu sei que essas calúnias existem no intuito de prejudicar alguém, mas acabou por prejudicar e revoltar muitas pessoas que zelam por uma instituição de ensino, que qualidade, que se dedicam ao máximo para tornar jovens em homens...
 
Kemer Almeida em 12/09/2013 00:03:09
, eeu como aluno do instituto mirim, acho isso um ABSURDO , Nos não fomos obrigados a desfilar sem casaco , Pelo contrario eles (professores) mandaram-nos colocarmos o casaco, Mas eu e outros colegas desfilamos mostrando nossas camisetas porque temos orgulho de sermos MIRIM' !! :#
 
Anderson Gonçalves em 11/09/2013 22:28:56
Ao ler esse artigo e por conhecer bem funcionalismo público e a política existente, faço apenas um breve comentário sobre o cenário exposto. A dois lados nessa moeda. O que ganhou e o que perdeu. Quando há mudanças na administração em qq cidade do mundo que tenha um pensamento base aliada vs base opositora, aqueles que tem seus cargos garantidos pela politica naquele momento, independente de sua capacidade técnica e intelectual são desligados da instituição, mas livres para tentarem concorrer em concurso publico. Aqueles que saem ficam magoados e é um direito deles. Aqueles que se sentem prejudicados devido a um sistema que os regia e sentem mudanças que vão contra, podem e devem reclamar, mas de forma devida. Acusar sem provas só cria mais caos e mal estar.
 
Carlos Alexandre em 11/09/2013 20:55:05
Como é triste a gente ver que uma Instituição reconhecida como esta, esteja com este problema, eu estudei lá fui Mirim e era muito respeitada. Soube atraves da midia que realmente estão retalhando a Mirim desde o inicio do ano estão sendo mandado embora funcionários que ao meu ver eram muitos competentes, pois vivi com eles. Estou pasma pois eu confiei neste Prefeito ele disse que o importante no seu mandato seria as pessoas, mas até agora só vi falta de respeito com as pessoas e com a cidade, é uma pena que uma ONG seja usada disputa de poder. ONG não e do terceiro setor? Então o que tem estes políticos entrar nela, é ONG ou não é? Fora Políticos fora Coordenadora poe o ECA para funcionar.
 
soraya cavalcante em 11/09/2013 18:55:45
Me admira chamarem de dor de cotovelo, o abuso de poder sobre jovens carentes. O Ministério Público deve investigar e atuar, também presenciei Diretora de escola Municipal mandar alunos(as) tirarem os casacos e as meninas meia-calça também, colocar tudo em grandes sacos de lixo providenciais para essa maldade para desfilaram no dia 26. Duvido que mandariam seus filhos tirarem os casacos naquele frio, afinal a Diretora e Prof. estavam bem agasalhados, foto é o que mais tem, contra as provas não há argumento que justifique na minha opinião. O patriotismo da Diretor(o) e Professores não fez com que os mesmos sentissem frio junto com as crianças naquela manhã. É Bernal tá difícil, defender atitudes anti-democráticas (autoritarismo, intimidação, etc.), não combina com seu SLOGAN.
 
Estela Franco em 11/09/2013 17:53:18
isso é o novo sistema dessa nova administração municipal, onde traz bem claro a antiga ditadura com suas torturas e ameaças ( "verdadeiros lobos com suas lebres") ... culpado de tudo isso foi a sociedade por votar em quem não tem plenas condições de administrar sequer uma instituição, ainda mais uma cidade que hj se encontra em caos... o difícil é aceitar uma instituição que nunca teve algum problema algum, ser agora exposta por uma administração sem competência, pelas denuncias que serão investigadas pelo MP.
 
helton cabral em 11/09/2013 17:00:21
Li os comentários, e está na cara, que a maioria foi escrito pela mesma pessoa, somente mudando o nome, contém as mesmas frases, os mesmos erros de concordância...
Quanto ao autoritarismo, acredito que seja verdade, pois as pessoas ligadas a estes políticos são sempre assim, autoritários, querem sempre da sua maneira!!!
Parabéns, para vocês, estão acabando com a nossa cidade, roubando feito uns loucos, até que não sobre nada, outros tentam um golpe político na cara do povo e ninguém faz nada.
Senhores políticos, parem de nos roubar, agente não aguenta mais!!!
 
Gabriel Mendes em 11/09/2013 15:45:06
Uma coisa é certa...o prefeito é péssimo!!! Tudo o que passa pela mão dele deteriora...uma das poucas coisas boas mantidas da administração passada era o Instituto Mirim, agora começa a aparecer ratazanas. Na gestão do André (detesto ele), do Trad, mesmo com as falhas, alguns setores eram sagrados, agora é tudo profanado....até a cidade do Natal. Agora faltam 3 anos, 3 meses e 9 dias para a capital do MS voltar a ser grande...quiçá não ocorre antes....
 
Renato Rios Fane em 11/09/2013 15:22:00
Fico muito triste em saber disto tudo, como pode uma Instituição tão bem reconhecida estar passando por tudo isto. O que aconteceu com esta Instituição, sei que antes na minha época de Mirim não era assim, eramos muito respeitados. Porque a politica tem que envolver com uma ONG. Pelo que eu sei foram mandado embora muitas pessoas que faziam muito bem para Mirim e respeitavam a gente. Por que perseguir pessoas por ser de outros partidos, por que mudar o que estava dando certo? Esta politicagem e que leva o Brasil para o fundo, não sei o por quê tem os políticos interferir no que da certo. Cuide da cidade façam projetos que ajudem a todos, afinal o em campanha disseram que o importante era as pessoas; quais pessoas as deles? Deixe a democracia vencer e lembre do ECA.
 
VANIA ROCHA em 11/09/2013 15:03:02
Como tem pessoas que não sabem aproveita as oportunidades.. em vez de procurar algo melhor pra fazer fica ai denegrindo a imagem do instituto isso é lamentável eu tenho certeza que muitas pessoas que não conseguirão uma vaga no instituto queria estar no lugar de vocês bando de mau agradecidos. eu faço o curso no IMCG (unidade caranda) e não tenho do que reclamar,não existe uma instituição que não tenha regras, e se tem regras tem que ser cumpridas, o objetivo da mirim é qualificar os jovens para o mercado de trabalho,agora se tem gente que é incapaz de seguir regras ,pede pra sair ! tenho certeza que jovens interessados pela sua vaga não vão faltar. só aprendemos coisas boas no instituto, e eu particularmente nunca fui humilhada ou mau tratada por nenhum dos funcionários. *-*
 
Ana Vilalba em 11/09/2013 14:54:48
Sou Mirim da Unidade Carandá, estive presente no dia do desfile, e os responsáveis por nós nos pediram para mostrar o uniforme somente quando íamos passar em frente ao palanque,em momento algum fomos obrigados a tirar os casacos...Eu por exemplo,não tirei. E mostrar os uniformes é um orgulho para a maioria dos mirins...Ninguem nos humilha no Instituto.
 
Dayane Mendonça em 11/09/2013 14:51:26
não é verdade, tem mirins que não gosta dos professores e fazem de tudo para tirar eles da instituição
 
Vivian Silva em 11/09/2013 14:50:13
Em 1º lugar: É muuuiiito estranho que num frio que estava fazendo no dia 26/08, cerca de 99% dos alunos que aparecem na foto estavam sem casaco, sendo que os que estão à frente do grupo, creio que devam ser os responsáveis pela Instituição, quase a sua totalidade estão de casaco, uma delas até de cachecol grosso. Será mesmo que os jovens não foram obrigados a isso?
Em 2º lugar: Pelo que consta nesta reportagem, nenhum pai ou mãe desses jovens se manifestou, em se tratando de menores de idade isto é preocupante. Esses pais tem que fazer denúncia junto ao Ministério Público para averiguação dos fatos, ainda mais que se trata de uma Instituição Pública responsável pela formação profissional destes jovens. A que se apurar qual o tipo de qualificação que está sendo oferecida a estes jovens.
 
Kelly Silva em 11/09/2013 14:41:14
a MIRIM forma jovens capacitados para o mercado de trabalho com muita responsabilidades e com muita experiência posso garantir que tudo isso é calunia
não admito isso....
e regras foram feitas para serem cumpridas e obedece quem realmente tem juízo e se não aguenta não entre pois no mercado de trabalho vai ter regras também nenhum patrão vai querer um funcionário todo enfeitado e não é muito rígido nada é sempre pensando no nosso desempenho no mercado de trabalho
 
Edilaine Martins em 11/09/2013 14:37:15
Eu sou mirim e estava no desfile e não obrigaram a tirarmos o casaco foi pedido apenas mas ninguém foi obrigado a nada e nem a ir no desfile foi quem queria ir
e em relação a essas calunias vocês não tem provas concretas são apenas invenção de cada um de vocês e afinal o protesto realizado com a saída dos professores foi pacificamente do inicio ao fim
a MIRIM faz o melhor para que todos sejam encaminhados com muito ensino e preparo todos são encaminhados para o mercado de trabalho ninguém pode provar nada eu faço curso na UNIDADE II do Caranda Bosque e queremos que ela prove e todos vocês
 
Edilaine Martins em 11/09/2013 14:32:06
È uma pouca vergonha oq estão falando ,, estou aki para defender todos os professores q estão passando por essa humilhação isso tudo é uma mentira ,, Jamais de forma alguma a geografa faria uma coisa dessa ,, só acho que os alunos da unidade 2 devia parar com essa bobagem de ficar inventando historia pq tudo isso aii eu tenho certeza q não aconteceu e agora que chega alguem para um melhor aprendizado inventam historinhas sem noçao, se for preciso brigar pela verdade estou dentro, enfrento protestos e tudo que for para provar o contrario....
 
Maria Eduarda em 11/09/2013 13:53:08
Gente, é necessário parar com estes ataques a Prefeitura. Depois que a outra gestão perdeu, tanto jornais como vereadores, fica desesperadamente usando o quanto pior melhor. Parem com isto, nós leitores já não aguentamos mais. O Instituto Mirim é uma ONG e mantida pela Prefeitura e com certeza os professores que tinha cargos políticos teriam que sair e eles sabem disto. Quando não é concursado tem que saber disto e não adianta depois ficar se batendo.
 
Jânio peixoto em 11/09/2013 13:37:24
Sou mirim, estou na unidade 2, o sistema atual está realmente um caos, precisamos da volta dos nossos professores e de muitas melhorias
 
Diego dos Santos em 11/09/2013 13:34:38
isso tudo é os professores que foram demitidos revoltados...!
apenas uma ipotese!
 
Kamila Jara em 11/09/2013 13:31:06
Puxar saco do prefeito??????
Engano fomos atras de nossos direitos , e tudo oque acontece no instituto é comunicado aos pais .... que eles teem que assinar e os alunos são responsaveis de entregar no dia seguinte!
os alunos que estao defamando a onde estao sendo profissionaliozados..vocês não tem vergonha???
um lugar aonde vocês vao sair empregados e ainda fazem isso ? inventando mentiras.... isso nao é oque aprendemos na instituição!
vocês não honrão a camiseta que usam!
#unidade2...#complicado
 
Kamila Jara em 11/09/2013 13:29:33
Isso é um absurdo, sou mirim da unidade 1, sou aluna da geografa e ela é uma otima educadora, todos os professores sao otimos, aprendemos a ter respeito com cada pessoa sendo ela pobre ou rica, aprendendo a ser um otimo trabalhador e enfrentar a realidade de um trabalho, ela diz que limpar geladeira e tirar lixo do banheiro nao diminuiu ninguem, o povo da unidade 2 querem achar ruim por que la eles faziam o que bem entendiam os professores nao botavam ordem e agora com otimos, excelentes professores que ensinam a realidade eles querem achar ruim, eles é quem suja o nome da IMCG quando nao aprendem o que devem e fazem merda o serviço e sao desligados, pois ninguem quer mirins irresponsáveis, alguns mirins da unidade 2 só que mordomia para fazerem o que quer e nao querem aceitar a realidade
 
Franciely Almeida em 11/09/2013 13:27:38
Em 1º lugar: se não é verdade que os alunos foram obrigados a desfilar sem casaco, pq na foto a grande maioria deles (creio que 99%) estão sem, num frio intenso que fazia no dia, e o interessante é que os que estão à frente do desfile, que devem ser os responsáveis pela Instituição, em sua quase totalidade estão agasalhados, uma delas até de cachecol grosso, é muuuiiito estranho!!!!!
Em 2º lugar: Os alunos são menores de idade, portanto os pais desses jovens é que tem que tomar medidas jurídicas para serem apuradas estas denúncias, através do Ministério Público, não adianta ficar de blá blá blá no facebook ou coisa parecida, procurem a justiça que tenho certeza que serão tomadas as devidas providências, ainda mais se tratando de Instituição Pública.
 
Kelly Silva em 11/09/2013 13:26:29
Olha, eu acho muito sério essas denúncias, acho que o Ministério Publico tem que verificar, mas pela pouca experiência que tenho creio que seja verdade as denúncias. Vejamos os comentários só existe comentários de "alunos" da Unidade 1, isto já confirma as perseguição da Unidade 2, porque se eles postarem pode ser perseguidos, outra coisa esses mesmo comentários de "alunos" estão muito bem escrito e elaborados rssss, concordo com vc Juan Charlymoon, ECA nesses ditadores.
 
Jorge Silveira em 11/09/2013 13:05:31
Li a reportagem, já fui professor e me identifico com a preocupação desses professores. Não vejo motivo para que terem inventado essas acusações. Com certeza, estão preocupados com o prejuízo que os alunos podem ter. Não só pelo fato deles correrem o risco do desligamento, mas por ser esse o aprendizado que eles têm recebido de uma instituição formadora, de que é melhor ficar quieto e obedecer do que expressar a opinião. Acho a ocasião oportuna para se pensar nos rumos da nossa educação.
 
João Siqueira em 11/09/2013 13:04:13
Sinceramente ... isso tá meio estranho ... Primeiro: é muito esquisito o fato de duas professoras demitidas irem até a imprensa relatar um problema pessoal delas;
Segundo: como uma professora que "formava cidadãos", usa seus ex alunos como escudo. Ela não percebe que está fazendo deles "massa de manobra". Terceiro: É permitido a menores de 16 anos participarem de manifestações políticas, se o voto deles é facultativo e a partir dos 16 anos? Quarto: isso tá me cheirando a dor de cotovelo... Se houve professores e outros funcionários da prefeitura e do instituto mirim demitidos, só lhes resta erguer a cabeça e procurar outro emprego... tenho certeza de que vcs sao suficientemente capazes de conseguir emprego em qualquer instituição, pelo diploma que dizem ter. Vamos pra frente ...
 
matheus custódio em 11/09/2013 12:59:59
Trabalhei na Unidade II, no ano de 2011, e sei como os mirins eram tratados, ali eramos uma família, e sei que os mirins gostavam não só dos professores mas também do pessoal da coordenação, respeitávamos uns a os outros, e isso que está acontecendo agora é uma vergonha, eu acho injusto tudo oque está acontecendo, a saída dos professores foi o inicio de tudo, e se eu soubesse dessa manifestação na frente da prefeitura eu iria também, não só eu como todos os ex mirins, pois a MIRIM nos deu uma chance e queremos que essa instituição continue sendo a mais séria de CG.
 
leticia diaz em 11/09/2013 12:58:50
Pra falar a verdade eu acredito em tudo que está escrito ai, e se vocês fusarem mais, iram achar coisas nem piores, pode ter certeza, falo isso porque já fui Mirim, e vi muitas coisas dentro e fora instituição.
 
leticia diaz em 11/09/2013 12:46:36
O Ministério do Trabalho juntamente com a CMDCA devem investigar tais acusações e verificar por meio de documentos tais veracidades... só assim saberemos da verdade!!
 
Douglas Oliveira em 11/09/2013 12:33:53
Eu sou da Unidade I nos não temos do que reclamar dessa professora, e no dia 26 de agosto que teve o desfile os mirim foram convidados para desfilar e não era obrigado a desfilar só fomos convidados
Nós queremos provas sobre isso tudo do que vcs falaram.
 
Henrique Silva em 11/09/2013 12:19:17
boa tarde a todos!!!sou da unidade 1 e os fatos que contam aqui não são verdadeiros nenhum dos professores humilha ninguém são todos bons profissionais isso e um CALUNIA contra nos MIRINS.Relatando que no dia 26 de agosto nao vamos obrigados a desfilar sem casacos alguns tirarão por conta própria.
 
Anderson oliveira em 11/09/2013 12:19:01
Eu também fui mirim da UNIDADE I sempre trataram a gente muito bem ali, mais isso aconteceu na UNIDADE II vocês ai que tão reclamando e falando que é mentira, lê direito né.
 
Danielli Fernandes em 11/09/2013 12:15:11
que absurdo tudo que ta ai e tudo mentiras os professores são ótimos e jamais ia humilha os alunos , não aceito que fale isso dos professores sem prova nem uma e a geográfica ja mais tratou os alunos mal ela sempre tratou nos alunos como filhos dela sempre ta ali ajudando todo mundo preparando para entra no mercado de trabalho,com todos esses professores to aprendendo muitas coisas com eles.Agradeço a eles por me ensina muitas coisas.e eles são uns amores só estão cumprindo com trabalho deles.
 
Ana laura em 11/09/2013 12:12:48
Boa Tarde!!
Bom pra começar sou Mirim e estou executando a função de estudante , e estava presente do dia 26 de agosto no desfile participando juntos com meus colegas e professores, aonde todos da Mirim se reuniram juntos ( Unidade Centro e Unidade Carandá). Como todos sabem estava frio no dia e no frio comum usarmos casacos né? e assim começamos a desfila na 13 de Junho e NÃO E REPITO NÃO FOMOS OBRIGADOS A TIRAR CASACO NENHUM PARA DESFILAR isso tudo é uma calunia contra a Mirim por favor gente sejam civilizados e venham conversar com a coordenação e resolver o que tem pra ser resolvido. E outra professores se vocês foram demitidos nós (alunos) não temos nada a vê e muito menos a imprensa..
 
Paulo Amorim em 11/09/2013 12:10:30
vocês não tem celulares não, porque não filmam isso ai eu quero ver alguém falar que é mentira. Filmem e joguem na mídia ai vamos ver no que da
 
francisco moreira em 11/09/2013 11:56:53
No dia 26 de agosto, mais um capítulo da insensibilidade da direção do Instituto. Apesar da sensação térmica de 3ºC, os alunos foram obrigados a desfilar, em homenagem aos 114 anos de Campo Grande, apenas de camiseta “para mostrar o símbolo do Instituto”.
Isso é mentira por que não era obrigado a ir no desfile, então ficaram com a camiseta da mirim por que quiseram por que não era obrigado.
 
Henrique silva em 11/09/2013 11:38:00
Eu sou da Unidade I nos temos do que reclamar dessa professora, e no dia 26 de agosto que teve o desfile os mirim foram convidados para desfilar e não era obrigado a desfilar só fomos convidados
Nós queremos provas sobre isso tudo do que vcs falaram.
 
Henrique Silva em 11/09/2013 11:35:07
É um absurdo isso que estão falando, sou da unidade 1 e nunca aconteceu esses fatos, pelo contrário os professores e coordenadores sempre queriam o bem dos alunos, nunca gritaram ou humilharam ninguém. Isso é conversa para derrubar o IMCG, alguns professores saíram e nós seguimos em frente..
 
Flávia Ovando de Souza em 11/09/2013 11:15:36
Muito estranho os comentários da Bruna Santos e Sabrina Costa, parece muito orquestrado. Seus comentários são muito parecidos, esta muito maduro para ter ser sido escrito por Mirins. Principalmente, por dispor de uma defesa firme.
Nessa tuia, tem rato...
 
Juan Charlymoon em 11/09/2013 11:04:29
Isso não me assusta pois se o prefeito age assim, imagina os subordinados que ele colocou lá e se acham acima do bem ou do mal.
 
rosa lurdes gomes em 11/09/2013 11:01:21
Para o seu conhecimento, Gustavo Ferreira, o jovem entra na Mirim com 15 anos ou seja, ele ainda não vota...
 
Ándreia souza em 11/09/2013 10:46:07
Isso é pura calunia, no dias 26 de Agosto nos alunos fomos convidados a participar do desfile além de um cafe da manha nos esperando. A geografa é minha professora e ela sempre diz: " limpar a geladeira e tirar o lixo do banheiro não diminui ninguém!" e como aprendi muito com ela se for preciso eu faço, ela é uma ótima professora e não tenho do que reclamar. Esses tipos de coisa nunca acontecem na unidade I.... Agora cade as provas de que ela falou tudo isso???????
 
Kamila Jara em 11/09/2013 10:40:58
Tem que avaliar e ver a veracidade dos fatos e se VERDADEIROS abrir sindicância e punição aos responsável por essa falta de ADMINISTRAÇÃO, RESPONSABILIDADE e FALTA DE RESPEITO A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA.
"Ela diz: vocês são pobres, pobres, pobres, tem que fazer o que a gente manda”,
NEI SALVIANO
publicitario
 
nei salviano em 11/09/2013 10:35:05
absurdo é o que estão falando, por que eu sou da unidade 1 e isso nunca aconteceu por aqui.. nosso professores tambem mudaram e a gente teve que aceitar e seguir em frente... não acredito no que estão falando da geografa nova professora de preparação deles, eu tenho aula com ela desde o começo do ano e ela é uma ótima profissional nunca humilhou ninguém e o que ela diz é: " limpar geladeira e banheiro não diminui ninguém e que temos que nos esforçar para sermos melhor em tudo que fazemos". Estou aprendendo muito com ela...
E a mulher que entro no lugar da rosangela, é uma ótima profissional, ela estava aqui na unidade 1 no primeiro semestre e ela nunca brigou com ninguém ela so faz o serviço dela que é fazer com que a gente obedeça as regras da instituição...
 
Lucio Martins em 11/09/2013 10:29:38
Conheço alguns funcionários da instituição (novos e velhos) e só tenho uma coisa a dizer: 90% de tudo isso é verdade. Na segunda feira levaram todos os mirins na câmara municipal para puxar o saco do prefeito, sem nem consultar os pais. É uma vergonha o atual estado do Instituto. E não são só os adolescentes que sofrem com esse tipo de abuso, os funcionários também são coagidos a participar dos mais diversos eventos.
 
Sandra Dias em 11/09/2013 10:27:48
Boa Diia a todos *--*
Bom pra começar sou Mirim e estou executando a função de estudante , e estava presente do dia 26 de agosto no desfile participando juntos com meus colegas e professores, aonde todos da Mirim se reuniram juntos ( Unidade Centro e Unidade Carandá). Como todos sabem estava frio no dia e no frio comum usarmos casacos né? e assim começamos a desfila na 13 de Junho e NÃO E REPITO NÃO FOMOS OBRIGADOS A TIRAR CASACO NENHUM PARA DESFILAR isso tudo é uma calunia contra a Mirim por favor gente sejam civilizados e venham conversar com a coordenação e resolver o que tem pra ser resolvido. E outra professores se vocês foram demitidos nós (alunos) não temos nada a vê e muito menos a imprensa. #2 bjao :* FUIII...
 
Bruna Santos em 11/09/2013 10:27:27
Bom Dia a todos !!
No dia 26 de agosto, eu participei do desfile e isso que falaram que os Mirins foram Obrigados a desfilarem sem casaco , é uma grande MENTIRA , nem um mirim foi OBRIGADO, desfilavam sem casaco quem queria, se desfilamos sem casaco foi por VONTADE PRÓPRIA DE CADA UM , o que estão falando não é verdade , todos os mirins estão de prova , por que ao invés de ficar nos criticando , por que não vem na instituição entrevistar os mirins para vocês terem certeza do que estão falando , por que isso é CALUNIA contra os MIRINS , se quiserem nos entrevistar estamos todos aqui por livre e espontânea vontade,A professora de Preparação básica é uma Ótima professora,ela só quer nosso bem como que uma professora ia humilhar um MIRIM isso é alunos que não se acostumaram com novos profº.
 
Sabrina Costa em 11/09/2013 10:26:23
Vivemos um momento delicado em que socialização e a profissionalização do jovem é importantíssima para nossa sociedade e ver um situação dessa é revoltante, precisa de apuração urgentíssima! Esses jovens merecem respeito, esse tipo de humilhação se está ocorrendo pode desestabilizar um adolescente pro resto da vida. Só existe uma coisa que vai melhorar esse país "EDUCAÇÃO". Aos jovens do Instituto Mirim: Orgulhem-se, porque o trabalho de vocês é digno. E ai Sr. Prefeito vai colocar a culpa em quem agora?
 
Ely Quevedo em 11/09/2013 10:22:56
Me lembro de uns dois mirins dizendo "vou votar no Bernal, quero ver o oco do Nelsinho". Parabéns, sofram as consequências.
 
Bruno Nodes em 11/09/2013 10:22:51
Fui mirim em 83 a 85....nessa época a coisa era "louca", parecíamos um bando de "soldadinhos" de chumbo, os tempos são outros, precisa mudar já, apurar e, punir os (i) responsáveis....
 
Luiz Antonio Silva em 11/09/2013 10:19:55
Ótimo comentário Francisco Oliveira. Nessa guerra de torcida organizada por político, quem mais perde é a cidade. Daqui a 3 anos, se forem votar por protesto, que seja um protesto consciente.
 
Adriel Dalvy em 11/09/2013 09:55:58
Estranho, perseguição não era só coisa do PMDB??? o coitadinho do prefeito nunca fez nada de errado, tudo que acontece é perseguição política não é? PARABÉNS CAMPO GRANDE pelo voto de protesto. POVO INGRATO
 
Antonio Harper em 11/09/2013 09:54:48
Não acho o Trad nenhum santo, acho que o PMDB vem fazendo várias coisas muito ruins pelo estado e pelo país. Agora, esse Bernal está muito abaixo disso. Não é questão de política, é questão de competência. Autoritarismo, incompetência, com uma dose de insanidade. Que fase negra para nossa querida cidade...
 
Ricardo Farias em 11/09/2013 09:53:36
Política não é futebol! Não precisa ser a favor do Trad para ser contra o Bernal ou vice-versa. Você pode ser inteligente e avaliar os prós e contras de cada um! Sou contra muita coisa do PMDB, que praticamente se apoderou do estado e capital! Agora.. em relação ao Bernal, era obvio que isso iria acontecer! O cara não tinha o mínimo preparo para o cargo! Antes, como parlamentar, ele na o fez absolutamente NADA! Foi um voto de protesto que não deu certo.. E ainda faltam 3 anos... Deus abençoe Campo Grande!!!
 
Francisco Oliveira em 11/09/2013 09:23:55
Com o passar dos dias, as mudanças que prometeram vai aparecendo. Agora são as que se dizem PEDAGOGAS, com uma atitude desta. isto e uma vergonha. PENSE BEM ANTES DE VOTAR . NÃO ACREDITE EM PROMESSAS MILAGROSA.
 
Maria Cristina Nantes Martins em 11/09/2013 09:22:10
Acho isto um absurdo, e vou comunicar ao órgãos competentes, adolescentes devem ser respeitados e não humilhados, limpar geladeira ou fazer faxina não humilha ninguém é um trabalho como qualquer outro, esta educadora não tem casa e geladeira se tiver deve ser limpa e isto não diminui ninguém, esta me parecendo que estão formando adolescentes fofoqueiros e não cidadão crítico. cade o Bernal.
 
marleni peretti em 11/09/2013 09:21:22
Isso é um absurdo, como uma pessoa desse jeito tem capacidade para ensinar algo.
Eu fiz o curso, na minha época todos os educadores nos tratavam bem, mas todos foram trocados para esse ano entrar os novos.
Não estou acreditando....
 
Emily Coronel em 11/09/2013 09:13:16
Olha só eu fui Mirim em 2009 até 2011 sendo a (curso e trabalhando) nunca tive problemas em relação a mercado de trabalho e sempre que eu tive algum problema todo o corpo adm me ajudou, e nunca fiquei sabendo de nada parecido a isso. Eu acho que isso deve ser apurado sim, mas tambem acho que ninguem deve sair falando mal se alguem tem alugum problema em relação ao Instituto é melhor ir lá e tentar resolver pois sei que funcionarios capaz de resolver este problema.
Eu sou um exemplo de tudo isso pois troquei de emprego 2 vezes.
 
Aide Andreza em 11/09/2013 09:11:32
Parem de conversinha, nada a ver os fatos não procedem.
 
Luis Castro em 11/09/2013 09:04:48
Isso tudo precisa ser apurado, se for verdade, está ai consumado um crime de coação de crianças e adolescentes enquadrado no ECA, o Ministério Público precisa tomar uma atitude urgente.
 
Marcos Wild em 11/09/2013 09:01:17
Infelizmente o que as ex-professoras estão relatando é verdade, obrigaram um aluno a pedir para sair pq ele pintou o cabelo de loiro. Uma instituição que era tão séria sofre, pois quem está no poder acha que está fazendo muito pelas pessoas carentes e não estão preocupados em formar cidadãos de bem e contribuir com a sociedade e sim fazer política e perseguição com quem não é do grupo do prefeito. Uma Ong onde quem manda é a primeira dama do município e seus assessores.
Fizeram uma eleição para a diretoria fraudada com uma chapa montada pela primeira dama sendo os eleitores os professores ou eles votavam nessa chapa ou seriam mandado embora. Solicitem os documentos e comprovem que quem possui o poder é quem está ligado a prefeitura a presidente é figurante. Uma vergonha!
 
Maria Acácia em 11/09/2013 08:52:37
Olha me desculpa pessoal, não dá pra aguentar essas coisas, o povo acreditou no Bernal, agora vem essas coisas revoltantes, não é em apenas um lugar, é nos ceinf, nos postos de saúde, é em vários lugares. Pelo amor de Deus, o que será q vai precisara acontecer pra ter uma mudança, eu estou totalmente desacreditado, agora foi esse negocio da câmara que o povo que foi lá era tudo furada. Minha gente usem seus celulares modernos e gravem e vão a mídia, mande pro youtube. O que não podemos é deixar de acreditar q a justiça possa ser feita.
 
Ricardo C. Gomes em 11/09/2013 08:46:38
Isso tem que ser apurado e sendo comprovado deve demitir esse tipo de pessoa, porque o IMCG sempre formou cidadãos antes de trabalhadores é uma pena pessoas que se dizem "profissionais" terem esse tipo de atitude com os jovens que estão buscando uma capacitação para o mercado de trabalho.
 
Diego Souza em 11/09/2013 08:43:30
Minha filha passou pela mirim e hoje já trabalha, mas estou pedindo o desligamento dela, pelo fato de trabalhar muito longe de casa...Eles alegam que muitos gostariam de estar no lugar dela..então a vaga disponível.
 
Valéria Mota em 11/09/2013 08:42:11
Isso ae, agora mirins, aprendam a votar.
 
Gustavo Ferreira em 11/09/2013 08:41:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions