A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

13/04/2018 21:03

Após queda no número de doações Santa Casa faz 2ª captação de órgãos na semana

Adriano Fernandes
A equipe responsável pelo transplante contou com o apoio de uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) que transportou o órgão a tempo de transplantar. (Foto: Divulgação) A equipe responsável pelo transplante contou com o apoio de uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) que transportou o órgão a tempo de transplantar. (Foto: Divulgação)

Depois de um mês de março com queda no número de doações de órgãos a Santa Casa, aos poucos, retoma a quantidade de captações. Só esta semana, a OPO (Organização de Procura de Órgãos) da Santa Casa de Campo Grande realizou, na manhã desta quinta-feira (12), a segunda captação de órgãos da semana. Completando 12 doações neste ano. 

Desta vez, a doadora de 53 anos, vítima de traumatismo craniano, doou os rins, fígado e córneas. O fígado da paciente foi encaminhado para Brasília e um dos rins foi para Belém. As córneas da doadora permaneceram no Banco de Olhos do hospital e o outro rim permaneceu na Santa Casa para transplante, ainda hoje, em um homem de 61 anos que passava por tratamento de hemodiálise em Campo Grande.

Até o momento, foram captados 16 rins, sete fígados e um coração no hospital. “Mesmo em um momento difícil e triste estas famílias optaram por ajudar outras famílias não só de Mato Grosso do Sul, mas do Brasil. Quando o assunto doação de órgãos volta a ser comentado as famílias acabam conversando mais sobre o assunto e a aceitação para a doação é maior”, comenta a enfermeira e coordenadora da OPO, Ana Paula Silva das Neves.

A equipe responsável pelo transplante contou com o apoio de uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) que transportou o órgão a tempo de transplantar. O órgão só pode permanecer fora do corpo por apenas 12 horas. O rim foi encaminhado por meio de um voo comercial.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions