A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

22/12/2010 20:15

Associação organiza bazar da diversidade em Campo Grande

Viviane Oliveira

Foram doados pela Receita Federal R$ 25 mil em produtos

O dinheiro arrecadado será para a compra de uma nova sede da Associação. (Foto: João Garrigó)O dinheiro arrecadado será para a compra de uma nova sede da Associação. (Foto: João Garrigó)

A Associação das Travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul realiza desde segunda-feira (20), um bazar da diversidade em Campo Grande.

Os produtos foram doados pela Receita Federal e tem de tudo um pouco: eletroeletrônicos, cobertores, patins, lingerie e muitos brinquedos para crianças de todas as idades. Têm também várias peças de roupas, principalmente camisetas pólos e shorts masculinos.

Segundo a presidente da associação, Cris Stefany, essa é a primeira vez que é feito um bazar com produtos de doação. “Fiz um ofício e fui atendida, todo o dinheiro será para construção ou compra de uma sede nova para a associação.

A presidente explica que a idéia é ter uma estrutura melhor e maior, pois a instituição cresceu e as demandas aumentaram.

Foram doados R$ 25 mil em produtos que foram apreendidos do Paraguai e da Bolívia. “Esperamos ganhar pelo menos o mesmo valor ou um pouco mais, fizemos pesquisas de preço e estamos vendendo mais barato do que no comércio, explica Cris.

A travesti conta que está feliz com o resultado das vendas. A procura está sendo grande e não é só o público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros), que está indo atrás dos produtos. É o caso da comerciante Cláudia Azevedo, 34 anos, que ficou sabendo do bazar através de amigos. “Aproveitei para vir fazer minhas comprinhas de natal e comprar presentes para a família”, disse a comerciante.

“Nós fizemos vários convites manuais e saímos entregando, mandei e-mail, entrei em Orkut e enviei para várias pessoas”, conta Cris, enfatizando que esse foi um dos métodos utilizados para a divulgação do bazar.

A instituição existe há mais de dez anos. Cris conta que está satisfeita com os resultados que tem obtido ao longo desses anos. “Hoje uma profissional do sexo pode fazer recolhimento do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), abrir conta em banco, fazer crediário em lojas, coisas que há algum tempo não era permitido”.

O bazar está sendo realizado na associação, a partir das 9h às 19h e irá até o dia 24, na rua Nicolau Fragelli, 232, bairro Amambaí.

Suspeito é atingido por pelo menos três tiros no Jardim Colibri
Suspeito, ainda não identificado, foi baleado com pelo menos três tiros, esta noite (22) na Rua Carricá, no Alves Pereira, região do Jardim Colibri, ...
Idosa de 63 anos é amarrada enquanto bandidos faziam "limpa" em sua residência
Idosa, de 63 anos, foi mantida refém enquanto um casal de bandidos roubava sua residência, esta tarde (22) na Vila Nova Campo Grande, na Capital. Do ...
Prefeitura inicia na segunda-feira vacinação de 200 mil animais contra a raiva
Começa na segunda-feira (25) a Campanha Municipal de Vacinação Antirrábica, com a meta de imunizar 80% da população animal de Campo Grande, estimada ...


Em tempo de homofobia, faltou uma divulgação mais ampla. Mas isso é muito intendível. Parabéns pela iniciativa e promova mais atitudes como essa.
 
Marcelo de Lima em 24/12/2010 06:51:07
É isso aí Cris! Parabéns pela iniciativa. Voce e sua diretoria dá exemplo de luta e organização para garantir os objetivos da entidade que hoje é referência no Brasil.
Estou enviando e-mails para os meus amigos com o endereço do BAZAR. Vou aí comprar uns presentes para esse natal.
 
Prof. Janio Batista de Macedo em 23/12/2010 10:15:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions