A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019

11/02/2019 09:05

Autores de duplo homicídio tentaram roubar moto de casal para fugir

A tentativa foi frustrada depois que os autores se assustaram com a quantidade de carros no local

Bruna Pasche e Mirian Machado
Atendente de conveniência havia visto Bruno horas antes do homicídio e lamenta o crime. (Foto: Henrique Kawaminami)Atendente de conveniência havia visto Bruno horas antes do homicídio e lamenta o crime. (Foto: Henrique Kawaminami)

Dupla suspeita de ter executado Bruno Pierri Figueiredo, de 22 anos, e seu pai Carlos Mendes Figueiredo, de 52 anos, na noite deste domingo (10), no bairro Portal Caiobá, ainda tentou roubar a moto de um casal minutos depois para tentar fugir da polícia. Os dois não tiveram identidade revelada e estão foragidos.

A cabeleireira de 20 anos e seu marido atendente de conveniência de 23 anos, contaram que ouviram alguns disparos, saíram de casa para ir até a casa da mãe do rapaz no mesmo bairro e quando viraram a esquina da rua Flora do Pantanal e deram de cara com os autores correndo a pé e armados.

“Eles bateram com a arma no nosso capacete mandando a gente vazar da moto, um deles ainda me empurrou e eu cai. Eles não nos agrediram, mas a todo momento ficaram apontando a pistola na nossa cara, eu tinha certeza que eles iam atirar ai falamos que eu estava grávida”, contou a mulher.

Cabeleireira de 20 anos sofreu minutos de terror com os bandidos que até a derrubaram da moto. (Foto: Henrique Kawaminami)Cabeleireira de 20 anos sofreu minutos de terror com os bandidos que até a derrubaram da moto. (Foto: Henrique Kawaminami)

Os dois assustaram com a quantidade de carro e pessoas que foram se aproximando do local do crime, desistiram do roubo e correram do local a pé. “Quando nós olhamos para trás vimos um celta prata, então acho que eram eles no carro”, disseram. O casal contou ainda que tinha contato com as vítimas já que Carlos era mecânico e arrumava a moto deles e que a família frequentava a conveniência que o homem trabalha.

“É muito estranho ver isso porque pouco tempo antes o Bruno tinha ido à conveniência com a namorada comprar refrigerante e sacos de lixo. Ele tinha saído da cadeia há pouco tempo, mas estava mudado, trabalhando e também tinha uma filhinha, os dois eram muito tranquilos, uma tragédia”, lamentou o atendente. O casal ainda reforçou que mora no local há cerca de seis meses e que o bairro é realmente muito perigoso.

 

Quarto dos suspeitos ficou destruído depois de incêndio que polícia apura ser criminoso ou não. (Foto: Henrique Kawaminami)Quarto dos suspeitos ficou destruído depois de incêndio que polícia apura ser criminoso ou não. (Foto: Henrique Kawaminami)

O incêndio na casa dos suspeitos foi concentrado apenas no quarto que foi todo atingido. Cama, cadeiras, paredes e telhado também foram afetados. O Corpo de Bombeiros foi acionado e apagou o fogo antes que se alastrasse pela casa. Ao fundo da casa foram encontradas várias latinhas de cerveja. Vizinhos relataram à polícia que os suspeitos estariam bêbados.

Caso - Bruno Pierri Figueiredo, de 22 anos, e seu pai Carlos Mendes Figueiredo, de 52 anos, foram assassinados na noite deste domingo (10) depois de discutirem com os vizinhos por conta da limpeza de um terreno.

De acordo com a polícia militar, Bruno comprou o terreno na semana passada e teve uma pequena discussão com os vizinhos sobre a limpeza do terreno. Na tarde de ontem, ele e a namorada foram até o local para limpar o terreno e no final da tarde voltaram para rastelar. A discussão com os vizinhos começou depois de Bruno tacar fogo no que havia restado.

Bruno e o pai, Carlos, foram atingidos por vários tiros. (Foto: Reprodução Facebook)Bruno e o pai, Carlos, foram atingidos por vários tiros. (Foto: Reprodução Facebook)

Tanto o vizinho da direita, quanto o da esquerda foram até lá reclamar com a vítima. Os dois autores também chegaram ao local e começaram a discussão. Neste meio tempo, Bruno já tinha ligado para a mãe contando sobre o desentendimento. O pai dele, Carlos, então pegou a filha de 10 anos e foi até a rua.

Bruno havia comprado o terreno na semana passada na rua Luiz Filinto da Silva. (Foto: Henrique Kawaminami)Bruno havia comprado o terreno na semana passada na rua Luiz Filinto da Silva. (Foto: Henrique Kawaminami)

Ao chegar, o homem teria perguntando o que estava acontecendo, momento que um dos autores teria dito “chegou quem resolve”, já disparando contra a cabeça dos dois. A namorada e os outros vizinhos saíram correndo e a criança, filha da vítima ficou no local em estado de choque. Uma das balas ainda teria passado perto de onde ela estava.

Na manhã desta segunda-feira (11), ainda era possível ver as marcas de sangue espalhadas pelo local.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions