A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

16/07/2013 20:07

Balneário é condenado a pagar indenização por morte em acidente com Jet-ski

Helton Verão

Os responsáveis pelo balneário Atlântico (localizado na saída para Três Lagoas) foram condenados pelo juiz titular da 13ª Vara Cível de Campo Grande, Alexandre Corrêa Leite a pagarem uma indenização de R$ 67,8 mil, mais pensão de um terço do salário mínimo por mês aos pais do rapaz que morreu após ser atropelado por um jet-ski enquanto nadava no local. As pensões deverão ser pagas até o ano em que a vítima completaria 65 anos ou até o fim da vida dos genitores.

Inicialmente era julgado o pedido de indenização contra o rapaz que conduzia o Jet-ski e o dono, por permitir que ele utilizasse o veículo automotor sem ele possuir habilitação. Mas a defesa dos réus ressaltou que ele já era experiente no comando do Jet-ski e que a vítima também havia ultrapassado o limite para banhistas e estaria embriagado.

“Não há prova colacionada aos autos no sentido de que a falta de habilitação foi a causa determinante do acidente de modo a configurar hipótese de agravamento do risco. Igualmente também não há prova no sentido que o réu tenha conduzido o veículo de forma imprudente, como excesso de velocidade ou e local inadequado. Há indícios, ainda, que a vítima contribuiu para a ocorrência do acidente”, resumiu o juiz.

Quanto à responsabilidade do balneário, o juiz frisou que houve falha em seus serviços, pois os autores afirmaram que as falhas de sinalização e fiscalização contribuíram para que a vítima tenha ultrapassado as raias de contenção, feita com garrafas pets vazias, o que o juiz tratou como precária.

“Desta forma, o pedido de indenização por danos morais foi julgado procedente, pois é inquestionável que a conduta da ré ofendeu severamente a personalidade dos autores, os quais tiveram seu filho levado a óbito; situação esta que pode ocasionar uma série de sofrimentos e ofensa a direito da personalidade, fundamentados nos sentimentos afetivos da pessoa humana”, finalizou.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


(raias de contenção, feita com garrafas pets vazias, o que o juiz tratou como precária.) Caramba vou levar este parecer do juiz para a prefeitura de Ilha Solteira - SP, pois lá na praia do lago da barragem, a mais de 20 anos os limitadores também são de garrafas pets, e vou sempre com minha família, porém, lá todos todos respeitam.
 
Antonio Mazeica em 16/07/2013 21:05:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions