A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/12/2010 11:02

Briga em família de desembargador tem mais um capítulo na OAB/MS

Ana Maria Assis

Conselheiro da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul), Claudionor Duarte Neto denunciou à Ordem o nepotismo cruzado por parte do desembargador do Tribunal de Justiça (TJ/MS), Claudionor Abss Duarte. O desembargador é tio de Jamili Coberlino Duarte Caldart, que tem cargo comissionado no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A denúncia foi apresentada no inicio do mês, mas resposta à solicitação aumentou polêmica sobre o caso.

Neto entrou em contato com o Campo Grande News reclamando de que a OAB/MS pediu mais provas em relação à denúncia, sendo que ele já havia apresentado nome, cargo e nomeação de Jamili.

No entanto, o presidente da entidade, Leonardo Duarte, explica que TCE e o TJ são instituições diferentes e, que para haver o nepotismo cruzado, além de Jamili trabalhar no TCE por indicação do desembargador, teria de haver um cargo no TJ indicado por alguém do Tribunal de Contas.

O nepotismo cruzado é caracterizado pela “troca de favores”, o que não foi apresentado no ofício de Duarte Neto, alega a OAB.

A denúncia, conforme Leonardo Duarte, filho do desembargador, é devido à desavença de Duarte Neto com a família, inclusive com o pai que é irmão do desembargador, com quem não fala há sete anos.

Segundo o presidente, Neto é, além de sobrinho do desembargador, então primo do presidente da OAB/MS, também irmão de Jamili, que possui o cargo no TCE.

O presidente da Ordem afirmou que, mesmo diante as circunstâncias, agiu com profissionalismo.

“O processo já foi aberto, mas estamos em recesso. No entanto, o desembargador já foi inclusive oficiado sobre o caso”.

Leonardo lembrou do processo que corre na OAB em face de Duarte Neto, em que ele é citado por trabalhar na Assembleia Legislativa. “Seguindo o raciocínio do requerente, até ele em tese também cometeria o crime, por trabalhar na Assembleia Legislativa e por ter mesmo grau de parentesco, sendo sobrinho do desembargador”, avaliou Leonardo.

Para Duarte Neto, em e-mail enviado ao Campo Grande News, o pedido da OAB/MS por mais provas do nepotismo cruzado, inclusive de cargo assumido no TJ por alguém indicado por servidor do TCE, é uma maneira de “fugir” da denúncia.

O conselheiro chegou a dizer que a OAB/MS está “tentando desvirtuar o lançado no referido pedido.

Para o autor da denúncia, "a OAB, em vez de lançar mão de atitudes, quer achar pele em ovo, desvirtuando o que fora lavrado no pedido de providencias".



Quando é que estaremos livres dessas atrocidades que acontecem na nossa cara e nao fazemos absolutamente nada!!!Nepotismo, trafico de influencia.
 
Rodrigo Fróes Acosta em 23/12/2010 12:36:27
Há algum tempo o judiciário era uma espécie de fiel da balança. Nem se cogitava de algo errado pudesse ser praticado por qualquer um dos seus integrantes. Ho, no entanto, assusta-me ver denúncias quase com a mesma frequencia que ocorrem no Legislativo.
 
otoniel freire em 23/12/2010 12:09:38
QUERO DIZER AOS LEITORES DO CAMPOGRANDENEWS E PARA TODA A SOCIEDADE SUL-MATO-GROSSENSE, QUE SENDO BREVE AQUI, EXPONHO DOIS FATOS QUE PEÇO PARA QUE CONCLUAM: 01 PELO QUE SEI ATÉ A DATA DE HOJE 23 DE DEZEMBRO DE 2010, NÃO FUI NOTIFICADO PELA OAB/MS SOBRE NENHUM "PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS" OU "REPRESENTAÇÃO" POR SER FUNCIONÁRIO DA ASSENBLÉIA LEGISLATIVA, ATÉ PORQUE ESTA AFIRMAÇÃO É MENTIROSA, NUNCA FUI FUNCIONÁRIO DA CASA, SEJA NOMEADO, COMISSIONADO OU POR CONCURSO. VAI DAÍ QUE................
 
CLAUDIONOR DUARTE NETO em 23/12/2010 04:42:01
Q vergonha Mato Grosso Do Sul... Sujeira pra tudo quanto é lado. Panelinhas e panelinhas são formadas entre os sangue azuis da Oligarquia SulMatogrossense, e a plebe assiste atônita a essa bandalheira que parece não ter fim....
 
João Alfredo Da Costa em 23/12/2010 02:19:14
Lamentável situação envolvendo ética, moral e comprometimento com a justiça justamente por quem deveria representar exemplarmente a classe dos advogados.
Conselheiro e presidente de uma entidade, com razão ou não, a justiça decidirá...deveriam, no mínimo não estarem envolvidos em tal fato.
O exame de Ordem não selecionou este tipo de profissional ou não chegaram a se submetrem à tal prova...seria pedir muito para quem acostumado com "indicações e apadrinhamentos"
 
claudionor caldleira em 23/12/2010 02:17:31
Leonardo Duarte tem demonstrado sobriedade no comando da OAB/MS, e tenho convicção que, seja qual for sua decisão neste caso, estará respaldada na legislação pertinente e na honestidade que sempre acompanham os seus atos.
 
Edson Saboya Junior em 23/12/2010 02:15:22
Independente da briga, é incrível como esse pessoal faz o que quer, nomeia quem quer, deveria ser funcionário de carreira do TJ para ocupar cargo no TJ, e assim também no TCE, só assim pra acabar com esse tipo de coisa. Por que até mesmo que seja verdade a denuncia, e parece que é, com o cruzamento de favores em orgãos, como provar o nepotismo ? fica difícil, assim em contrapartida fica fácil pra esse tipo de falcatrua. Desta maneira somente funcionário concursados deveriam ocupar cargos de confiança dentro da instituição, ou será que não tem nenhum funcionário de carreira competente ? se não tiver é só fazer concurso.
 
jose antonio em 23/12/2010 02:09:52
É...o nepotismo nesse estado é uma máfia!!!
Nesse ano mesmo o ilústre Conselheiro do Tribunal de Contas, Osmar Dutra, foi alvo de noticias sobre nepotismo, empregando sua mulher, namorada de filho e um monte de gente... Eaí? Aconteceu alguma coisa??? Cade a OAB/MS???
São um monte de gente um com rabo preso com o outro...Devendo favores uns para com os outros....Vamos ver o q vai dar isso daí....kkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
TATIANA ALENCAR em 23/12/2010 02:09:34
O nepotista denunciando nepotismo! É o mesmo que assassino denunciando matador. Chega a ser engraçado, não fosse trágico. Essas famílias tradicionais, que a anos campeiam o poder, nunca ouviram falar em concurso público.
 
PAULO FORTES em 23/12/2010 01:57:06
Trabalho na Assembléia Legislativa há alguns anos, e confesso-lhes que não sei se realmente esse "SERVIDOR CLAUDIONOR DUARTE NETO" realmente trabalha na Assembleia. Indago: Se trabalha efetivamente, diz onde, em qual setor, departamento, gabinete, diretoria etc.

Qual o seu horário de trabalho efetivo, isso se realmente trabalha!! Será um gasparzinho???



Com a palavra o o Causídico Dr. Claudionor Neto e o Campograndenews...............


Feliz Natal a todos......
 
julio malta em 23/12/2010 01:50:02
MEUS AMIGOS TROCANDO ISSO EM MIUDOS,JA SABEM NO QUE VAI DAR NÉ? ISSO AI É COBRA ENGOLINDO COBRA.E FELIZ NATAL A TODOS
 
lucia helena em 23/12/2010 01:48:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions