ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Cadela com câncer e pit bull são abandonados sem comida em casa

A cadela apresentava um tumor aparentemente cancerígeno do tamanho de uma laranja em uma das mamas

Por Viviane Oliveira | 03/01/2021 10:59
Cadelinha com tumor em uma das mamas foi levada para tratamento numa clínica veterinária (Foto: divulgação / PMA)
Cadelinha com tumor em uma das mamas foi levada para tratamento numa clínica veterinária (Foto: divulgação / PMA)

Uma cadela com câncer foi resgatada pela PMA (Polícia Militar Ambiental) neste sábado após denúncia anônima que circulou nas redes sociais. O flagrante foi numa casa no Jardim das Nações, em Campo Grande.

Segundo a denúncia, o dono do imóvel havia viajado e deixado a cadela, sem raça definida, e um pit bull sem comida. Com dó, os vizinhos jogavam ração pelo portão para os animais, mas o cachorro maior agredia a cadela pequena e não a deixava comer a comida.

Quando a equipe chegou ao local encontrou a casa fechada e, segundo os vizinhos, o proprietário está viajando há mais de uma semana. Pela fresta do portão, foi constatado que o animal de pequeno porte apresentava ferimentos. Também não tinha comida nem água no quintal

Segundo a denúncia, os cachorros foram abandonados sem água e sem comida (Foto: divulgação / PMA)
Segundo a denúncia, os cachorros foram abandonados sem água e sem comida (Foto: divulgação / PMA)

Foi verificado também muitas fezes por todos os lados. A PMA, então, solicitou apoio de um chaveiro para abrir o portão e resgatou a cachorra pequena. A equipe pediu ajuda aos vizinhos para alimentar o pit bull até o dono voltar de viagem. A cadela foi levada para uma clínica veterinária, pois além dos ferimentos causados pelo cachorro, apresentava um tumor aparentemente cancerígeno do tamanho de uma laranja em uma das mamas.

Em contato com o dono do animal, ele contou que havia resgatado a cachorra da rua há 4 quatro anos, mas não a levou para tratamento do tumor. Ele afirmou ainda que deixou uma pessoa responsável por colocar alimento, porém não houve como os policiais entrar no quintal para verificar, por causa do cachorro de grande porte. No entanto, as testemunhas afirmaram que não tinha alimento para os animais, até pelo desespero deles quando era lançada a ração no quintal.

Quando retornar de viagem, o homem será autuado administrativamente e multado em R$ 2 mil. Ele também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de dois a cinco anos de reclusão por maus-tratos de cães e gatos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário