A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/04/2013 19:30

Câmeras de monitoramento na Capital não terão infravermelho

Gabriel Neris e Helton Verão
Sem visão noturna, instalação não será suficiente, disse delegado Wellington de Oliveira (Foto: Vanderlei Aparecido)Sem visão noturna, instalação não será suficiente, disse delegado Wellington de Oliveira (Foto: Vanderlei Aparecido)

A Comissão Permanente de Segurança Pública da Câmara de Vereadores cobrou a Prefeitura de Campo Grande durante audiência pública nesta quinta-feira (25) sobre a instalação das câmeras de seguranças que serão instaladas, mas não funcionarão no período noturno.

De acordo com a Prefeitura, as câmeras ainda não foram instaladas por “ajustes técnicos” e modificação na licitação, caindo de 28 para 22 câmeras. O custo será de R$ 865 mil e o bairro Los Angeles, na região sul de Campo Grande, deve ser o primeiro local a receber a tecnologia.

Entretanto a Prefeitura argumenta que só será possível monitorar no período diurno, alegando que a câmera com infravermelho, dispositivo para filmar à noite, é caro, custando de R$ 40 a R$ 120 mil cada aparelho.

A Prefeitura da Capital informou que serão 120 dias para que as câmaras sejam instaladas.

A notícia desagradou os delegados de Polícia que acompanharam a audiência na Câmara. Wellington de Oliveira, titular da 1ª DP (Delegacia de Polícia), disse que se não for para utilizar 100% da tecnologia, não há motivos para por. “Instalar essas câmeras e elas não capturarem o que acontece à noite é como comprar um Kinder Ovo para uma criança e produto não ter brinquedinho”, comparou.

“Temos que parar de brincar com a segurança pública da Capital. Não quero ver o rosto do bandido, quer ver a íris do olho dele”, reclama. “Se for para instalar como estão oferecendo, vai ser dinheiro jogado fora. A Polícia precisa ser consultada”, completa o delegado Miguel Said, também da 1ª DP.

A Prefeitura informou que o Ministério da Justiça cortou parte do orçamento previsto para a compra das câmeras, por isso o número de aparelhos caiu de 28 para 22.

“A Capital precisa desses olhos mecânicos. Se for só durante o dia não basta. O olho dos policiais não pode ser o único que garante a segurança à noite”, disse o comandante do Comando de Policiamento Metropolitano, coronel Evaldo Iahn Mazuí.

De acordo com a assessoria de imprensa do vereador Otávio Trad (PTdoB), presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública, houve encaminhamento para que as câmeras passem por uma perícia técnica. O objetivo é acrescentar o dispositivo de infravermelho nas câmeras.

Câmara debate videomonitoramento hoje à tarde
A Comissão Permanente de Segurança Pública da Câmara Municipal, presidida pelo vereador Otávio Trad (PTdoB), realiza audiência pública para discutir ...
Edital do vídeomonitoramento no Centro ficará para a próxima semana
Apesar de a publicação estar programada para esta semana, o edital com o processo licitatório para instalação do vídeomonitoramento, no quadrilátero ...


Que tal colocarem webcam, dessas de R$15,00 ? neste caso poderiam aumentar o numero de câmeras e a qualidade seria a mesma. Não é verdade?!!!

Estão zoando com a cara do cidadão....isso é deprimente!!!
 
Joao Filho em 20/05/2013 19:16:15
Senhores e Senhoras campograndenses, à partir de agora deveremos sair de casa até as 18 horas. Depois disso será prejudicial à vida!
 
Jéssica Santos em 26/04/2013 12:15:37
Se não houvesse tantos ralos, o dinheiro arrecadado seria suficiente para fazer tudo que a população precisa. O problema são os ralos (ou seriam os "ratos"?) do sistema...
 
Anita Ramos em 26/04/2013 10:39:37
Que coisa absurda!! Sem infravermelho, qual é ? Estão querendo jogar dinheiro fora.
 
Antonio Reis em 26/04/2013 09:36:02
R$ 40.000,00 por uma câmera? Se for verdade, eu vou vender câmera também.
 
Vinicius Castro em 26/04/2013 09:16:02
SE A NOITE QUE MAIS PRECISA DAS CÂMERAS....OU NÃO SABE QUE DE NOITE QUE ACONTECE OS CRIMES OS ROUBOS!!!

ESSE POLITICOS SÃO BURROS OU SE FAZEM......A POPULAÇÃO QUE TEM QUE ENCINAR ELES COMO PROCEDER PARECE QUE FAZEM DE PROPOSITO PRA VER O POVO COM RAIVA DESSAS BURRADAS QUE ELES COMETEM!!!!!!!!!
 
ellen nogueira em 26/04/2013 08:49:42
Se aprovado, isto sim deveria se tornar um caso de polícia, pois no mínimo é substimar a inteligência dos cidadões. Com a copa do mundo chegando e Mato Grosso do Sul na rota do turismo...
 
Voltaire Peretto em 26/04/2013 08:33:23
Me belisca porque eu devo estar sonhando. Câmera de Monitoramento para segurança pública sem dispositivo Infravermelho que possibilita visão noturna ? O pessoal da "segurança pública" só pode estar de brincadeira !!!! Vai vigiar só de dia !!!!! Isso só pode ser pegadinha do mallandro, né ? nhénhé !!! Falando sério agora, câmera com infra de 40 a 12 mil Reais, esse cara tá louco ? Qualquer um pode pesquisar pela internet e obter acesso tanto a informação técnicas como posteriormente a câmeras profissionais com infravermelho e concluir que esse valor está absurdamente caro. Ah tá, lembrei agora galera, porque os preços tem ser altos assim !!!! Política onera tudo mesmo !!!
 
Flávio Márcio em 26/04/2013 07:54:25
A câmera deve funcionar 24:00 hs. Monitorar somente durante o dia é jogar dinheiro no lixo. O valor aí comentado, está muito alto. Através de uma licitação honesta, o preço pode baixar, e muito!! Portanto, se não for para monitorar dia e noite, cancelem o projeto. Quem sabe o dia em que o dinheiro público for gasto de forma responsável, (62% de reajuste p/ vereadores, deputados etc.), haverá dinheiro p/ as câmeras. É uma vergonha a maneira como é tratada a coisa pública, melhor dizendo, O DINHEIRO PÚBLICO.
 
ademir gomes em 26/04/2013 07:24:05
QUE RAIVAAAAAAAA! Até quando esse povo vai fazer o que quer com os bens e verbas públicas e NINGUEEEEEEEM faz nada! Meu Deus do céu! MPEEEEEEE, MPFFFFFFFFF, bora trabalhar minha gente! É impossível que ninguém vai agir diante de toda essa verdadeira PALHAÇADA!
 
Ricardo Franco em 26/04/2013 01:21:40
Afinal de contas, estamos falando de verba da PREFEITURA ou do Governo Federal? Se é pra fazer serviço meia boca, CONTINUE TRABALHANDO NO FACEBOOK Sr. Alcides Bernal! Se é para o bem da população, da coletividade, que seja gasta a quantia necessária para garantir a segurança que é OBRIGAÇÃO da prefeitura. Afinal de contas, todos nós pagamos impostos absurdos para uma qualidade péssima de serviço nessa cidade! Faça pelo menos UMA coisa que preste e instale um equipamento com tecnologia atual. Ou, se for instalar essas câmeras ultrapassadas, pague algumas pessoas para ficarem em cima das árvores da cidade tirando foto no horário comercial. Mas com carteira assinada, por favor! Gestãozinha ridícula! MPEEEEEE, cadê vc?
 
Ricardo Franco em 26/04/2013 01:15:52
Isso é o sumulo de imbecilidade. Qualquer um de posse de um computador com internet pode verificar que cameras com infra-vermelho podem ser comprados em qualquer revenda de informatica por em torno de R$ 500-R$ 800 cada (a partir de R$ 139 na atera.com). Se chegar a R$ 10 mil (um terço do valor de um carro) alguem está superfaturando (propina?) demais. E mais: comprar camera de vigilância que só funciona de dia é dinheiro jogado fora, já que o problema da criminalidade ocorre principalmente de noite. Que a prefeitura manda refazer o edital. E se não dar, compra as cameras um por mes. Cada exemplar sozinho fica bem abaixo do limite de ter licitação obrigatório. Alias, acho licitação o sumulo de bobagem. Não impede corrupção mas impede agilidade e bom senso na hora do governo comprar...
 
Marcos da Silva em 25/04/2013 22:41:59
Estou com os Delegados Drs. Wellington e Miguel, melhor não instalar nada, ou faz bem feito ou não faz.
 
Milton Santolaia Miguel em 25/04/2013 21:44:11
Caro, e a vida da populaçao e a dos policiais, sim e carrisima.
 
Luciano Rosa em 25/04/2013 21:25:29
Mais uma inutilidade aprovada, além do que as câmeras com infravermelhos não iam encarecer tanto como eles dizem e seu funcionamento seria muito melhor. Aí tem.
 
Samuel Aguiar em 25/04/2013 21:12:40
Jogar dinheiro fora? imagine!!! Isso não acontece nesse país.
Falando sério, todos aqui sabem que político adora jogar dinheiro fora. O importante é gastar. (dizem as más línguas que sempre há uma percentagem e tal nas compras e serviços).
Então, o simples fato da aquisição em si já é o suficiente para os 'acertos'. Se o produto comprado vai resolver os problemas ou se atende às necessidades, isso é outra questão. Isso se vê depois.. E assim caminha o Brasil.
 
Paulo Botelho Pinto em 25/04/2013 21:02:04
Concordo com o delegado, tem que ter sim infravermelho.Deveriam consultar a polícia técnica ou especialista quanto a isso.Qualquer pessoa que vai investir em monitoramento de segurança é instruída comprar câmeras com infravermelho para áreas exernas.Já que vai gastar, que se compre o produto adequado a necessidade e não o que custa mais barato.
 
Marcia França em 25/04/2013 20:48:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions