A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/06/2014 14:55

Campo Grande se veste de verde e amarelo e clima das ruas é de Copa

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Robert, junto com outros três irmãos, vestiu-se de verde e amarelo e com corneta para ver jogo (Foto: Cleber Gellio)Robert, junto com outros três irmãos, vestiu-se de verde e amarelo e com corneta para ver jogo (Foto: Cleber Gellio)

Otimista e confiante na conquista hexa, os moradores de Campo Grande se vestiram de verde-amarelo e começam a entrar no clima da Copa do Mundo. Com bancos, lotéricas, órgãos públicos e estabelecimentos comerciais fechados, os torcedores já estão em clima de Copa do Mundo.

Evaldo Porto, 41 anos, colocou uma bandeira enorme no Saveiro. “A expectativa é muito grande, o brasileiro não desiste nunca e o Brasil será hexa neste ano”, comentou. “O tamanho da bandeira é o da minha esperança”, acrescentou, indo para ver o jogo da seleção na Vila Brasil, nos altos da Avenida Afonso Pena.

O Brasil estreia contra a Croácia daqui a pouco, às 16h, na Arena Corinthians, em São Paulo. É o primeiro jogo da Copa do Mundo, que termina no dia 13 de julho deste ano. 

Torcedor pega bandeira para assistir jogo com colegas de trabalho (Foto: Cleber Gellio)Torcedor pega bandeira para assistir jogo com colegas de trabalho (Foto: Cleber Gellio)
Torcedor pôs o chapéu na cabeça nas cores do Brasil (Foto: Cleber Gellio)Torcedor pôs o chapéu na cabeça nas cores do Brasil (Foto: Cleber Gellio)

Valéria Alcântara, 33, vestiu-se nas cores do Brasil junto com os quatro filhos: Rafaela, Rafaeli, Rafael e Robert. “O Brasil vai chegar na final e temos que ter fé que vai ganhar”, comentou. Além de estarem com a camiseta da seleção, cada filho estava com uma corneta na mão para promover a festa na casa do irmão de Valéria.

Na região central e nas ruas, o clima é de descontração, com motoristas buzinando e tocando corneta. A alegria toma conta da Capital.

Vestido com cachecol e chapéu nas cores brasileira, Marciano Nunes Correia, 61, afirmou que se caracterizou para dar sorte. “Toda vez que me caracterizei, o Brasil foi campeão”, garantiu, confiante que vai repetir o feito neste ano.

Com chapéu de cowboy em verde e amarelo, Erasmo Carlos, 30, está confiante na vitória hoje e na conquista da Copa do Mundo neste ano. Odair Paredes, 47, corria contra o tempo para assistir o jogo com amigos na empresa em que trabalha. Ele estava com a bandeira para reforçar a torcida.

Lojas começaram a ser fechadas às 15h, uma hora antes do jogo do Brasil (Foto: Cleber Gellio)Lojas começaram a ser fechadas às 15h, uma hora antes do jogo do Brasil (Foto: Cleber Gellio)
Vestido par ao jogo, vendedor fecha loja no Centro da Capital (Foto: Cleber Gellio)Vestido par ao jogo, vendedor fecha loja no Centro da Capital (Foto: Cleber Gellio)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions