ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  03    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Capital tem sardinha por R$ 8 o quilo e bacalhau de até R$ 149

Consumo de peixe tende a crescer na Semana Santa, que começou ontem (28) e vai até sábado (3), e na Páscoa (4)

Por Guilherme Correia | 29/03/2021 07:55
Pescado a mostra em peixaria de Campo Grande (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Pescado a mostra em peixaria de Campo Grande (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Pesquisa de preço encontrou variação de até mais de 318% em um único produto, nas principais peixarias de Campo Grande, no período antecedente às tradicionais datas da Semana Santa e Páscoa. No total, foram analisados 35 produtos - entre peixes de água salgada e doce, além do tradicional bacalhau.

A "sardinha inteira com vísceras" aparece por R$ 36,39 no Carrefour, enquanto o mesmo exemplar pode ser adquirido no Extra da Maracaju por R$ 8,69 - ou seja, é produto com maior variação na precificação.

Já o peixe com valor mais padronizado é a curimba eviscerada, vendida a R$ 16 na Peixaria do Beto, na Rua Spipe Calarge, e por R$ 14,90 na Peixaria do Aero Rancho, que fica na Rua Presidente Tancredo Neves.

O quilo do bacalhau Porto sai por R$ 149 no Comper, sendo que o mesmo produto pode ser encontrado por R$ 69,90 no Fort Atacadista. Ainda entre esse tipo de pescado, o mais barato é o bacalhau lasca, com preço indo de R$ 39,90 no Extra e R$ 57,90 no Comper.

O peixe de água doce mais caro que foi relacionado pelo levantamento é o pintado, cujo quilo do filé custa R$ 55 na Peixaria MS e R$ 35 na Peixaria Matias. Por fim, entre os de água salgada, o filé do salmão é o mais caro e sai por R$ 53 na Peixaria Rio Sul e R$ 104,90 no Carrefour.

Ao menos 11 tipos de peixe não têm diferença nos preços dos estabelecimentos visitados pela pesquisa, e cinco tiveram variação superior a 100%.

Pesquisa - Equipe do Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), órgão vinculado a Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), fez levantamento em 13 estabelecimentos da Capital, entre 22 a 24 de março.

Portanto, preços já podem ter sofrido alteração ou vir a sofrer mudanças ao longo da semana. Para conferir toda a lista com os produtos pesquisados, clique aqui.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário