A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/01/2016 15:46

Casal é preso com 200 kg de maconha após deixar rastros de outro crime

Alan Diógenes
Francisco disse que a mulher é inocente. Ela falou que sabia que ele traficava, mas não fez nada para o impedir. (Foto: Simão Nogueira)Francisco disse que a mulher é inocente. Ela falou que sabia que ele traficava, mas não fez nada para o impedir. (Foto: Simão Nogueira)

Um casal de traficantes foi preso após deixar rastros do furto a uma distribuidora de bebidas localizada no Bairro Guanabara, em Campo Grande, na madrugada desta terça-feira (19). Policiais da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) chegaram ao paradeiro deles depois de investigar o crime e encontrar residência onde estavam, onde havia 228 tabletes de maconha, totalizando 200 quilos da droga.

Conforme o delegado Reginaldo Salomão, responsável pelo caso, a equipe foi chamada para averiguar um furto de bebidas na distribuidora Rotele. No local, os policiais viram os rastros dos ladrões e começaram a seguir as marcas.

As pegadas levaram a uma residência vizinha, à empresa, na Rua Cotoxó, onde estavam Francisco Modesto Vicente, 22 anos, Simone de Oliveira Gimenez, 28, esposa dele, e Alexandre de Oliveira Gimenez, 26, o cunhado. A mulher foi quem atendeu os policiais e disse que eles só poderiam entrar na casa se apresentassem um mandado de prisão.

Ao perceber a movimentação, Alexandre saiu correndo e pulou o muro atrás da residência. Neste momento, o casal também correu para dentro da casa, os policiais foram atrás e encontraram os tabletes de maconha em um dos cômodos, além de uma escopeta italiana calibre 12 embaixo do colchão.

“Para vocês terem noção, a arma é semiautomática e seu raio de destruição atinge mais de 3 metros. Dependendo da mira, um disparo da arma pode matar até quatro pessoas ao mesmo tempo. Ela é numerada e estamos investigando sua procedência”, explicou o delegado.

O delegado disse ainda que, devido à uma mudança na legislação, ele não pode colher o depoimento dos acusados sem a presença dos advogados, por isso não sabe qual seria o destino da droga. Como a família dos acusados não apresentaram os advogados, eles serão ouvidos na presença de um juiz.

O casal está detido na Derf e vai responder pelo crime de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Já Alexandre está foragido.

Alexandre e Francisco já possuem passagem pela polícia; Francisco por tráfico de drogas. Ele disse à imprensa que Simone não cometeu nenhum crime e precisa ser liberada para cuidar do filho deles de um ano. Simone falou que sabia que o marido traficava, mas não fez para o impedir

Francisco disse ainda que comprou a escopeta por R$ 8 mil para sua proteção. Em relação à droga, ele afirmou que revenderia em São Paulo, Rio de Janeiro e no Paraguai. Francisco negou o furto à distribuidora de bebidas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions