ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 14º

Capital

Casal é preso com drogas e 36 munições que seriam de agente penitenciário

Agente está afastado para tratar problemas psiquiátricos e negou ter entregue as munições

Por Alana Portela | 10/06/2021 07:07
Viatura da polícia em frente da Cepol de Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)
Viatura da polícia em frente da Cepol de Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)

Uma mulher de 32 anos e um homem de 39 anos foram presos em flagrante com drogas e 36 munições de calibre 40, que seriam de agente penitenciário federal. A prisão aconteceu na madrugada de hoje (10), no bairro Jardim Colibri em Campo Grande.

O casal estava dentro de um carro VW Gol estacionado. Ao avistar a viatura da Polícia Militar, o motorista se abaixou. Atitude despertou a suspeita dos policiais que o abordou os dois em seguida.

Durante a revista pessoal, os policiais apreenderam com o motorista duas munições calibre 40. Já no veículo foi encontrado um tablete de maconha de 240 gramas no assoalho onde estava a passageira.

No carro também foi achado uma porção de pasta base de cocaína, mais 34 munições de calibre 40 e uma bolsa feminina roubada que estava no porta-malas.

 Ao serem questionados sobre as munições, a mulher disse que pegou na casa do ex-marido que é agente penitenciário federal, já o cúmplice deu uma versão diferente dizendo que comprou o armamento na rua pelo valor de R$ 180,00.

O casal levou a polícia até o local onde mora, num quarto de casa abandonada no bairro Pioneira. Por lá ainda foram encontrados mais 13 papelotes de basta base de cocaína e 5 porções de maconha.

Em seguida, os policiais foram até a casa do agente penitenciário que afirmou conhecer o casal, mas negou ter entregado as munições alegando que está afastado do serviço para tratar problemas psiquiátricos. Ele ainda disse que seu armamento e munições foram entregues na unidade penal federal.

O casal foi preso em flagrante e levado para a Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada) e vai responder pelos crimes de tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma de fogo. Já as drogas, munições e até uma balança de precisão encontrados com o casal foram entregues na Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário