A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/06/2011 11:37

Em enterro de vítima de acidente no Tiradentes, amigos pedem calma no trânsito

Viviane Oliveira
Parentes e amigos acompanharam o enterro. (Foto: Simão Nogueira)Parentes e amigos acompanharam o enterro. (Foto: Simão Nogueira)

Centenas de pessoas acompanharam o enterro, no cemitério das Palmeiras, de Ivacir Coutinho dos Santos Queiroz, que morreu na manhã de ontem (22). O acidente de trânsito ocorreu na Avenida Marques de Pombal, esquina com a Rua Candido Barros, no bairro Tiradentes, em Campo Grande. Ivacir tinha 49 anos e era acadêmica do 5° semestre de Fisioterapia na Unaes.

Muito abalado, o esposo da vítima, Juscelino Queiroz, 50 anos, disse que hoje de manhã deu a notícia da morte da mãe para a filha, Adriane dos Santos Queiroz, de 17 anos, que estava junto com Ivacir no momento da colisão. “Foi muito choro, muito grito”, disse Juscelino. Ivacir deixou três filhos e o esposo.

Amigo da família, Angelo Montanher Neto, 50 anos, lamenta a morte da Ivacir. “O ser humano tem que tratar o veículo como condução e não como uma arma. Hoje é o que está acontecendo no trânsito de Campo Grande, os veículos estão tirando a alegria das famílias”.

“As pessoas tem que aprender a sair mais cedo de casa, e não fazer das ruas uma pista de corrida”, lamenta Jurandir Rodrigues, de 54 anos, presidente do bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo e amigo da família.

Amigos - Professores e amigos de faculdade fizeram uma homenagem para Ivacir durante o velório.

“Ela era muito estudiosa, esforçada, trabalhadora, só tirava notas boas e tinha um sonho de ser uma grande fisioterapeuta”, disse a acadêmica de fisioterapia, Letícia Alves, 23 anos.

Segundo ela, foi feita uma oração de agradecimento por Ivacir ter feito parte da vida de todos na Universidade.

Acidente - Ivacir pilotava uma moto Biz, de placa HTH-7477, e tinha como passageira a filha, Adriane. As duas foram atingidas pela caminhonete de placa HRC-4218, de Camapuã, conduzida por João Vasconcelos, de 49 anos.

O motorista disse que seguia pela Rua Candido Barros e ao atravessar a Avenida Marques de Pombal acabou colhendo a motocicleta. Ivacir chegou a ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas morreu ainda na ambulância.

Adriane fraturou a perna e o pulso. Ela está internada na Santa Casa e a semana que vem deve passar por uma cirurgia. Juscelino disse que segundo os médicos a menina deve ficar internada durante 15 dias, mas vai precisar de no mínimo seis meses para recuperar do acidente.



QUE SR NUNCA SINTA O QUE ESSA FAMILIA ESTA SENTINDO AGORA , VE SE QUANDO NÃO TIVER SEGURANÇA NO TRÃNSITO PARE E PENSE NO QUE PODE CAUSAR SR. SEM CUIDADO MEUS SENTIMENTO A ESSA FAMILIA!!!!
 
Giselda Lopes de Lima Saravy em 24/06/2011 11:11:54
ESTE MOTORISTA NAO TA NEM AI PELA VIDA QUE TIROU, PIOR QUE PESSOAS COMO ELE EXISTEM BASTANTE, VERDADEIROS ASSASSINOS ATRAS DO VOLANTE, MATAM E DIZEM QUE FOI UMA FATALIDADE, E BOM O DIRETOR DE TRANSITO DA CAPITAL COMPRAR BASTANTE TINTA PARA PINTAR AS ESTRELAS
PORQUE VAO MORRE MUITAS PESSOAS AINDA, ENQUANTO NAO TRATAR ESTAS PESSOAS COMO ASSSASSINOS E COLOCA-LAS NA CADEIA! QUE DEUS TENHA PIEDADES DE NOS! COMO E TRISTER VER UMA FAMILIA SOFRER ASSIM!




 
LUIZ CARLOS em 24/06/2011 11:11:36
Exatamente Silvia , qndo se tira uma CNH vc estuda e pratica em varios horarios , testes cm iluminação de caminhao no seu rosto , portanto não ha justificativa , foi uma fatalidade por imprudencia e irresponsabilidade do motorista , meus pesames a familia !!!!
 
Tatiane M. de Oliveira em 24/06/2011 09:18:08
Na minha Opnião enquanto a Justiça não agir de forma mais rigorosa para punir esses infratores selvagens, vai continuar morrendo gente nesse transito todos os dias. Garanto que não vai acontecer nada com esse Cidadão a qual destruiu essa familia,matando sonhos e trazendo tristesas a mais uma familia campograndense. Igual o outro episódio da Av. Interlagos onde uma vida inocente foi ceifada por causa de marginais tirando Racha, vai acabar dando em nada, passa ai um ano e eles vão estar novamente nas ruas fazendo as mesmas coisas!!! AUTORIDADES JA ESTA NA HORA DE REFORMAR ESSAS LEIS DE PUNIÇÃO P/ ESSES TIPOS DE CRIMES NO TRASITO. ESSES INFRATORES MERECEM CADEIA E NÃO É POUCOS ANOS NÃO, UNS 10 ANOS DE CADEIA EU CREIO QUE VÃO APRENDER A LIÇÃO!!!!!
 
Fernando de Paula em 24/06/2011 09:02:12
q triste,minha solidariedade aos familiares,posso dizer pq sei o tamanho da dor q sentimos ao perder um ente querido,a 6 anos perdi meu pai em um acidente de carreta,e toda vez q leio uma noticia de acidente,logo lembro do meu pai e da dor da saudade,sinto muito or todas as pessoas q perdem familiares nesses acidentes.
 
rosangela rodrigues dasilva em 24/06/2011 07:43:41
o desamamento,veio na sociedade,uma forma diminuir o crime, valido, porémo transito
vem sendo campeão,são inocentes,vitama do abuso motirista inpudente,irrsponsavél,
familia sendo destruidas, morte,ao seu redor,voce sai rua para trabalhar não sabem ser volta ou não.
fica ai uma perguntar até quando ,seremos vitima desta arma sem balas,sem consciencia,onde estão autridades, fazedores lei,projetos;melhor e a vida....que deus abrençoem esta familia,e outras.......
 
adão de arruda sales em 24/06/2011 04:09:12
O transito de Campo Grande ,esta sem condições,,,é uma verdadeira palhaçada,,,o sr,chefe do transito,,é um elemento,que não tem formação nenhuma de transito,é cargo politico.As motos então,,nem se fala,,é um absurdo,,,.Mas,,quem mata em qualquer lugar,,deve responder por HOMICIDIO,,o que não acontece.Bem disse o sr prefeito,,,É CASO DE EDUCAÇÃO,,E DE FISCALIZAÇÃO..o que nnunca ocorre.Eu ja fui ameaçado,chingado,e até quase agredido,por tentar fazer a coisa certa. AQUI,ENGENHARIA DE TRANSITO,,É TOTALMENTE DESCONHECIDA.
 
Marco /antonio Alvissi em 23/06/2011 05:55:33
O motorista da caminhonete disse que parou e não viu a vítima por causa do sol das 7:00 da manhã que atrapalhou a sua visão.
Lamento dizer que isso não justifica porque fizemos o mesmo trajeto as 7 e o sol nem está tão forte assim o que daria visibilidade. Portanto, mais um exemplo de imprudência e a total falta de atenção deste mau condutor que resultaram na gravidade do estado de saúde da filha e na perda da mãe ,essa pessoa que era muito querida entre nós.
 
silvia chermont em 23/06/2011 02:03:54
infelizmente eu conhecia a Iva e a sua familia, deixo aqui os meus pesames a familia, a vc Rosangela que á a irma dela, daqui da Espanha eu li a reportagem e fiquei muito chocada, que Deus possa consolar o coraçao da familia e que haja mais conciencia nesse transito brasileiro.
 
janete de paula em 23/06/2011 01:08:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions