A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/02/2016 12:30

Central diz que hospital era obrigado a receber idoso

Natalia Yahn

A internação do idoso Sebastião Nogueira da Silva, 62 anos, que morreu na madrugada de hoje (22) após aguardar 8 horas por uma vaga no HU (Hospital Universitário), de Campo Grande, estava autorizada pela Central de Regulação Estadual e era prioridade zero – quando deve acontecer, mesmo quando não existe vaga.

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou que HU e HR (Hospital Regional) foram acionados para disponibilizarem a vaga. Mesmo assim o paciente aguardou das 16h30 de ontem (21) até a 0h40 dentro da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) móvel que ficou na porta do HU para então ser encaminhado para o HR. Ele morreu apenas 20 minutos após ser internado e chegou ao hospital escoltado pela Polícia Civil.

A condição de emergência do caso obrigava o HU a disponibilizar a vaga no CTI. Porém a SES explica que por conta da superlotação dos dois hospitais, que a espera dentro da unidade móvel teria sido necessária, por ser o único local com condições de abrigar o paciente durante a espera.

O HR tem 29 leitos de UTI adulto, hoje todos estão ocupados e não foi informado pela SES se outras pessoas aguardam por vagas. A Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), que administra o HU foi procurada pela reportagem para falar sobre o caso, mas até o fechamento desta reportagem não deu retorno sobre os questionamentos feitos.

Caso – O paciente foi transferido do hospital de Costa Rica, a 400 quilômetros da Capital, ontem (21) ao meio dia. E após enfrentar uma viagem de 4 horas e 30 minutos, aguardou por uma vaga para ser internado até 0h40, do lado de fora do HU. A vaga para internação no HR foi disponibilizada pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), após o HU se recusar a internar o paciente.

A secretaria de Saúde de Costa Rica, Adriana Tobal, afirma que o idoso tinha uma vaga reservada desde que deixou o município. "A todo momento eu estava em contato com a central de regulação de vagas, e ele só veio para Campo Grande porque tinha a vaga disponível. Chegando na Capital aconteceu toda essa confusão. A polícia quase deu voz de prisão para o médico do HU. Mas em seguida o Estado conseguiu esta vaga no HR. Porém ele faleceu logo após dar entrada".

O estado de saúde de Sebastião era grave e ele precisava de um leito no CTI (Centro de Terapia Intensiva). "Ele deu entrada ontem (21), às 8 horas com insuficiência respiratória e renal, foi estabilizado e entubado. Ele precisava ir para o CTI, e nós não temos em Costa Rica", afirmou Adriana.

O corpo de Sebastião vai retornar para o município, onde será velado na capela pública, ainda sem horário previsto para ter início. O sepultamento será no cemitério municipal, também sem horário definido para acontecer.

O delegado HoffmanD'ávilla, que atendeu a ocorrência, informou que a família procurou a delegacia por volta das 22h relatando que o idoso respirava com ajuda de aparelhos e estava dentro da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) móvel, do lado de fora da unidade esperando um leito.

Se a viatura fosse desligada ou o combustível acabasse, o idoso morreria, pois dependia do aparelho para continuar respirando. A vítima chegou a ter uma parada cardíaca dentro da ambulância e foi reanimada pelos socorristas. A autoridade policial, então, foi até o hospital para verificar a omissão de socorro e, em contato com o médico plantonista, foi informada de que não tinha vaga.

Segundo o delegado, o caso não configura como omissão de socorro, porque o idoso conseguiu atendimento. Porém, os familiares podem registrar boletim de ocorrência para que seja investigada a demora, que acabou resultando na morte do paciente. “Até porque a filha da vítima estava com uma guia de internação, documento que informava a liberação da vaga”, detalha Hoffman.

Idoso que aguardou vaga por 8 horas morre ao ser internado em hospital
O idoso Sebastião Nogueira da Silva, 62 anos, que aguardou durante oito horas por uma vaga no HU (Hospital Universitário) de Campo Grande, morreu na ...
Idoso em estado grave espera por vaga no HU dentro de ambulância, diz secretária
A espera pela internacão de um paciente idoso, em estado grave, no Hospital Universitário, em Campo Grande, revoltou a secretária de Saúde de Costa R...
Idoso vai buscar atendimento e morre próximo a unidade de saúde
Homem de 61 anos morreu na manhã de hoje (16), quando seguia para o Posto de Saúde do Nova Bahia, para buscar atendimento médico. Cícero Pedro dos Sa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions