A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

22/11/2014 10:25

Chuva e mudança de local causam baixa procura por vacina

Michel Faustino
Ponto de imunização montado na  Rua Barão do Rio Branco teve pouca procura na manhã de hoje. (Foto: Simão Nogueira)Ponto de imunização montado na Rua Barão do Rio Branco teve pouca procura na manhã de hoje. (Foto: Simão Nogueira)

A procura pela vacina de poliomielite e sarampo ainda permanece pequena durante a amanhã deste sábado (22) em Campo Grande. Hoje acontece em todo o país o segundo “Dia D”de imunização contra as duas doenças.

A chuva que caí durante toda a manhã na Capital ocasionou a baixa procura em um dos pontos de imunização montado na Rua Barão do Rio Branco, esquina com a 14 de julho. Apenas seis crianças foram imunizadas durante o periodo da manhã.

Inicialmente o posto de atendimento central seria instalado na Praça Ary Coelho. No entanto, o local ainda permanece fechado para reformas e instalação das luzes de Natal e final do ano.

Na Capital, além das 80 unidades de saúde, foram instalados para o Dia D diversos pontos de imunização pela cidade. Há unidades volantes nas lojas da rede de supermercados Comper, Atacadão, Hipermercado Extra, Walmart, Norte Sul, Shopping Campo Grande e Pátio Central

No Shopping Campo Grande, o posto de vacinação do Dia D estará localizado no corredor próximo ao Carrefour e funcionará das 10h às 22h. É importante que os responsáveis tenham em mãos a carteira com o histórico de vacinas da criança.

A meta do Ministério da Saúde é imunizar pelo menos 95% do público-alvo, o que em Campo Grande significa vacina 54.155 crianças, de seis meses até próximas de completar cinco anos de idade, contra a paralisia infantil, e 47.385 crianças de um ano a menores de cinco anos contra o sarampo.

Até agora, apenas 45% da meta atingida para imunização contra poliomielite e 39% da meta do sarampo foi atingida em Campo Grande.

A gerente do serviço de imunização da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Cássia Kanaoka, reitera que a campanha segue até o dia 28 nas unidades básicas de saúde que funcionam das 8h ao meio-dia e das 13h às 17h, de segunda à sábado.

Ela reforça o pedido para que os pais aproveitem o atendimento estendido proporcionado durante o Dia D para imunizar os filhos contra as duas doenças.

Doenças - A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave e a única forma de prevenção é por meio da vacinação. Na maioria dos casos, a criança adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar. A única forma de prevenção também é por meio da vacina.
A apresentação da carteira de vacinação é obrigatória e importante para atualização de dados.

Alérgicos - Crianças com alergia a leite de vaca não deverão tomar a vacina tríplice viral - contra sarampo, rubéola e caxumba - nesta campanha de vacinação, segundo orientações do Ministério da Saúde. A recomendação foi feita depois de surgirem casos de reação alérgica após a vacinação em crianças com alergia a leite.

O Ministério da Saúde informou que crianças alérgicas a leite de vaca serão vacinadas depois do final desta campanha, mas as datas da vacinação dos alérgicos ainda não foram definidas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions