A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/09/2012 10:24

Chuva traz de volta problemas de alagamento em pontos já conhecidos -

Paula Vitorino e Mariana Lopes
Moradora enfrenta rua alagada. (Fotos: Rodrigo Pazinato)Moradora enfrenta rua alagada. (Fotos: Rodrigo Pazinato)
Veículos passam em esquema de revezamento pelo local. Veículos passam em esquema de revezamento pelo local.

Depois dos vários dias de estiagem, a chuva forte que teve início nesta madrugada retomou antigos problemas de Campo Grande, como a inundação do lago do Rádio Clube Campo e a erosão na Spipe Calarge, que atingem a região da Vila Carlota.

“A hora que saí de casa com a chuva já tinha certeza que ia encontra isso. Sempre foi assim. A gente fica com medo de passar porque a pista está coberta de água e ninguém sabe a situação da via”, diz o corretor Félix Batista, de 59 anos, que mora na região há 25 anos.

A pista está alagada e a passagem de veículos no local acontece de forma revezada. A Defesa Civil está no local e orienta os motoristas a passarem pelo meio da pista, um veículo por vez.

De acordo com a Defesa, existe risco de cair parte da margem da via, do lado contrário da pista onde fica a calçada do Rádio.

“Eu já tinha visto pela televisão a rua alagada, mas nunca vi pessoalmente desse jeito. Fiquei com medo da pista cair”, diz a doméstica Regina da Silva Paixão, de 32 anos, que atravessou o local de bicicleta.

Os problemas de inundação no local são causados pelo assoreamento do lago, que constantemente transborda com as chuvas, e pelo desmatamento e falta de drenagem adequada do córrego Bandeiras, que causou erosão às margens da Spipe Calarge.

Obras - Em reportagem de abril do ano passado o Campo Grande News mostrou que a erosão no local, que começou pequena em meio a mata, estava tomando conta da área e preocupando os moradores.

Parte do asfalto chegou a cair e o trecho passou por obras emergenciais. A Prefeitura anunciou que as obras no local seriam incluídas no pacote do PAC 2 Cabaça, com recuperação da mata, drenagem e construção de barragem.O orçamento do projeto da área é de R$ 9 milhões.

No entanto, as obras não devem estar prontas para o próximo Verão, já que só começaram a cerca de um mês e ainda estão na etapa inicial, de interrupção do fluxo do córrego na área para os trabalhos.

Segundo o secretário de Obras do município, João de Marco, a demora foi devido a espera de liberação do recurso do Governo Federal.

O projeto prevê recuperação da mata nativa do córrego, que começa no bairro Rita Vieira e vai até o encontro com o córrego Anhanduí. Será feita drenagem das águas, recuperação da erosão e uma barragem para conter o fluxo da água.

Mas ainda assim o secretário frisa que o problema de alagamento do lago só será resolvido quando for concluído o desassoreamento, que é de responsabilidade do Rádio Clube Campo.

Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Isso é resultado de asfalto de má qualidade,ta na hora da nossa capital mudar,nao continuar nessa mesmice que impera a muito tempo!
 
Leandro Haddad em 21/09/2012 12:20:11
Feliz no comentário Jane, mas uma pena que nem todo mundo da importância para um comentário que nem o teu.
 
francisco carlos em 21/09/2012 11:33:31
Concordo com a Jane em genero, numero e grau. Conscientização ninguem tem, mas espirito de jogar a culpa em outro isso tem!!!
 
Klebber Silva em 21/09/2012 11:31:37
engraçado a população, ninguém assume que joga o lixo na rua pela janela do carro ao invés de levar e jogar no lixo em casa, mais a prefeitura tem que colocar lixeira, tem sim só que tem os vândalos que quebram as lixeiras e que são filhos de nos cidadãos. Ah colocar o lixo no saco não tbem não da é melhor queimar no dia bem seco. Gente o poder publico tem obrigação mais todo cidadão tambem tem.
 
jane fernandes souza em 21/09/2012 11:01:03
Super importante o comentário da Jane, é fácil apontar os erros em administração, em má qualidade de produto, mas na hora de olhar pelo próprio erro, ao se desfazer de lixo de forma muuuuuuuuuuuuito pouco racional, de não trabalharmos a educação de nossos filhos ao tb faze-lo, não fazemos e como diz minha avó,enrola-se o rabo e puxa o do próximo, Q feio! Vamos nós fazer nossa parte, lixo no lixo
 
Marta Serpa em 21/09/2012 01:09:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions