A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

20/04/2017 12:07

Chuvas atrapalham cronograma de obras na rotatória da Via Parque

Paulo Nonato de Souza e Richelieu de Carlo
Por conta das chuvas, as obras para o ordenamento do cruzamento da Via Parque com Mato Grosso estão paradas deste ontem (Foto: Alcides Neto)Por conta das chuvas, as obras para o ordenamento do cruzamento da Via Parque com Mato Grosso estão paradas deste ontem (Foto: Alcides Neto)

Em tom de lamento pelas chuvas em pleno mês de abril, o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Janine de Lima Bruno, já admite a possibilidade de atraso na conclusão das obras de reformulação da rotatória e ordenamento do trafego de veículos no cruzamento das avenidas Via Parque e Mato Grosso.

“Nunca tivemos um abril tão molhado em Campo Grande. Difícil lembrar de um dia em que não houve chuva este mês”, disse Janine Bruno, ao falar sobre o andamento das obras. Hoje completa um mês que as obras foram iniciadas com a promessa de serem concluídas em até 90 dias.

Segundo o diretor da Agetran, nos trechos que precisam de asfalto o solo tem que estar compactado, e por conta disso a condição ideal não pode ter umidade. Isso significa que após cada chuva, ressaltou o prefeito Marquinhos Trad, são necessários de dois a três dias de sol intenso.

Vista da Avenida Mato Grosso, na região da Via Parque, sob chuva na manhã desta quinta-feira (Foto: Alcides Neto)Vista da Avenida Mato Grosso, na região da Via Parque, sob chuva na manhã desta quinta-feira (Foto: Alcides Neto)

“A questão é que está chovendo todos os dias. Com 30 dias de obras atingimos 1/3 do tempo planejado, e essas chuvas podem atrapalhar a previsão de prazo”, admitiu Janine de Lima Bruno.

Histórico - Antes de as obras serem iniciadas, o prazo oficial de conclusão anunciado pela prefeitura foi de 90 dias. Em entrevista ao Campo Grande News, no dia 17 de março, Janine de Lima Bruno disse que a expectativa era reduzir esse limite para 70 dias.

O projeto prevê a instalação de semáforos no cruzamento, além de redução da rotatória para 20 metros de diâmetro e dos canteiros centrais, além de alterações no canteiro central da Mato Grosso a partir da rotatória, 80 metros no sentido da Avenida Ceará e até a Avenida Antônio Teodorowich, sentido bairro Carandá Bosque.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions