A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/12/2014 17:37

Chuvas deixam ruas "intransitáveis" e alarmam motoristas com crateras

Motoristas não conseguem desviar de buracos que estão por todos os bairros. O serviço de tapa-buracos não resolve mais o problema.

Vania Galceran
Buraco na Rua Leônidas de Matos, no bairro Santo Antônio. (Foto: Marcelo Calazans) Buraco na Rua Leônidas de Matos, no bairro Santo Antônio. (Foto: Marcelo Calazans)

Crateras no meio da rua, mato alto, pedras e buracos que só aumentam, fazem parte do dia-a-dia dos moradores que vivem no Parque Lageado em Campo Grande. Um morador que , preferiu não ter o nome divulgado, enviou fotos e um vídeo à redação via WhatsApp e relatou que a chuva de ontem (16) a noite foi capaz de alagar toda a rua. Se fosse mais forte, o morador conta que o bairro fica tomado pela água que desce de outros bairros vizinhos, sendo impossível sair para o trabalho ou chegar em casa.

As solicitações junto a prefeitura se acumulam, para que a região passasse por um asfaltamento ou cascalhamento, mas até agoa nada foi definido.

Nossa reportagem foi a campo e conversou com mais moradores do bairro Lageado que reclamam das ações que a prefeitura deixou de fazer na Avenida JoãoSeringardi com a SilvioSelingard. O mato cresce no meio da rua e quando chove, toda enxurada desce para a rua formando enormes valetas e poças de lama, acumulando sujeira e a proliferação de mosquitos.

No meio da rua há uma cratera que, com o passar dos dias e acúmulo de chuva, aumenta e põe em risco moradores que transitam a pé, de bicicleta e até de carro. Além disso a iluminação pública é precária, a noite a escuridão toma conta colocando em risco a chegada de muitos moraores que chegam do trabalho, da escola e da igreja.
Seu Antônio Soares (41), eletricista disse que a rua onde mora,a Benedito Maia, precisa urgente de uma limpeza , remoção do lixo , um motonivelamento e cascalhamento . Ele disse ainda que já se dispôs a fazer um mutirão de limpeza, já que a prefeitura não tem dado a atenção que precisam.

Um outro problema parecido vivem os moradores do Bairro Santo Antônio. Há um ano Dona Ercília Arce(52) teve que refazer toda a parte da frente da casa onde mora com a família há 35 anos. Além dos enormes buracos no asfalto, a enxurrada que desce pela Rua Antônio João Ferreia segue sendo um problema para quem vie nessa região.

No cruzamento com a Leônidas de Matos o problema já foi muito mais grave. Depois de sofrer com alagamentos nessa época do ano, grande parte dos moradores aterrou e refez opartes da casa para proteger suas residências. " Eu já perdi tudo, móveis, roupas e sofri muito, por isso decidi eu mesma cudiar da minha casa", disse Ercília.

A rua Taquari, principal via de acesso no Santo Antônio passou recentemente por um tapa buraco, que deixou o asfalto com desnível, causando transtorno para os motoristas que trafegam pelo local. Nos portões das casas muitas placas de VENDE-SE, penduradas mostram que os moradores do Santo Antônio estão preferindo mudar de região , já que o problema se repete há anos e não esperança para uma solução definitiva.

Já no bairro Monte Carlo, região de classe média na Capital, as ruas também apresentam um péssimo estado. Nossa reportagem conversou com Geovana Lemes, ela mora na rua Luciane, próxima da Santa Bárbara, no bairro Monte Carlo. Geovana e a família contam que o bairro não tem um recapeamento há mais de dez anos,e apenas as operações de tapa-buracos não resolvem, apenas amenizam os problemas que a cada chuva, só aumentam.

No Lageado, Dona Maria quer asfalto em frente a casa nova. (Foto: Marcelo Calazans)No Lageado, Dona Maria quer asfalto em frente a casa nova. (Foto: Marcelo Calazans)

Dona Maria Corrêa de Araújo (57), aposentada, mora no bairro há um ano. Ela e o esposo que é pedreiro resolveram construir a casa própria com muito trabalho. Dona Maria mora na Avenida João Seringardi, a principal do bairro e também a que mais sofre em época de chuva. Ela conta que caminhões da prefeitura vez ou outra aparecem, descarregam um cascalho e não voltam tão cedo. 

"Eu e meu esposo trabalhamos muito pra construir nossa casa, está tudo novinho, caprichado, meu marido mesmo foi quem construiu, meu sonho é que o asfalto passe aqui na frente e eu não veja mais meus vizinhos levantando móveis e sofrendo com a enxurrada. Uma avernida tão bonita assim , deveria ter mais atenção da prefeitura", desabafa dona Maria.

Rua Benedito Maia, no Parque Lageado está intransitável. (Foto: Marcelo Calazans)Rua Benedito Maia, no Parque Lageado está intransitável. (Foto: Marcelo Calazans)
Motoristas enfrentam buracos enormes ao transitar pelas ruas da Capital. (Foto: Marcelo Calazans)Motoristas enfrentam buracos enormes ao transitar pelas ruas da Capital. (Foto: Marcelo Calazans)
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Qual a rua de Campo Grande - MS que não tem buraco? Isto que nós temos aqui não é asfalto.
 
francisco josé vidal em 17/12/2014 19:58:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions