A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

16/12/2016 12:16

Com clima de tensão na Máxima, Agepen garante estar 24h em alerta

Viviane Oliveira
Penitenciária em dia de visita (Foto: Arquivo/Fernando Antunes) Penitenciária em dia de visita (Foto: Arquivo/Fernando Antunes)

Após motim, tentativas de fugas e suicídios, o clima é tenso no Estabelecimento Penal de Segurança Máxima Jair Ferreira de Carvalho, no Bairro Noroeste, em Campo Grande. Desesperados, familiares afirmam que o PCC (Primeiro Comando da Capital) mandou um 'salve' ordenando as execuções e que presos de facção rival precisam ser transferidos com urgência.

Segundo o diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Prisional), Ailton Stropa Garcia, já foram feitas as mudanças necessárias. O número de presos transferidos e o local para onde foram não serão divulgados por questão de segurança.

A guerra entre os presos que resultou em motim no pavilhão 6 na noite de quarta-feira (14), teria começado depois que detentos impediram o cumprimento de uma ordem de execução de outro interno, que havia partido do PCC (Primeiro Comando da Capital). Os detentos ameaçados são integrantes da facção carioca Comando Vermelho, ex-aliada dos paulistas do PCC, mas que recentemente romperam a parceria.

As ocorrências das últimas semanas têm gerado pânico entre os familiares dos presos. “Não sei mais a quem recorrer. Estou com muito medo do que está para acontecer com meu esposo. Ele vem sofrendo ameaças todos os dias. Isso é uma agonia”, diz. A mulher afirma que o marido estava na Máxima e há 4 meses foi transferido, mas mesmo assim vem sofrendo ameaças de morte.

Segundo a irmã de outro preso, a informação é de que internos ligados ao PCC vão invadir o “Seguro” onde ficam presos que não tem convívio com os demais. “Vai ter uma chacina no presídio”, lamenta.

Ainda conforme o diretor-presidente, foi montado um esquema especial para o mês de dezembro. “Estamos 24 horas atentos. O serviço de inteligência trabalhando a todo vapor, acompanhando tudo minuto a minuto”, afirma. Segundo o ele, no domingo o dia de visita será normal. 

Na madrugada desta sexta-feira (16), mais 2 detentos da penitenciária foram flagrados tentando fugir após serrar as grades da cela onde estavam. Segundo caso, na mesma semana. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions