A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

16/12/2016 10:54

Na 2ª tentativa de fuga da semana, presos são pegos ao serrar grades na Máxima

Rafael Ribeiro
Dupla foi flagrada pelas câmeras por agentes enquanto tentava pular o muro (Foto: Alcides Neto)Dupla foi flagrada pelas câmeras por agentes enquanto tentava pular o muro (Foto: Alcides Neto)

Mais 2 detentos da penitenciária Jair Ferreira de Carvalho, a Máxima, foram flagrados na madrugada desta sexta-feira (16) tentando fugir após serrar as grades da cela onde estavam.

Segundo a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), agentes penitenciários observaram pelo videomonitoramento o momento em que os dois, de 45 e 39 anos, tentavam pular o muro.

Avisada pelos agentes, a Polícia Militar deteve os detentos. “(Os agentes) foram perspicazes em suas observações e, mais uma vez, mostraram o trabalho de excelência de nossa instituição”, diz o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, em nota.


Os dois detentos foram isolados em cela disciplinar e um procedimento administrativo foi instaurado para apurar o caso. Segundo Stropa, um dos presos já tinha tentado fugir com mais quatro internos em fevereiro deste ano.

Confusão - Com ameaças de rebelião e morte de detentos, a Máxima registra seguidas tentativas de fuga. A última delas aconteceu na noite do último domingo (11). Fernando Costa Sucker e Carlos Eduardo de Oliveira da Silva, ambos de 28 anos, tentaram fugir da penitenciária. Eles disseram que queriam escapar porque foram ameaçados de morte por detentos de facções rivais.

Na noite de quarta-feira (14), 33 detentos fizeram um motim exigindo serem transferidos por estarem sendo ameaçados por integrantes de uma facção criminosa rival. 

Os detentos ameaçados em questão são integrantes da facção carioca Comando Vermelho, ex-aliada dos paulistas do PCC, mas que recentemente romperam a parceria. O motivo do fim do acordo é a disputa pelo controle da fronteira entre o Brasil e o Paraguai, local fundamental para o crime organizado.

Segundo o diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Airton Stropa, os internos que têm problema de convivência com os demais presos já foram realocados para outros pavilhões e que o órgão ainda analisa a transferência deles para outras unidades.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions