A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/06/2013 17:45

Com falta até de comida em abrigos, conselheiros tutelares ameaçam greve

Viviane Oliveira
Conselheiros reclamam de carro com banco quebrado, pneus carecas e sem freio, mas que continua circulando. (Foto: Viviane Oliveira)Conselheiros reclamam de carro com banco quebrado, pneus carecas e sem freio, mas que continua circulando. (Foto: Viviane Oliveira)

Por falta de condições de trabalho, os 15 conselheiros distribuídos em três Conselhos Tutelares de Campo Grande, ameaçam greve. Os funcionários reclamam que falta desde um transporte adequado até comida para as crianças acolhidas sob medida de proteção.

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira no Conselho Tutelar do Centro.

De acordo com a conselheira Cassandra Szuberski, que atua no Conselho Tutelar Sul, diariamente os profissionais tem enfrentado o descaso do município com a falta de estrutura. Segundo ela, tem conselho que trabalha sem psicóloga, assistente social e faltam conselheiros suplentes para substituir funcionário que ficou doente ou entrou de férias.

Conforme os funcionários, cada conselho tem apenas um carro para atender as denúncias e na maioria das vezes circulam totalmente sem condições de uso. “Isso quando tem carro para atender uma denúncia. Esses dias a psicóloga teve que ir deitada no carro, porque o banco estava quebrado”, reclama Cassandra, dizendo que tem veículo que se quer tem cadeirinha para transportar criança.

Além disso, os conselheiros reclamam que falta delegacia 24h especializada ao atendimento de criança e adolescente, alimentação e vaga no abrigo SOS criança. “Lá a estrutura é para atender 20 crianças, pois tem dia que tem 47”, diz uma conselheira.

Conselheiros reclamam de estrutura durante coletiva de imprensa nesta tarde. (Foto: Viviane Oliveira)Conselheiros reclamam de estrutura durante coletiva de imprensa nesta tarde. (Foto: Viviane Oliveira)

Os funcionários reclamam ainda que em janeiro deste ano a única casa especializada em abrigar adolescentes que estão em conflito com a lei fechou. "Não tem lugar especifico para abrigar adolescente que, por exemplo, é apreendido no fim de semana, já que ele não pode ficar em celas de delegacia. O único jeito é levar para os abrigos onde são atendidas as crianças em situação de risco”.

Ainda segundo Cassandra, em março desde ano o prefeito tomou conhecimento da situação e deu prazo de três meses para resolver. “Porém até agora nada foi feito e o problema que persiste está piorando”, afirma.

O Conselho Tutelar Sul, que atende em média de 30 a 40 famílias por dia, já registrou até o dia 18 deste mês 3.200 casos relacionados à violência contra criança e adolescente. “Sem contar os atendimentos do Conselho Tutelar da região Norte e Sul, no entanto nós não temos condições de manter um bom trabalho sem estrutura”.

Sem resolver estas questões, os funcionários dizem que serão obrigados a organizar uma paralisação. “Queremos exercer o nosso papel com qualidade e continuar assegurando o direito de crianças e adolescentes que são violados”, finaliza Cassandra.

Em nota de repúdio os funcionários denunciam a falta alimentos e de vagas em Ceinfs (Centro de Educação Infantil), falta de condições adequadas para acomodação das crianças acolhidas sob medida de proteção, falta de abrigo de acolhimento do adolescente em conflito com a lei.



O Bernal prometeu e cumpriu! Mudou tudo em CG, hoje falta merenda nas escolas, a cidade tem muito mais buracos, as compras são feitas sem licitação, aumentou a criminalidade, faltam médicos e medicamentos nos postos de saúde! QUERIAM MUDANÇA, agora aguentem! Tenho minha consciência tranquila pois não votei nesse encosto!!!
 
David Bertoldo Jr em 27/06/2013 06:47:11
A mudança aconteceu, para pior, antes tava ruim, e agora Bernal?
 
Debora Sandim Carrilho em 26/06/2013 15:54:39
Mas não tive coragem, eles se apegam nas pessoas, o pior dizem que tem saudade dos pais, e querem voltar para junto deles, e é isso aí, é muito doido ver as crianças sofrendo .
 
helena da costa andrade em 25/06/2013 22:46:34
Já visitei abrigos lá as pessoas tem que agendar a visita, na hora de ir embora eles pedem um cadastro de visita, pedem o telefone do visitante daí uns dias eles ligam pedindo doações, e tem muitas pessoas que ajudam, fora os voluntários que colaboram, lavando roupas e fazendo comida para as crianças, eles não dependem só do município ou governo, se é que o governo ajuda , a justiça tira os filhos dos pais as vezes porque é muito pobre, levam para o abrigo depois ficam pedindo doações, poque a assistência social não faz nada para ajudar essas famílias? Tirar filho de pobre é muito fácil, os pais precisam de cursos profissionalizantes até mesmo de estudo. Já sai chorando de um abrigo pois tinha crianças que queriam que as trouxessem para minha casa. Fiquei de voltar.
 
helena da costa andrade em 25/06/2013 22:43:14
As conselheiras tão reclamando só agora, gestão passada não falavam nada, tava tudo certo, caramba como são xarope esse povo, só agora querem reclamar, antes tava todo mundo quietinho.
 
silva souza em 25/06/2013 12:34:08
VEREADORES, PREFEITO, MINISTÉRIO PÚBLICO: PAREM DE BRIGAR OU SÓ QUERER FICAR DE CONVERSINHA NA IMPRENSA, TRABALHEM, SOCORRAM NOSSAS CRIANÇAS, CONSELHEIROs PRATICAMENTE FAZEM MILAGRE SEM ESTRUTURA, RESPALDO E GANHANDO UM MIXARIA
 
Fernando Spoletto em 25/06/2013 12:11:46
Concordo com a Ana Salgado. Trabalhar sem condições é horrível, ainda mais em um serviço que exige muito das pessoas, principalmente psicologicamente, porque se depara com cada caso... trata-se das nossas crianças... muitos não aguentariam um dia sequer trabalhando como conselheiro, psicólogo ou assistente social diante dos casos que aparecem.. O que faz o prefeito ha 06 meses? Se ele falta no pouco imagina como está os serviços de grande importância? se não repara um veículo.. vai reparar o conselho? a casa de proteção?? Cade o MP Estadual?
 
Leandro Ribeiro em 25/06/2013 09:52:52
Pelo visto, é mais um setor que se encontra abandonado pelo Poder Público. Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, enfim, ninguém se preocupa. Pelo que li na matéria, os Conselheiros Tutelares desempenham seu papel dignamente, mesmo com total descaso das autoridades, cumprem seu papel, defendendo crianças e adolescentes com direitos violados ainda que sem estrutura. Diariamente temos conhecimento através da imprensa que a Prefeitura, por suas secretarias de educação e assistência social, não dá assistência aos que dela necessitam. Falta alimentação em CEINFs e escolas, material escolar, e agora abandonou de vez o Conselho Tutelar, enfim... Total descaso e abandono... Até quando meu Deus... Até quando... Muito triste. Lamentável.
 
Maria Dejanira em 25/06/2013 09:27:35
Cadê o Ministério Público para investigar? Não querem tal atribuição, então, façam a investigação, doutores promotores!...
 
josé correia em 25/06/2013 08:55:35
CADÊ O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL E FEDERAL E NOSSA CÂMARA MUNICIPAL, ELE ESTÃO FAZENDO O QUÊ, PELA NOSSA SOCIEDADE.
 
ANTONIO ELIAS MORAIS em 25/06/2013 07:17:07
Não ter condições de realizar o próprio trabalho é frustrante, afeta muito a saúde e as relações sociais das pessoas que trabalham numa situação dessa. Em situações muito importantes e delicadas como essas que os Conselhos Tutelares atendem é inaceitável que falte condições de trabalho adequadas. NO MÍNIMO as condições de trabalho deveriam ser adequadas.
 
Ana Salgado em 25/06/2013 03:50:32
Mas não era mudança que o povo queria, tá aí a mudança.Agora vamos esperar passar os quatro anos e depois veremos se essa maioria aprende a votar. Uma vez precisei fazer uso deste conselho tutelar,e confesso que não esperava uma solução tao rápida e certeira,mas isto foi em tempos que Campo Grande tinha Gestor PREPARADO.
 
lauro dos santos Bial em 24/06/2013 21:52:14
É a mudança! O Bernal mudou tudo!
 
Olinda Oliveira em 24/06/2013 20:50:50
Eu, se fosse o Prefeito, ficaria envergonhado com essa matéria, e iria resolver a situação o mais rápido possível!!
 
MARCELLO MENDES em 24/06/2013 20:25:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions