A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

30/04/2015 09:35

Com foco na redução de acidentes, Maio Amarelo terá abordagens educativas

Flávia Lima
Proposta do Maio Amarelo é reduzir acidentes de trânsito nas grandes cidades. (Foto:Arquivo/Alcides Neto)Proposta do Maio Amarelo é reduzir acidentes de trânsito nas grandes cidades. (Foto:Arquivo/Alcides Neto)

Com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, será realizado em todo o mundo, na proxima semana, o Movimento Maio Amarelo. Através de ações coordenadas entre o Poder Público e a sociedade civil, a iniciativa discute o tema segurança viária, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

Em Campo Grande, a abertura oficial acontece na próxima segunda-feira (4), a partir das 8h30, na Avenida Afonso Pena, com a Rua 25 de Dezembro. A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) assim como as demais instituições que compõem o GGIT (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito) estão à frente do movimento na Capital e organizam uma série de atividades e blitz educativas, com a intenção de alertar sobre a redução de acidentes.

Por ser uma ação internacional e, para participar desta ação, a Agetran assinou, nesta semana, a Carta de Apoio ao Movimento. No documento, o órgão mantém o comprometimento de divulgar à população e aos servidores municipais as propostas da ação. A intenção é discutir com motoristas e a população, a importância de uma conduta responsável e prudente no trânsito, seja tanto na condição de condutor, como passageiro, ciclista ou pedestre.

Para cumprir o objetivo, serão realizadas ações pontuais com abordagens educativas, conscientização de pedestres e motoristas, bandeiraço amarelo, blitz e divulgação de diversos materiais informativos. 

Apesar de o número de acidentes de trânsito com vítimas fatais ter reduzido  41% de janeiro a abril desde ano em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo dados do GGIT (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito), a diretora presidente da Agetran, Beth Félix diz que é importante manter as ações de conscientização. “É necessário se engajar e propagar o conhecimento, abordando o trânsito nas mais diferentes esferas, tendo como foco a redução das estatísticas”, explicou.  

 

 

 

 

 

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

 

 

Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...
Homem tem corpo queimado em acidente doméstico e morre na Santa Casa
Após dois dias internado, José Loureiro da Cruz, 49 anos, morreu por volta das 6h30 desta sexta-feira (15) na Santa Casa em decorrência de acidente d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions