A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Abril de 2019

21/03/2019 11:23

Com liminar do Tribunal de Justiça, Grupo Bigolin vai reabrir lojas

De acordo com a defesa, é preciso cumprir questões burocráticas, mas expectativa é reabrir até segunda-feira

Aline dos Santos
Decisão reverteu falência e Bigolin se prepara para reabrir lojas.(Foto: Henrique Kawaminami)Decisão reverteu falência e Bigolin se prepara para reabrir lojas.(Foto: Henrique Kawaminami)

Com a liminar do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) suspendendo a falência, o Grupo Bigolin vai reabrir as lojas, lacradas há uma semana.

De acordo com a defesa, é preciso cumprir questões burocráticas, como retomada de chaves e de inscrições estaduais. “Mas é muito provável que até segunda-feira as lojas estejam em operação”, afirma o advogado Lucas Mochi.

A liminar é uma decisão provisória e o tribunal ainda vai julgar o mérito. Ontem (dia 20), o desembargador Vilson Bertelli suspendeu a decisão do juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, da Vara de Falências e Recuperações Judiciais de Campo Grande.

No dia 14 de março, o juiz decretou a falência do Grupo Bigolin, formado por cinco empresas, e mandou lacrar as lojas e bloquear bens. De acordo com a administradora judicial Pradebon e Cury, atualmente são 750 credores e a previsão é que a dívida alcance R$ 100 milhões.

Era feito um levantamento sobre os bens para que fossem levados, futuramente, a leilão. Funcionários da Bigolin relataram ao Campo Grande News atraso salarial.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions