A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/08/2012 11:20

Comando lamenta morte de bombeiro em quartel e abre investigação

Paula Maciulevicius
Soldado Matheus Di Giacomo Gonçalves será velado em uma funerária na rua Maracaju. (Foto: Reprodução/Facebook)Soldado Matheus Di Giacomo Gonçalves será velado em uma funerária na rua Maracaju. (Foto: Reprodução/Facebook)

O corpo do bombeiro Matheus Di Giacomo Gonçalves, 27 anos, encontrado morto nesta madrugada, em uma sala do quartel Costa e Silva, será velado nesta tarde, na Pax União, na rua Maracaju, em Campo Grande. Ainda não há horário certo para o sepultamento, que deve acontecer na manhã desta segunda-feira, no cemitério Jardim da Paz.

O Comando Geral do Corpo de Bombeiros divulgou nota lamentando o fato e informando que será aberto procedimento administrativo pelo comandante do 1º Grupamento de Bombeiros, responsável pela área Sul da Capital, para apuração.

Di Giacomo tinha a marca do disparo na testa. Apesar de o caso ter sido registrado como suicídio, vai haver investigação. O delegado Ivahyr Luiz de Campos comentou na manhã de hoje, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Piratininga que “não é muito comum um homem tirar a própria vida com um tiro na testa”.

Ainda assim, disse que não há elementos que indiquem para homicídio. “Mas como é um caso registrado na Polícia, vai ser investigado”.

Di Giacomo entrou para a corporação em setembro de 2010 e ainda estava em estágio probatório. Segundo o comando, não havia nenhum registro de alteração disciplinar.

O soldado foi encontrado morto dentro da sala de rádio do quartel Costa e Silva, por um colega que deveria substituí-lo no plantão. O militar relatou à Polícia que, como não foi acordado para assumir a sala de rádio, foi até o local e da porta viu a vítima ao chão.

O colega informou ainda que nos últimos dias havia reparado que Matheus andava triste e com comportamento um pouco mais isolado. Matheus estava sozinho na sala e ficava armado para garantir a própria segurança e a defesa do quartel.

A perícia foi acionada e apreendeu o celular do bombeiro. Nele havia uma mensagem para uma mulher dizendo “A gente não muda com o acaso cuidando de nossa vida, vc vai ter que querer mudar, boa sorte na sua vida espero que seja feliz”.

O projétil da arma foi apreendido, assim como o revólver e as demais munições. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Piratininga.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Mto triste, q deus ilumine, um bom Homem............
 
Elaine de Almeida Cunha em 19/08/2012 06:29:15
este e um caso muito estranho um militar morrer dentro do quartel.... veja bem neste local nao fica so dois bombeiro,.... a onde ha fumaça há fogo !!!!!
 
ramao braz em 19/08/2012 04:01:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions