A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

23/12/2018 15:12

Confusão em casa de massagem termina com tiro e agressão

Os suspeitos ainda não foram identificados e são procurados. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Geisy Garnes

Confusão em uma casa de prostituição terminou com tiros e agressão na noite deste sábado (22) em Campo Grande. Segundo boletim de ocorrência, os disparos aconteceram depois que um cliente, que já havia ido embora, voltou ao local para buscar documentos esquecidos em um dos quartos. Ele e outros três homens são procurados pela polícia.

Em depoimento, a gerente da casa, de 41 anos, contou que o suspeito e os três amigos chegaram ao local em um Renault Logan prata e começaram a beber. Pouco depois, um deles contratou um das garotas de programa do estabelecimento e foi para um dos quartos. Ao fim do tempo, uma das funcionárias avisou ao cliente que retornou a área comum sem camisa e com uma pistola na cintura.

Para a polícia, a mulher relatou que pediu para o homem se vestir e assim evitar constrangimento com os outros clientes, mas que ele entrou no depósito de toalhas e escondeu a arma. Ao perceber isso, a gerente pediu para ele retirar a pistola dali e deixar o estabelecimento, caso contrário chamaria a polícia. O suspeito se retirou, mas pouco depois retornou ao local, transtornado, afirmando que havia esquecidos os documentos.

Na intensão de evitar que o homem entrasse novamente no estabelecimento, a gerente buscou os documentos e entregou para ele no carro. No entanto, neste momento os suspeitos desceram do carro e o suspeito sem camisa começou a agredir a mulher com socos na cabeça e entrou na casa de massagem para procurar uma das garotas de programa.

A gerente aproveitou o momento para pedir socorro em um restaurante e acabou ameaçada pelo motorista do Logan. "Eu to te olhando, to te vendo, to te filmando, pode me aguardar que eu vou voltar", teria dito.

O condutor então teria sacado a arma, apontado para a mulher e em seguida disparado para o alto. Em seguida os outros três homens voltaram para o carro e o grupo fugiu.

Ainda conforme o depoimento, entre os documentos do suspeito, a gerente viu uma carteira funcional da segurança pública de Mato Grosso do Sul. As vítimas ainda disponibilizaram a polícia o telefone que um dos envolvidos passou a uma das garotas de programa.

A Polícia Militar foi chamada e recolheu na calçada duas cápsulas deflagradas de pistola. Os suspeitos ainda não foram identificados e são procurados pela polícia.

Homem de 30 anos morre em hospital após ser espancado no centro
Anderson Gomes Martins, 30 anos, morreu ontem (24) na Santa Casa depois de ser espancado na região da antiga rodoviária, no centro de Campo Grande. O...
Dentistas são condenados a indenizar paciente em R$ 20 mil por negligência
Pai e filho, dentistas em Campo Grande, foram condenados pela 11ª Vara Cível a indenizar uma paciente em mais de R$ 20 mil por negligência em um impl...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions