A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/08/2016 17:52

De cama, idosa de 95 anos ainda não sabe que filho está há 3 dias morto

Guilherme Henri
Casa em que idosa ficou três dias na companhia de filho morto (Foto: Alcides Morto)Casa em que idosa ficou três dias na companhia de filho morto (Foto: Alcides Morto)

Rosita Gonsales, 95 anos ainda não sabe que seu filho, Luiz Carlos Gonsales, o “Peninha”, 64 anos está há três dias morto. A idosa, que está de cama, ficou três dias sem comer, beber e ainda na mesma residência que o corpo do homem, que cuidava dela.

O corpo de Peninha, foi encontrado nesta segunda-feira (22) no corredor que dá acesso aos fundos da casa, na rua Lucia Martins Coelho, no Cophavila II sem sinais de agressão.

A informação é do irmão da vítima, o vendedor Aldo Gonsales, 54, que afirmou que sua mãe é muito apegada ao irmão. “Não sei como vou dar a notícia. Acredito que irei pedir ajuda de um profissional, como, por exemplo, um psicólogo”, disse, lembrando que por ter ficado três dias sem cuidados precisou ser levada a uma unidade de saúde no próprio bairro e depois liberada.

Questionado, o vendedor não sabe a causa da morte do irmão, porém revela que há dois anos o homem tinha sofrido um princípio de AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Morte – o corpo de Peninha foi encontrado, pois seu irmão foi até a residência e ao bater palmas ninguém o atendeu. Ele foi até uma padaria próxima da residência e foi informado pelo padeiro, Moises Matos, 42 anos, que a vítima não tinha aparecido durante todo o fim de semana.

O Corpo de Bombeiros foi chamado e na residência encontrou o corpo do homem já sem vida. A ocorrência foi registrada como morte natural.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions