A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/07/2014 10:53

Delegacia de Homicídios abre inquérito para apurar sumiço de pintor

Renan Nucci
Casa onde o pintor reside com a mãe e o filho de seis anos, (Foto: Alessandro Martins)Casa onde o pintor reside com a mãe e o filho de seis anos, (Foto: Alessandro Martins)

A DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) de Campo Grande investiga o desaparecimento do pintor Lauri Borges, de 42 anos, ocorrido na noite do dia 1° de julho, em frente a casa onde ele vivia com mãe e o filho de seis anos, no Jardim Columbia, região do Nova Lima.

O delegado titular da DEH, Edilson Silva, afirmou que já foi instaurado inquérito para apurar o caso. Homens do SIG (Serviço de Investigações Gerais) averiguam as informações passadas por familiares da vítima no ato de registro da ocorrência, todavia, Edilson preferiu ainda não comentar sobre o andamento dos trabalhos.

O sumiço de Lauri, que também é conhecido como “Alemão”, foi inicialmente denunciado às autoridades do 2° Distrito Policial da Capital, sendo posteriormente transferido para a "Homicídios".

De acordo com a mãe, Ana Joaquina Borges, de 64 anos, o filho desapareceu por volta das 21h30 do dia 1°, enquanto atendida um grupo de pessoas no portão de sua casa. Desde então, não foi mais visto.

A irmã, Simone Oliveira Borges, de 32 anos, relata que vizinhos testemunharam o pintor sendo forçado a entrar em um automóvel com mais quatro pessoas. Ele era usuário de drogas, mas a família descarta acerta de contas com o tráfico. Conforme tem sido noticiado pelo Campo Grande News, a família também faz buscas por conta própria, e já levantou diversas hipóteses tais como, desavenças de Lauri com o ex-marido de sua atual namorada, problemas no trabalho e até mesmo troca de ameaças com um ladrão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions